“Leve-me à Igreja”

 

Daqui seis meses…

[CENA 01 – LANCHONETE (NOVA YORK)/ NOITE]
(após cantarem duas músicas, Carlo convida Pedro para subir ao palco, como forma de agradecimento por tê-los levados até ali e por tê-lo recebido bem na universidade. A banda começa a tocar)

[CENA DE MÚSICA – TEETH (5 SECONDS OF SUMMER)]

[CARLO]
Some days, you’re the only thing I know 1
Only thing that’s burning when the nights grow cold
Can’t look away, can’t look away
Beg you to stay, beg you to stay, yeah

[PEDRO]
Sometimes, you’re a stranger in my bed
Don’t know if you love me or you want me dead
Push me away, push me away
Then beg me to stay, beg me to stay, yeah

[CARLO]
Call me in the morning to apologize 2
Every little lie gives me butterflies
Something in the way you’re looking through my eyes
Don’t know if I’m gonna make it out alive

Fight so dirty, but your love so sweet
Talk so pretty, but your heart got teeth
Late night devil, put your hands on me
And never, never, never ever let go

[CARLO E PEDRO]
Fight so dirty, but your love so sweet
Talk so pretty, but your heart got teeth
Late night devil, put your hands on me
And never, never, never ever let go

[PEDRO]
Some days, you’re the best thing in my life 3
Sometimes when I look at you, I see my wife
Then you turn into somebody I don’t know
And you push me away, push me away, yeah

[CARLO]
Call me in the morning to apologize
Every little lie gives me butterflies
Something in the way you’re looking through my eyes
Don’t know if I’m gonna make it out alive

Fight so dirty, but your love so sweet
Talk so pretty, but your heart got teeth
Late night devil, put your hands on me
And never, never, never ever let go

[CARLO E PEDRO]
Fight so dirty, but your love so sweet 4
Talk so pretty, but your heart got teeth
Late night devil, put your hands on me
And never, never, never ever let go

[PEDRO]
Blood on my shirt, a rose in my hand
You’re looking at me like you don’t know who I am
Blood on my shirt, heart in my hand
Still beating

[CARLO]
Fight so dirty, but your love so sweet
Talk so pretty, but your heart got teeth
Late night devil, put your hands on me

[CARLO E PEDRO]
And never, never, never ever let go

Fight so dirty, but your love so sweet
Talk so pretty, but your heart got teeth
Late night devil, put your hands on me
And never, never, never ever let go

Teeth
Teeth
Teeth
Never, never, never ever let go

1. Carlo começa a cantar ao lado de Pedro, que está entrando no ritmo da música. Ele observa Maya logo abaixo, que ainda continua como uma fã maluca.
2. Os dois trocam de posição e cantam como se já se conhecessem a muito tempo. Maya pega o celular e começa a filmar a apresentação do dois.
3. Pedro volta para a posição inicial, assim como Carlo, cantam um de frente para o outro, se separam e trocam de posição mais uma vez. De cima do palco, dá pra ver como todos estão dançando e cantando junto com eles, Pedro sentia falta daquilo. Daquela energia vindo do público. Se lembra mais uma vez de quando cantava com seus amigos. E se imagina o tanto que poderá cantará com Carlo semestre que vem.
4. Maya encerra a gravação e decide curtir o finalzinho da música. Os garotos terminam de se apresentar, são aplaudidos por todos eufóricos.

