VOCÊ ESTÁ LENDO:

Doces Mentiras – Capítulo 28

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on tumblr

 

 

Na construtora Brito de Carvalho…

Os ânimos estão exaltados na sala da presidência.

Inácio: – Então é isso que vocês acabaram de ouvir, na verdade não há nenhuma surpresa aqui pros dois não é?

Vicente: – Você ficou louco Inácio! Eu estou tão surpreso quanto você!

Inácio: – Eu vou fingir que acredito Vicente! E você Eduardo, vai negar que é sua voz e a da sua falsa noiva?

Eduardo: – Papai deixa o Vicente fora disso, ele não sabia de nada.

Vicente: – Claro que eu não sabia!

Inácio: – Então esse é o plano B de vocês? –risos- Acabou! Pros dois e pra sua filha também Vicente!

Eduardo: – Pai me escuta. – o jovem advogado tenta apaziguar.

Vicente: – Você e Graziela não poderiam ter feito isso Edu, eu nunca pedi isso aos dois, nunca!

Inácio: – Cala essa boca Vicente! Chega de mentiras! A partir de hoje você não faz mais parte da cúpula diretora desta empresa.

Vicente: – Inácio, o que você está fazendo?

Inácio: – Fora! Acabou, você é um traidor! Recolha suas coisas, passe no setor pessoal e esqueça que algum dia você foi meu amigo e um homem de confiança nesta empresa.

Vicente: – Não esqueça que eu ainda tenho algumas ações da construtora Inácio.

Inácio: – Não tem mais! Você me deve e as suas ações serão usadas para sanar o empréstimo que lhe fiz conforme foi acordado em nosso contrato. Fora daqui seu verme! Fora!

Vicente não reage, pois sabe que o empresário está irredutível, ele apenas abaixa a cabeça e sai da sala.

 

Ainda na construtora…

Ao ver Vicente saindo da sala de Inácio, Carla liga para Maurício.

Carla: – Isso, ele já saiu!

A secretária avisa para o amante que Vicente já foi, mas Eduardo ainda continua com o pai a sós na sala.

 

No cortiço…

Ligia e Dulce faziam o almoço quando recebem uma visita.

Ligia: – Deixa que eu abro a porta tia.

Ao abrir a porta…

Ligia: – Ingrid que surpresa boa!

Ingrid: – Oi querida, desculpa vir assim sem te avisar.

Ligia: – Fica tranquila, eu ia te ligar mesmo.

Ingrid: – Obrigada! Tudo bem dona Dulce?

Dulce: – Tudo ótimo minha querida, vamos sentando, você aceita um café ou um suquinho? Que tal um doce?

Ligia sorri para Ingrid.

Ingrid: – Eu aceito um doce sim dona Dulce, vou sair completamente da dieta hoje, só porque me disseram que os doces da senhora são os melhores.

Dulce: – Modéstia a parte meus doces são muito bons sim. –risos. Eu vou deixar vocês à vontade, daqui a pouco eu trago os docinhos.

Ligia: – Obrigada tia!

Ingrid: – Então Ligia eu vim aqui pra gente conversar um pouco sobre a próxima campanha que você vai estrelar e queria algumas informações sobre certa pessoinha que você conhece. -risos.

Ligia: – Bom, se eu puder vou te ajudar com certeza.

Ingrid: – Aquele rapaz filho da dona da lanchonete, achei ele tão simpático!

Ligia: – Já entendi tudo. –risos.

Ingrid: – Sabe Ligia, você acredita em amor a primeira vista?

Ligia: – Tá perguntando isso pra mim? –risos. Eu e seu irmão nos apaixonamos assim, sou prova viva disso.

Ingrid: – Ele parece tão rústico e ao mesmo tempo tão angelical, ele tem um olhar lindo e triste também.

Ligia: – Então, ultimamente Billy tem andado triste realmente. Ele e a minha prima Carla eram muito amigos e eu acho até que ele gostava dela.

Ingrid: – E eles namoraram?

Ligia: – Não, nunca. Na verdade acho que Carla fez alguma coisa pra ele e por isso ele anda assim com esse olhar triste.

Ingrid: – Bom, eu adoraria conhecê-lo melhor, conversar com ele, mas não quero parecer atirada.

Ligia: – Hum… Deixa eu ver. –Ligia pensa um pouco.

Ingrid: – Já sei Ligia! – a publicitária se levanta da cadeira.

Ligia: – Nossa que rápida! –risos. No que você pensou?

Ingrid: – Semana que vem é aniversário do Cello, que tal se a gente comemorar na Elvis, a gente adorou a comida de lá.

Ligia: – É uma ótima ideia, assim você pode ver ele e puxar uma boa conversa.

