VOCÊ ESTÁ LENDO:

Doces Mentiras – Capítulo 27

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on tumblr

 

Na construtora Brito de Carvalho…

Carla e Maurício já estão em sintonia para uma nova armação e mais uma vez a vítima é Eduardo.

Inácio já estava em sua sala, pois chegara mais cedo, quando Carla entra.

Carla: – Com licença Dr. Inácio?

Inácio: – Pode entrar dona Carla.

Carla: – O motoboy veio deixar esses documentos ontem no final da tarde e este envelope que parece conter algum objeto.

O empresário olha o tal envelope que contém o pen drive.

Inácio: – Estranho, não sei do que se trata. Você por acaso sabe de onde veio isso.

Carla: – Não senhor, veio junto aos outros documentos no malote.

A secretária sai da sala da presidência com um sorriso de satisfação, se dirige até sua mesa e faz uma ligação.

Carla: – Amor?

Maurício: – E aí?

Carla: – Já está com ele.

Maurício: – Agora é só esperar a bomba explodir. – risos.

 

Ainda na construtora, na sala de Eduardo…

O advogado falava com Ligia ao telefone.

Eduardo: – Não consigo mais ficar um dia sem ouvir tua voz, ver teu sorriso.

Ligia: – Ai Edu, assim não vale, vou me apaixonar mais ainda. – risos.

Eduardo: – Que é isso amor, impossível! Tenho um convite pra te fazer, próximo feriado vou te levar pra viajar, a gente foge dessa zona de cidade grande e vai curtir o friozinho da serra. O que você acha?

Ligia: – Acho muito cedo Edu, a gente tá saindo há pouco tempo, não saberia nem o que dizer para minha tia.

Eduardo: – Bom, nós dois iríamos como bons amigos, eu não tenho maus sentimentos para com você.

Ligia: – Eu sei disso, mas você sabe né? Minha tia é muito desconfiada e fica preocupada comigo saindo assim direto, ainda mais viajando com uma pessoa que ela nem conhece direito.

Eduardo: – Tudo bem, então eu preciso conquistar a tia também! –risos.

Ligia: – Bobo!

Eduardo: – Vou jantar com vocês na sua casa, o que acha? Assim peço permissão para namorar contigo também.

Ligia: – Tá certo seu bobo, vou falar com a tia.

Eduardo: – Então fico aguardando vocês confirmarem.

Ligia: – Tudo bem, agora deixa eu desligar que preciso ajudar a tia.

Eduardo: – Tchau meu amor, um beijo!

Ligia: – Beijo!

Ligia e Edu andam bem apaixonados, resta saber o que será desse amor daqui pra frente.

 

No apartamento da Família Silveira…

Vicente se arrumava para sair para a construtora.

Vicente: – Verinha, quem foi o homem que veio aqui essa semana.

Verinha: – Homem? Não sei, o único homem aqui em casa é você. – a perua responde desconfiada.

Vicente: – Estou perguntando por que o porteiro do dia me perguntou se o tal rapaz que subiu aqui essa semana era meu filho ou sobrinho.

Verinha: – Mas, olha, eu não sei não viu Vicente, era só o que me faltava, um porteiro fofoqueiro!

Vicente: – Que é isso Verinha, você tá exagerando, ele só estranhou, ficou preocupado com a sua segurança também.

Verinha: – Hum… Sei…

Vicente: – Final das contas, quem era esse tal rapaz?

Verinha: – Aah Vicente foi um bombeiro hidráulico que a síndica me indicou, aquela torneira da pia da cozinha tava dando uma dor de cabeça enorme.

Vicente não desconfia de nada.

 

Na mansão dos Brito de Carvalho…

Sônia havia subido em uma escada cavalete para podar umas samambaias suspensas, perto dali, Jonas aparava a grama.

Sônia: – Jonas! Meu querido, você pode por gentileza me trazer o regador.

Jonas: – Claro dona Sônia, só um segundo.

Num instante de distração enquanto Jonas pegava o regador, Sônia se desequilibra da escada e o jovem jardineiro corre e a salva.