[CENA 02 – APARTAMENTO DE ARTHUR (NOVA YORK)/ Q. DE PEDRO/ NOITE]
(após se divertir um pouco com Maya e alguns alunos da universidade, Pedro volta para o apartamento. Antes, avisou a Samuka que estava a caminho. Ele entra em seu quarto, deixando o casal mais à vontade na sala. Caminha até a cama, tira seus sapatos e deita-se. Se lembra de tocar com a banda de Carlo e isso o faz lembrar de seus amigos. Pega o celular do bolso da calça, entra no aplicativo de conversa, procura o perfil de Ramon e o encontra online. Faz uma chamada de vídeo)
RAMON (por vídeo) – Olha só, quem é vivo sempre aparece, né?!. Pensei que tivesse esquecido os amigos?
PEDRO – Esqueço nada. (repara o ambiente atrás do amigo) Onde vocês estão?
RAMON (por vídeo) – (feliz) Estamos em Santa Catarina, cara. Não sinta inveja, tá… mas você sabe que poderia estar aqui com a gente.
PEDRO – (ri) Eu sei… mas também estou feliz aqui. Assim, como também estou feliz com o caminho que vocês estão percorrendo. Órbita Três vai longe, tenho certeza disso.
RAMON (por vídeo) – Em breve vamos subir ao palco.
PEDRO – Muita gente?
RAMON (por vídeo) – Você não tem ideia. Repara só… (saí da sala onde está, vai para perto do palco, dar de ouvi a multidão do outro lado da cortina) Tá ouvindo?
PEDRO – (sorri) Estou sim. E quando vocês irão fazer shows por aqui?
RAMON (por vídeo) – (volta para a sala) Possivelmente no próximo ano. O Ivo está vendo isso.
PEDRO – Me avisem, hein. Vou levar o pessoal da universidade para acompanhar vocês.
RAMON (por vídeo) – Opa, quanto mais fãs, melhor. Vou ter que desligar agora, está bem. Ivo tá reunindo o pessoal aqui.
PEDRO – Tá. Tenham um bom show! Valeu! (encerra a chamada de vídeo, coloca o celular em seu peito, olha para o teto e sorri)

Agora…

[CENA 03 – ESTÚDIO SUA CANÇÃO (ao vivo)/ PALCO/ NOITE]
(Larissa continua parada no palco, as pessoas começam a murmurar o porquê dela está naquele estado. Nathaniel que está ao lado de Lauro, se preocupa e quer saber para quem ela está olhando. Larissa percebe que a banda parou de tocar, volta a realidade)
LARISSA – (se aproxima dos jurados) Desculpem. Por favor, me dê mais uma chance. Eu meio que me desconcentrei por um momento.
VALÉRIA – Querida, isto é a semifinal. A essa altura do campeonato, conseguir manter o foco é essencial para o candidato. Como espera ir pra final assim?
LARISSA – (nervosa) Eu sei, eu peço desculpas por ter parado no meio da música. (olha em direção a Lauro, que se aproxima dela) Se eu puder ter mais uma chance, prometo que não vou me desconcentrar.
LAURO – (sério) O que aconteceu, Larissa?
LARISSA – (evita olhar para sua mãe, abaixa a cabeça) Eu me desconcentrei apenas.
LAURO – Valéria tem razão, está é a chance para vocês participante garantirem sua vaga para a final. Não podem se deixar levar por distrações.
LARISSA – Eu sinto muito.
LAURO – Então produção, damos mais uma chance? (coloca a mão no ponto em seu ouvido, a expressão séria no rosto dele, deixa Larissa tensa) Entendi. (a Larissa) Bem, você pode recomeçar novamente a música.
LARISSA – (aliviada) Obrigada! Muito obrigada!
LAURO – Mantenha o foco dessa vez, hein.
LARISSA – Eu vou manter, não se preocupem. (Lauro saí do palco, Larissa fica de frente para os jurados e dessa vez, vai continuar a música naquela posição)

[CENA DE MÚSICA – QUE SERÁ (DALVA DE OLIVEIRA)]

Que Será 1
Da Minha Vida Sem o Teu Amor
Da Minha Boca Sem Os Beijos Teus
Da Minha Alma Sem o Teu Calor

Que Será 2
Da Luz Difusa Do Abajour Lilás
Se Nunca Mais Vier a Iluminar
Outras Noites Iguais

Procurar 3
Uma Nova Ilusão Não Sei
Outro Lar
Não Quero Ter Além Daquele Que Sonhei

