capa animais racionais

VOCÊ ESTÁ LENDO:

Capítulo 52 da segunda parte

 

Catarina enfrenta Zeca e Laura, paralisados em silêncio por alguns segundos.

Zeca: Cacá, não é o que você imagina!

Catarina: Tenho cara de otária, hein? Não ouse me enganar!

Laura: Meu nome é Priscila, garota! Eu não preciso ficar assistindo essa discussão!

Catarina: Ah, você ficará sim, Laura! Confessa, bandida! Reconhecendo a sua cara dos jornais!

Laura: Me solta!

Catarina: Corre! A Carolina vai adorar descobrir que você vive um romance com meu pai!

Zeca: Cacá, vamos conversar!

Catarina: Sem papo furado. Serei bem objetiva: Pode continuar o caso com a piranha, eu não me importo! Desde que coloque uma boa grana na minha mão!

Laura: Cretina! Se aproveitando da situação pra fazer chantagem?

Catarina: Não sou pior que você! — mira a visão em Laura.

CATARINA

Zeca: Se é dinheiro que prefere… Ok, Cacá! Não temos escolha Laura, se ela jogar a história no ventilador, nos ferramos!

Laura: Dê um jeito então pra calar a sua filhinha! — ao notar Catarina sumir da cena.

Zeca: Só o que faltava! Não basta a complicação de manobrar a Carolina? Convenci a Carol de liberar uma fatia da fortuna pra investimentos no laticínio!

Laura: Arranque tudo o que puder da esfarrapada! Em breve ela sofrerá o que merece!

Zeca: O que planeja, Laura? — Laura responde com um sorriso.


O sol anuncia um novo dia. Rodrigo invade o quarto de Ana e a localiza coberta com uma toalha.

Rodrigo: Desculpa incomodar, onde se enfiou a sua mãe?

Ana: Foi arranjar o que você pediu!

Rodrigo: Ótimo!

Ana: O problema é que vem gastando parte do dinheiro que arrumei!

Rodrigo: Calma, existe uma solução. Contou ao Zeca sobre o meu encontro com a Laura?

Ana: Ele ainda não acredita que você sobreviveu, mas tinha prometido que pensará no assunto!

Rodrigo: Insista para o Zeca acelerar, Ana! — se aproxima deslizando os dedos no corpo dela.

Ana: Licença pra me vestir!

Rodrigo: Adoraria espiar o que esconde atrás do pano! — segura o braço de Ana.

Ana: Rodrigo…

Rodrigo: Acha que não reparei a maneira que me olha? Diz que se apaixonou por mim! Você é tão bonita quanto a Isadora… — beija Ana, no entanto são interrompidos após um ruído na porta da sala.

Isadora: Rodrigo? Ana? Cadê vocês? — resmunga ao beber um copo de água na cozinha.

Rodrigo: Oi querida, a Ana está no banho.

Isadora: Consegui o que você desejava. — retira a arma da bolsa.

Rodrigo: Momento perfeito de voltar pra São Roque!


Joel come um pão apressado na sua bela moradia e se despede de Lúcia.

Joel: Indo ao serviço, Lúcia! Beijão!

Lúcia: Ah! Tava curtindo tanto as férias com você…

Joel: Infelizmente terminou, devo encarar a rotina do hospital! Tchau!

Joel trancava o portão e se esbarra em Melissa na rua.

Melissa: Doutor Joel, será que posso trocar uma palavrinha?

Joel: O que aconteceu, Mel?

Melissa: É referente aquele esquema que comentamos antes.

Joel: Certeza?

Melissa: Exato.

Joel: Pega. O endereço da clínica clandestina, um lugar discreto e o procedimento efetuado no sigilo total! — entrega um cartão a ela.

Melissa: Obrigada.

Joel: Recomendo analisar melhor o assunto! Aborto não é uma decisão simples!

Melissa: Beleza, doutor!

Joel: Se cuida!