Sônia: – Meu Deus! Que susto! – ela olha nos olhos de Jonas.

Jonas: – A senhora se machucou?

Sônia: – Não, só fiquei um pouco tonta de repente.

Os olhares dos dois não querem fugir dali mas são interrompidos por Maria Estela.

Maria Estela: – O que está acontecendo aqui?

A megera olha para a cena dos dois com ar de reprovação.

Sônia: – Eu que me distraí e por pouco não fui ao chão, Jonas me salvou.

Maria Estela: – Você anda muita distraída minha querida nora.

Jonas se afasta das duas e volta para as suas atividades.

Sônia olha para a sogra, entra e não diz nada.

Maria Estela: – Aí tem! – a megera resmunga para si mesma.

 

 

De volta à construtora Brito de Carvalho…

Inácio acabava de ouvir o conteúdo de áudio do pen drive quando Vicente entra.

Vicente: – Bom dia Inácio, está esperando os outros acionistas pra reunião?

Inácio olha para Vicente, mas não diz nada, apenas o encara.

Vicente: – Inácio? Está tudo bem?

O vice-presidente da construtora continua sem resposta, neste momento Inácio pega o telefone e liga.

Inácio: – Dona Carla, peça que meu filho venha aqui na minha sala agora!

Vicente: – Inácio você está me deixando preocupado.

Inácio: – Cala essa boca Vicente!

Vicente: – Olha Inácio você não está bem, eu vou indo e em outro momento eu volto.

Inácio: – Eu mandei você calar a boca! E senta aí!

Nesse momento Eduardo entra na sala da presidência e já percebe o clima carregado entre seu pai e Vicente.

Inácio: – Sente-se Eduardo.

O executivo começa a rir freneticamente.

Eduardo e Vicente se entreolham.

Inácio: – Vocês devem estar achando que estou louco não é?

Vicente: – Inácio se você não estiver num bom dia podemos conversar outra hora.

Inácio: – Mas claro que não, a explicação para o meu riso descabido é que estou apenas retribuindo algo a vocês.

Eduardo: – Papai que brincadeira de mau gosto é essa?

Inácio: – Ora, mas não é vocês que me acham um palhaço!

Vicente: – Eu vou para a minha sala, isso é um desaforo!

Vicente se levanta da poltrona.

Inácio: – Eu não terminei Vicente!

Eduardo: – O senhor que falar de uma vez logo pra que esse circo todo?

Inácio parece descontrolado.

Inácio: – Vocês achavam que iam me roubar? Você Eduardo? Meu próprio filho!

Eduardo: – Eu não sei do que o senhor está falando.

Vicente: – E eu muito menos.

Inácio: – Então deixa eu refrescar a memória de vocês sobre seus planos que fracassaram, sim porque eles fracassaram, eu já sei de tudo!

O empresário dá o play no áudio onde Eduardo e Graziela conversam e deixam escapar a farsa que era o noivado dos dois.

Vicente parece surpreso e Eduardo fica em choque, sem reação nenhuma.

 

 

Fim do Capítulo

-” ”>-‘.’ ”>

LEIA MAIS DESTE CONTEÚDO:

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

  • Essa Maria Estela, só Jesus na causa. Controlando o romance da coitada da Sônia. Dá raiva. Torcendo pro Billy esquecer a Carla de vez e ficar com a Ingrid.

  • Essa Maria Estela, só Jesus na causa. Controlando o romance da coitada da Sônia. Dá raiva. Torcendo pro Billy esquecer a Carla de vez e ficar com a Ingrid.

  • Essa Maria Estela, só Jesus na causa. Controlando o romance da coitada da Sônia. Dá raiva. Torcendo pro Billy esquecer a Carla de vez e ficar com a Ingrid.

    • Até eu já estou com raiva dessa megera kkk
      Billy merece alguém bacana como a Ingrid.

  • Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

    Você também poderá gostar de ler:

    Você também poderá gostar de ler:

    >
    Rolar para o topo