Meu Amor 4
Ninguém Seria Mais Feliz Que Eu
Se Tu Voltasses a Gostar De Mim
Se Teu Carinho Se Juntasse Ao Meu

Eu Errei
Mas Se Me Ouvires Me Darás Razão
Foi o Ciúme Que Se Debruçou
Sobre o Meu Coração

1. Larissa começa os versos inicias da música de olhos fechados. Ela dá um tom mais atual a canção, que faz o público gostar.
2. Abre os olhos, decide olhar exclusivamente para os jurados, que estão atentos a ela. Sua mãe a observa da plateia, encantada pela a voz da filha.
3. Larissa canta a música inteira focada, olhando para os jurados. Não quer olhar em direção a sua mãe e nem quer saber se ela está ali, a observando.
4. Com o final da música se aproximando, ela relaxa um pouco e solta um leve sorriso. Encerra a canção, é aplaudida, agradece e saí apressada do palco. O próximo candidato já se posiciona logo a saída dela.

[CENA 04 – CASA DE DÁCIO/ SALA/ NOITE]
(a família de Dácio está acompanhando o programa, Regina ficou preocupada, mas logo fica aliviada ao ver que Larissa mandou bem em sua apresentação)
CÁSSIA – Nossa, essa foi por pouco.
REGINA – Ainda bem que deram mais uma chance para ela.
HORÁCIO – Eu queria saber para quem ela estava olhando?
CÁSSIA – Seja quem for, a deixou petrificada.
REGINA – Parecia ser uma mulher. Quando focaram na direção de onde ela estava olhando, uma mulher também parecia tensa na plateia.
CÁSSIA – Sério? Eu não reparei nisso.
REGINA – Seria estranho se você tivesse reparado.
HORÁCIO – Será que é algum parente dela?
REGINA – Eu não sei. (observa a TV por alguns segundos, séria) De qualquer forma, vou continuar votando aqui. Não vou permitir que ela seja eliminada.
CÁSSIA – (mexe no celular) É melhor mesmo, porque os comentários negativos dela já começaram a aparecer. Até meme estão fazendo.
REGINA – Esquece esses comentários de pessoas desocupadas e foco no site do programa, Cássia.
CÁSSIA – (saí da rede social) Estou saindo. (começa a votar em Larissa)