Beto rodeia uma esquina quando avista a sua amada entrando na casa alugada.

Beto: Priscila! Não aguentava mais te esperar!

Laura: Fui no supermercado. Por que não me ligou, Beto?

Beto: Afim de uma surpresa! Doido pra te beijar, gatona!

Laura: Safado!

Beto: Compreende que tô enfeitiçado, né? Quero algo sério com você!

Laura: Kkkkkk! Verdade?

Beto: Não ia madrugar na sua residência pra mentir! Aceita namorar comigo?

Laura: Beto, transamos apenas por uma noite…

Beto: Não é fácil me declarar! Eu, o maior garanhão da região, depois que te vi… Mudei! Ansioso pra apresentá-la à família! Venha almoçar na fazenda!

Laura: Hoje recusarei o convite, aguarde a oportunidade certa… — trocam beijinhos.

Beto: Me deixa bater uma foto pra mostrar a eles!

Laura: Estou desarrumada pra fotografia agora!

Beto: Você é linda, pare de graça! O que custa? — posiciona a câmera do celular, porém Laura arranca o aparelho dele.

Laura: Anjo, não!

Beto: Caramba, Priscila! Me humilhando e simplesmente esnoba! Havia uma esperança do lance romântico entre nós… Decepcionado com a sua reação!

Laura: Beto! Ei! — não alcançou o rapaz e Beto desaparece rapidamente no seu carro.


Anoitecendo. A lua demonstra a beleza junto das estrelas no céu do interior. Joel chega do trabalho e cumprimenta Lúcia.

Lúcia: Amor?

Joel: Finalmente juntinho com você!

Lúcia: Preparei uma lasanha deliciosa!

Joel: Morrendo de fome! Ouviu o barulho? — de repente um som de passos e objetos derrubados.

Lúcia: Não sei. Largou a porta aberta?

Joel: Esqueci, vou lá…

Rodrigo: Paradinho aí! — se revela diante do casal apontando um revólver.

Lúcia: Rodrigo… Você…

Rodrigo: Quem diria, Lúcia? Tentou me matar duas vezes e falhou! Levei vinte anos pra me vingar, não sabe o prazer que sinto de estar na sua frente!

Joel: Abaixa isso Rodrigo, podemos negociar… Ahhh…

Rodrigo: Fecha a boca! Não se meta, Joel! — atira na barriga de Joel.

Lúcia: Joeeeeel… O que fez, louco? — se abaixa para acudir Joel que cai no chão.

Joel: Maldita a hora que ajudei a Laura nas suas maluquices!

Rodrigo: Tarde demais para arrependimento, Joel. Teve que se envolver logo com a cachorra da Lúcia! Não vim aqui por causa de você. Vim pra acertar as contas com ela!

Lúcia: Por favor…

Rodrigo: Repare a face queimada do meu rosto Lúcia, pois é a última coisa que verá! — dispara no coração de Lúcia.

Rodrigo: Outro pra garantir! — aperta o gatilho na direção da testa dela.

Joel: Rodrigo…

Rodrigo: Perdão Joel, ocupado com vários compromissos, a Lúcia era somente a primeira da lista! — abandona o ambiente. 

Joel: Lúcia! Nãooooo! — grita desesperado, se arrastando até Lúcia.


Amanhece no vilarejo. Melissa atende a campainha e se assusta com a visita.

Melissa: Beto?

Beto: Cansado de enrolação, Mel! É horrível enganar a Cacá!

Melissa: Escuta! Você pode arruinar o meu casamento! Tomei uma atitude. Resolvi abortar a criança. Já agendei a operação pra amanhã mesmo.

Beto: Não, Mel! É crueldade! Não permito que você tire o nosso filho!

Catarina: Como que é? Filho? — aparece de repente.

Música de encerramento: Lewis Capaldi – Someone You Loved Tema: Beto e Melissa

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

LEIA MAIS DESTE CONTEÚDO:

Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

>
Rolar para o topo