Ingrid: – Perfeito! Então Ligia você vai me ajudar a fechar com a dona Margarida a reserva de algumas mesas e o cardápio também.

Ligia: – Claro, sem problemas! Estou em dívida com você. Não pense que eu não sei que você foi o cupido que juntou Edu e eu.

Ingrid: – Ai Ligia, vocês tem tudo a ver.

Ligia: – Você tem razão. Então, vou acertar tudo com dona Margarida e te dou uma forcinha pra conhecer melhor o Billy.

As duas amigas se abraçam e dona Dulce já chega com os docinhos animando ainda mais o momento de descontração das duas.

 

 

No ateliê de Carolina Duarte…

Alexandre chega de mansinho e surpreende a artista que pintava mais um de seus quadros.

Carolina: – Você por aqui?

Alexandre: – Sim, porque a surpresa? Estava esperando outra pessoa?

Carolina: – Não, é que você nunca se importou com o meu trabalho.

Alexandre: – Continuo não me importando, o problema é que você está doando tempo demais com essas baboseiras aqui.

Carolina: – Querido nós já conversamos e você estava de acordo com a minha volta ao trabalho.

Alexandre: – É, mas um homem também muda de ideia e eu vim aqui pra te dizer que eu quero que você feche essa porcaria e volte a cuidar da casa como antes.

Carolina: – Não. –responde com tom firme.

Alexandre: – Eu acho que não ouvi direito Carol.

Carolina: – Você ouviu bem Alexandre, eu não vou desistir do meu trabalho, não desta vez.

Alexandre se aproxima da esposa e joga no chão a tela que ela pintava.

Alexandre: – Eu posso acabar com toda essa sua fantasia!

Carolina: – Eu preciso trabalhar Alexandre, eu preciso cuidar do meu filho!

Alexandre: – Tá te faltando alguma coisa Carolina?

Carolina: – A questão não é essa.

Alexandre: – A questão é que você gosta de me afrontar, de me desmoralizar na frente das pessoas Carol!

Carolina: – Vai embora Alexandre, em casa a gente conversa e esquece essa ideia de me impedir de trabalhar.

Alexandre ri ironicamente.

Alexandre: – Vai fazer o que? Chamar o seu irmão? Não me faça rir Carolina! Você vai voltar para dentro de casa e ponto!

Carolina: – Me diz só um motivo pra eu não continuar meu trabalho Alexandre!

Alexandre saca um canivete do bolso e assusta Carolina.

Carolina: – O que é isso Alexandre? – a artista pergunta temerosa.

Alexandre: – Isso é um canivete! E isso é o motivo pra você desistir dessa sua fantasia.

Alexandre destrói a primeira tela com o canivete.

Carolina: – Pára com isso Alexandre! –Carol se desespera.

O marido não escuta a esposa e sai quebrando as telas, rasgando, jogando tintas para todos os lados e quebrando os pincéis.

Carolina num ato de desespero corre em direção ao esposo e lhe dá uma tapa no rosto.

Alexandre pára por um instante, olha para Carolina que está aflita e apreensiva e lhe dá um soco rosto.

Tudo escurece.

 

De volta à construtora Brito de Carvalho…

Na sala da presidência, Inácio ainda estava bastante nervoso com o filho.

Eduardo: – Pai tenta entender, nunca quis te dar um golpe ou coisa assim, você sabe que Graziela e eu fomos criados juntos e eu só queria ajudá-la, casar com ela ia ajudá-la a realizar o sonho de voltar a ser modelo e, além disso, pai o Vicente é seu amigo.

Inácio: – É tudo tão romântico na sua cabeça Eduardo! Meu pai não construiu essa empresa sendo romântico!

Vicente é um crápula! Eu sei que vocês arquitetaram tudo isso há muito tempo.

Eduardo: – Papai, eu assumo a culpa por tudo isso, Vicente nem sabia disso.

Inácio: – Vai embora Eduardo! Você está demitido! E por favor, arranje um lugar para morar, a partir de hoje!

Eduardo: – Não acredito nisso! Você não é meu pai! É um monstro!

Inácio: – E você não é meu filho, é um vigarista!

Eduardo se levanta, sai da sala e se depara com Maurício.

Maurício: – Problemas Eduardo?

Eduardo: – Vai pro inferno Maurício!

O jovem advogado vai embora furioso.

 

Maurício se aproveita da situação e resolve ir falar com Inácio.

Carla: – Acho que não é uma boa hora para ir falar com Inácio.

Maurício: – Deixa comigo, eu sei como amansar a fera.

 

 

Fim de Capítulo

-” ”>-‘.’ ”>

LEIA MAIS DESTE CONTEÚDO:

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

  • Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

    Você também poderá gostar de ler:

    Você também poderá gostar de ler:

    >
    Rolar para o topo