[CENA 05 – ESTÚDIO SUA CANÇÃO (ao vivo)/ PALCO/ NOITE]
(os três participantes do grupo A já se apresentaram e todos estão no palco. Lauro está entre Larissa e Dino, ela continua evitando olhar em direção a sua mãe)
LAURO – (uma assistente caminha até ele, lhe entrega o resultado do público) Muito bem… chegou a hora de conhecermos o nosso primeiro ou primeira finalista. (coloca a ficha em seu peito) Antes de revelar o candidato mais votado pelo o público, vamos saber a decisão dos nossos jurados. Vamos começar com você, Léo.
LÉO – Cara, o grupo A, não sei se todos vão concordar comigo, mas durante a temporada foi o grupo mais diversificado desta competição.
LAURO – A produção tentou deixar todos bem diversificados.
LÉO – Essa semifinal está sendo diversificada. Eu particularmente ainda não sei para quem dar meus dois pontos. (ri, olha para seus colegas)
VALÉRIA – Continue enrolado um pouco, que também ainda não sabemos. (ri)
LÉO – Seria melhor se você revelasse o resultado do público.
VALÉRIA – Daria uma luz. (ri)
LAURO – Vocês sabem a ordem, pessoal. A decisão do público é a última nesta fase.
LÉO – Você não ajuda muito, né amigo.
LAURO – Até que eu tento. (ri)
LÉO – Tá, vamos lá. Vocês três foram ótimos. A Larissa não começou muito bem, mas na segunda tentativa, manteve o foco e arrebentou. Aliás, desde que a competição começou, suas apresentações nem sempre iniciaram bem, não é mesmo?! E o fato de saber como tomar o controle da situação, é o que eu admiro em você. Por isso, Dino e Aline, vocês mandaram bem, mas hoje eu fico com a Larissa!
LAURO – (Larissa comemora) E Larissa começa com dois pontos. (olha para Valéria)
VALÉRIA –   Larissa realmente tem mostrado um jogo de cintura admirável. No entanto, é válido destacar a desenvoltura que a Aline tem em cada apresentação. A nossa cantora do samba, vem e canta livre e solta, mostra o quanto somos um povo alegre. E sentimos essa energia durante as apresentações dela, por isso, hoje eu fico com a Aline.
LAURO – (Aline comemora ao lado de Dino, que começa a ficar preocupado) Larissa dois pontos e Aline dois pontos. Igor, é com você.
IGOR – Acho que vamos começar com um empate técnico. (ri) As duas realmente são ótimas cantoras, cada uma tem a sua presença, o seu estilo próprio. Só que, pra mim o Dino é quem melhor se apresentou hoje. Por isso, meus dois pontos são para ele. (Dino comemora)
LAURO – (lança um olhar suspeito para os jurados) Que malandrinhos, vocês hein. Deixaram a decisão final para o público.
LÉO – (ri) Só demos o nosso voto, Lauro. Empates acontecem.
LAURO – Sei. (olha o resultado na ficha) Muito bem, então vamos saber quem ganha os 4 pontos do público. (ver o resultado, coloca a ficha em seu peito, faz um pequeno suspense) Com 58,9%, quem vai para a final na semana que vem é… Larissa Oliveira! (Larissa comemora, fica emocionada) Parabéns, Larissa! (a abraça) A nossa primeira finalista.
LARISSA – (emocionada) Obrigada! Muito obrigada a todos que votaram em mim, as meninas da casa dele Rose, a todos! Muito obrigada!
LAURO – Aos nossos eliminados, querem dizer alguma coisa?
ALINE – Eu também queria agradecer. A produção, a vocês jurados e a você Lauro pelo o carinho. É bonito o jeito que tentam deixar todos confortáveis, foi muito bom participar de um programa assim como o Sua Canção.
DINO – Primeiramente eu gostaria de agradecer a Deus por ter me dado a oportunidade de ter participado de um programa tão grande como este. Foi um prazer ter chegado até aqui, ter conhecido pessoas incríveis e talentosas do meu grupo, embora saibamos que apenas um iria para a final. Então, muito obrigado a todos, de verdade!
LAURO – A gente que agradece a participação de todos vocês. Desejamos sucesso, e que várias portas se abram daqui para frente. Parabéns, Larissa. Nos encontramos na final. (os três candidatos saem do palco, Lauro olha para câmera) Agora, vamos para os semifinalistas do próximo grupo. (é exibido um VT contando a trajetória dos três candidatos do grupo B. Após o VT, Daniel já se encontra no palco, a banda começa a tocar)

[CENA DE MÚSICA – TAKE ME TO CHURCH (HOZIER)]

My lover’s got humour 1
She’s the giggle at a funeral
Knows everybody’s disapproval
I should’ve worshipped her sooner
If the heavens ever did speak
She is the last true mouthpiece
Every Sunday’s getting more bleak
A fresh poison each week

We were born sick
You heard them say it
My church offers no absolutions
She tells me: Worship in the bedroom
The only heaven I’ll be sent to
Is when I’m alone with you
I was born sick, but I love it
Command me to be well
Amen, amen, amen

Take me to church 2
I’ll worship like a dog at the shrine of your lies
I’ll tell you my sins so you can sharpen your knife
Offer me that deathless death
Good God, let me give you my life

Take me to church
I’ll worship like a dog at the shrine of your lies
I’ll tell you my sins so you can sharpen your knife
Offer me that deathless death
Good God, let me give you my life

If I’m a pagan of the good times 3
My lover’s the sunlight
To keep the goddess on my side
She demands a sacrifice
To drain the whole sea, get something shiny
Something meaty for the main course
That’s a fine looking high horse
What you got in the stable?
We’ve a lot of starving faithful
That looks tasty
That looks plenty
This is hungry work

Take me to church 4
I’ll worship like a dog at the shrine of your lies
I’ll tell you my sins so you can sharpen your knife
Offer me my deathless death
Good God, let me give you my life

Take me to church
I’ll worship like a dog at the shrine of your lies
I’ll tell you my sins so you can sharpen your knife
Offer me my deathless death
Good God, let me give you my life

No masters or kings when the ritual begins 5
There is no sweeter innocence than our gentle sin
In the madness and soil of that sad earthly scene
Only then I am human, only then I am clean
Amen, amen, amen

Take me to church
I’ll worship like a dog at the shrine of your lies
I’ll tell you my sins so you can sharpen your knife
Offer me that deathless death
Good God, let me give you my life

Take me to church
I’ll worship like a dog at the shrine of your lies
I’ll tell you my sins so you can sharpen your knife
Offer me that deathless death
Good God, let me give you my life

1. Assim que sobe ao palco, Daniel encontra seu pai na plateia. Decide ignorá-lo por enquanto, se concentra em sua música. Começa a cantar de frente para os jurados. Todos estão em silêncio, prestam atenção nele.
2. Vira-se em direção a seu pai, caminha até a beira do palco, encara Samuel que fica sério. Daniel coloca tudo o que sente nesta música, talvez por isto, ela tenha ficado tão profunda em sua voz.
3. Volta para o centro do palco, fica de frente para os jurados. Fecha seus olhos por um instante e se lembra de Dácio. Abre os olhos, caminha em direção oposta a seu pai.
4. Todos ficam em silêncio boa parte da música, há alguns gritinhos de euforia, durante alguns tons altos que Daniel colocava durante o final da música.
5. Ele volta para o centro do palco, observa seu pai mais uma vez, que continua sério. Olha para os jurados, encerra a música. É aplaudido, agradece e saí do palco.

[CENA 06 – CASA DELLE ROSE/ SALÃO/ NOITE]
IONE – (aliviada) Ah, que bom. Apesar de tudo, Larissa foi para a final.
SALETE – Viu a carinha emocionada dela?
IONE – Sim, eu vi. Nossa cantora vai ganhar este programa. Não iremos abandoná-la.
SALETE – Nem que a final seja ela e Otávio?
IONE – Se os dois forem para a final juntos, ficarei feliz por eles. Ambos merecem, então, não preciso escolher um. Isso também serve se for ela e Daniel.
SALETE – É, realmente Daniel também é um forte candidato, que até eu não sei quem votar nesse grupo.
IONE – Faz que nem eu, deixa essa para o público.
SALETE – (guarda o celular) Você tem razão. Que vença o melhor! (presta atenção na TV)

[CENA 07 – ESTÚDIO SUA CANÇÃO (ao vivo)/ PALCO/ NOITE]
(Otávio está sentado ao piano, o ambiente inteiro está em silêncio, ele começa a tocar)

[CENA DE MÚSICA – MAD WORLD (GARY JULES versão IMAGINE DRAGONS)]

All around me are familiar faces 1
Worn out places
Worn out faces
Bright and early for the daily races
Going no where
Going no where
Their tears are filling up their glasses
No expression
No expression
Hide my head I wanna drown my sorrow
No tomorrow
No tomorrow

And I find it kind of funny 2
I find it kind of sad
The dreams in which I’m dying
Are the best I’ve ever had
I find it hard to tell you
I find it hard to take
When people run in circles
It’s a very, very
Mad world
Mad world

Children waiting for the day they feel good 3
Happy birthday
Happy birthday
And I feel the way that every child should
Sit and listen
Sit and listen
Went to school and I was very nervous
No one knew me
No one knew me
Hello teacher tell me what’s my lesson
Look right through me
Look right through me

And I find it kind of funny 4
I find it kind of sad
The dreams in which I’m dying
Are the best I’ve ever had
I find it hard to tell you
I find it hard to take
When people run in circles it’s a very very
Mad world
Mad world
Enlarge your world
Mad world

1. Otávio começa a cantar de cabeça baixa, o ambiente inteiro está em um profundo silêncio. Se ouve apenas a voz de Otávio e as teclas do piano, sendo acompanhada pela a banda do programa.
2. Ele continua mantendo sua visão para o piano, não ergue a cabeça para nenhuma outra direção. A família de Saulo que está logo atrás dele na plateia, erguem alguns cartazes e exibem as camisetas em sinal de torcida. Embora não estejam fazendo barulho algum para não atrapalhá-lo.
3. Os jurados praticamente não piscam os olhos, observam Otávio como se a música estivesse hipnotizando-os. Daniel, que está próximo ao palco, repara o jeito que todos estão em relação a apresentação de seu concorrente, e isso o deixa preocupado.
4. Nos versos finais da música, Otávio fecha os olhos, ergue a cabeça e encerra sua apresentação. Os abre ao ouvir as palmas da plateia. Levanta-se, alguém da produção o ajuda. Ele agradece e saí do palco em seguida.

[CENA 08 – CASA DE MANUELA/ SALA/ NOITE]
(como Manuela foi eliminada na fase anterior, ela está acompanhando a semifinal de sua casa, ao lado de suas amigas)
THALITA – E pensar que a gente poderia estar naquela sala, comendo aqueles sanduíches deliciosos.
ÉSTER – Não estamos porque a Manu abaixou a guarda para a Amanda.
MANUELA – Não diz bobagem, Éster.
ÉSTER – Mas que você poderia está ali, poderia.
THALITA – Em quem vocês vão votar?
ÉSTER – Eu tô votando no Otávio.
THALITA – Eu já achei o Daniel melhor.
ÉSTER – E você, Manu? Em quem vai votar? (Manuela observa a TV, não responde a amiga)

[CENA 09 – ESTÚDIO SUA CANÇÃO (ao vivo)/ PALCO/ NOITE]
(todos os candidatos do grupo B já se apresentaram e estão reunidos no palco, Lauro está entre Otávio e Daniel)
LAURO – E vamos lá, conhecer o nosso segundo finalista. (repara os candidatos, todos parecem tensos) O clima tá tenso por aqui, melhor decidirmos logo isso. (ri, olha para Valéria)
VALÉRIA – Parabéns, meninos. Acho que esse grupo é o único formado por rapazes, né?
LAURO – Creio que sim, o grupo C tem duas garotas. O grupo A tinha duas.
VALÉRIA – Deixa eu ver por onde eu começo. Daniel que música boa você trouxe hoje pra gente. Quando você soltou aquele agudo no finalzinho, fiquei arrepiada. Sem mentira alguma.
LÉO – Confesso que também fiquei. Cara, você mandou muito bem.
VALÉRIA – Otávio foi outro que, nossa… a vontade que eu tinha era de levantar daqui e ir até você e te abraçar. Vocês dois colocaram tanta emoção, tanto sentimento na música, que pareciam que estavam contando a história de vocês. Foram duas apresentações profundas, parabéns. Em contrapartida, o Jairo já veio com uma música contagiante, levantando todo mundo, até eu fiquei com vontade de dançar.
LAURO – (ri) É, eu vi dali do cantinho, você se remexendo na cadeira.
LÉO – O Brasil inteiro deve ter visto!
VALÉRIA – Que culpa tenho se a música era contagiante. Voltando aos participantes, os três foram ótimos, mas, hoje quem leva meus dois pontos é o Otávio! (plateia bate palmas, Otávio agradece, fica um pouco mais tranquilo)
LAURO – Otávio começa com dois pontos! (olha para Igor, a assistente caminha até ele, lhe entrega o resultado do público, coloca em seu peito)
IGOR – Concordo com o que a Valéria disse. Realmente, Otávio e Daniel colocaram tanta emoção nas músicas que cantaram, que tenho certeza, todos aqui e quem está em casa sentiu. Assim como a energia contagiante do Jairo. Só que, como tem que escolher um, hoje eu fico com o Daniel!
LAURO – Otávio tem dois pontos e Daniel também ganha dois pontos. Jairo ainda continua zerado na competição. (olha para Léo) Será que vai ter outro empate técnico?
LÉO – Bem que eu gostaria de passar essa decisão para o público de casa novamente, só que aí não estaria exercendo o meu papel de jurado, não é mesmo?! Desculpa Jairo, mas hoje vou ter que ficar entre Otávio e Daniel.
LAURO – (a Jairo) Calma, que isso ainda não significa que é o fim. A decisão do público pode mudar tudo.
LÉO – Caras, que decisão difícil vocês dois me colocaram. Concordo com tudo o que meus colegas disseram, realmente a música que vocês trouxeram, a forma como cantaram e depositaram suas emoções foi profundo. (coça a cabeça) Nossa, que difícil! (olha confuso para os dois) Tá… é hora de ser agir de forma técnica e escolher o melhor. Só o melhor tem que ir para a final e pra mim, o melhor hoje foi você, Daniel! (Daniel comemora por ter conseguido quatro pontos, assim como seu pai da plateia. Otávio fica preocupado, sua chance pode estar indo embora)
LAURO – Vamos para a decisão do público agora. Quatro pontos fazem diferença. Será que Daniel irá para a final com o dobro da pontuação? Será que Otávio irá virar o jogo? Ou será que Jairo empatará com Daniel? Saberemos a decisão disso após um pequeno intervalo! (sorri) Não saiam daí, a gente já volta!

[CENA 10 – CASA DELLE ROSE/ SALÃO/ NOITE]
(Ione levanta-se de sua cadeira, ansiosa)
IONE – Que bela ideia para dar um intervalo, Lauro. Enquanto isso, fico aqui na ansiedade.
SALETE – Você acha que Otávio será eliminado?
IONE – Eu não sei! (senta-se) Eu tô na torcida por ele, mas que seja feita a vontade do público.

[CENA 11 – CASA DE MANUELA/ SALA/ NOITE]
ÉSTER – Maravilha, deixaram o resultado para o último bloco, junto com o grupo da falsa lá.
THALITA – Votei muito no gatinho do Daniel, espero que ele leve essa competição.
ÉSTER – Sabe que ele namora aquele nerd lá, né?
THALITA – E o que isso tem a ver? Ele é gatinho de qualquer jeito.
ÉSTER – (ri) Eu também votei muito no Otávio, portanto, não irei admitir que ele perca.
THALITA – E você, Manu? Você ainda não disse em quem você votou?
MANUELA – Eu votei nos dois!
ÉSTER – Você não pode votar nos dois!
MANUELA – Quem disse?
ÉSTER – O fato de ser uma competição, onde só um vai sair campeão, já diz tudo.
MANUELA – Ué, os dois cantaram bem, não vejo problema algum em votar nos dois.
THALITA – Manu tem razão.
ÉSTER – Tá, que seja. Eu sei que o Otávio vai ganhar de qualquer forma mesmo!

[CENA 12 – ESTÚDIO SUA CANÇÃO (ao vivo)/ PALCO/ NOITE]
(o programa retorna do intervalo, Lauro continua entre Daniel e Otávio, com o resultado em seu peito)
LAURO – Voltamos e chegou a hora de conhecermos nosso segundo finalista. (ver o resultado, o coloca em seu peito novamente. Otávio fecha os olhos, abaixa a cabeça. Saulo e a família o observam da plateia, cruzam os dedos. Daniel parece estar confiante, Samuel cruza as mãos e começa a orar) Muito bem, com 46,3% dos votos, quem vai para a final na semana que vem é…

Continua no capítulo 62…

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

LEIA MAIS DESTE CONTEÚDO:

Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

>
Rolar para o topo