VOCÊ ESTÁ LENDO:

Dois destinos – Capítulo 21 – Último

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on tumblr

CONTINUAÇÃO IMEDIATA

Delegado – Pois é… Também fiquei muito assustado quando vi. Até mesmo o jeito cruel que ele é morto.

Mohamed Said – Vocês não vão a caça para colocar essa pessoa por de trás das grades?

Delegado – Sim, já temos todas as provas… Em breve tudo ficará em paz.

Policial – Entrando na sala – Senhor delegado, o Davi está na sala lhe aguardando…

Delegado – Obrigado Sargento. Estou indo.

Mohamed Said – Fique tranquilo, pode ir!!

Delegado sai da sala e caminha até sua sala…

Davi – Ao ver o delegado chora e pede ajuda – Pelo amor do bom deus Delegado, me ajude!

Delegado – Ajudar?… Porque faria isso?

Davi – Eu não aguento mais passar por isso!

Delegado – Mas você fazia as pessoas passarem por isso não é?

Davi – Foram apenas duas vezes. Eu passo por isso todo dia.

Delegado – Sorrindo – Só duas vezes, e você acha isso pouco?… Você não é uma pessoa que deve ficar a solta.

Davi – Eu suplico… Por favor, me ajude…

Delegado – Melhor não… Se você foi capaz de tamanha barbaridade, se vire na sela com seus amigos.

Davi – Chorando muito e gritando – EU TO COM AIDES PORRA, ELES ME PASSARAM AIDES. EU SOU UM LIXO DE PESSOA, SIRVO COMO MULHERZINHA TODA NOITE DENTRO DA SELA. MINHA VIDA VIROU UM INFERNO.

Delegado – É pra ter pena? – balança a cabeça como se dissesse não – Porque você não teve do seu irmão. Sorte a dele que não passou por isso.

Davi – Cospe na cara do delegado – Você merece isso seu bosta.

Delegado – Passa a mão no rosto limpando o cuspe e sorri – Cada dia que passa, eu sinto mais dó de você! Espero que você pegue o tempo máximo de cadeia.

Os policiais pegam Davi pelo braço para leva-lo novamente a sela e ele grita muito.

Davi – Eu sou rico, seus vermes, lixos!!!

 

CENA 02 – HOSPITAL/ MANHÃ/ QAURTO/INT.

 

Médico – Entrando no quarto – Bom dia…

Elis – Bom dia doutor.

Perso – Bom dia.

Médico – Está melhor Perso? Como vem se sentido?

Perso – Sim, estou melhorando sim… Mas ainda sinto muita dor.

Médico – É uma forte queimação né?

Perso – Isso doutor, fora o incomodo.

Médico – É Perso, por um bom tempo você irá sentir este incomodo. Mas em breve vai passa. Houve a perfuração da pele, mas não atingiu nenhum órgão ou ossos. Então está tudo Ok. Ficará mais doze horas de observação e já estará liberado. Tudo bem?

Perso – Feliz – Obrigado Doutor.

Médico – Se cuide viu rapaz.

Elis – Eu prometo que vou cuidade dele.

 

CENA 03 – ADM MVIDA/ INT. / SALA DE REUNIÕES.

 

Mohamed Said – Bom dia…

TODOS – Bom dia…

Mohamed Said – Bom… Me chamo Mohamed Said, sou o filho do fundador do Grupo MVida, voltei ao Brasil, com um único objetivo, ajudar a empresa a melhorar. Na administração da Senhora Marion, muitas lojas fecharam, deixando diversas pessoas desempregadas. Mas… Voltei e quero retornar a presidência da empresa.

Catarina – Se opõe – Não… Você está errado, com a saída de Marion quem assume a empresa sou eu!

Mohamed Said – Eu tenho total mando desta empresa, isso já tem 25 anos. Quer ver?

Catarina – Logico que quero…

Mohamed Said – Pega uma pasta de documentos e entrega a Catarina – Veja com seus próprios olhos…

Após a leitura…

Catarina – Mentira… Não pode ser…

Mohamed Said – Essa empresa nunca foi da Marion, sempre dos filhos de Mohamed.

Catarina – Desesperada – Então eu comprei algo que não existe… É isso mesmo?

Mohamed Said – Sorrindo – É isso aí. Marion te enganou na venda da empresa.

Catarina – Nervosa – Maldita, só queria o meu dinheiro.

Mohamed Said – Agora, queira se retirar desta sala. À partir de hoje você não será mais integrante da Administração. – Catarina sai bufando da sala…

Mohamed Said – Continuando… À partir de hoje, está empresa tem como Presidente Eu, e Vice-Presidente Juliana.

Juliana – assustada – EU?

Mohamed Said – Sim, você mesma!

Juliana – Mas não sou da família, está é uma empresa de família não é?

Mohamed Said – Mas você está apta há isso, não é? Já estudou e muito, e trabalha à um bom tempo nesta empresa, conhece a rotina. Farei questão de lhe ensinar tudo. Topa?

Juliana – Emocionada – Sim, eu topo né!…

 

CENA 04 – RUAS DE SÃO PAULO/ TARDE/ EXT./ DIA DE SOL.

 

Marion, andando sozinha na rua, com um vestido vermelho e de salto, sorrindo para todos…

Marion – Matei o Davi, eu matei meu filho… foi tudo culpa do Perso. – Desnorteada.

 

CENA 05 – CASA CATARINA/ INT./ TARDE/ SALA.

 

Catarina entra desnorteada e tranca a porta.

Adma – O que foi Catarina? Tá tudo bem?

Catarina – Cadê a Melody?

Adma – Está na escola agora!! Porque?

Catarina – E o Pedro? Saiu?

Adma – Não… Está tudo bem com você?
Catarina – Está sim…

Adma – Vou deitar um pouco tá… Preciso descansar. – Vai em direção ao quarto.

Catarina, em seu momento de desespero, vai até a cozinha e pega álcool e começa a jogar na sua casa inteira. E também eu seu próprio corpo.

Catarina – Chega de sofrer… – Fecha os olhos e acende o fosforo.

Resultado de imagem para acendendo fosforo

Imediatamente a casa começa a pegar fogo, sala e cozinha foram os primeiros a serem destruídos. O fogo estava fortíssimo, e rapidamente destruiu as portas dos quartos também carbonizando ADMA e PEDRO.

 

CENA 06 – HOSPITAL/ INT./ QUARTO.

 

Médico – Vamos para casa Perso, você está de alta!

Perso – Jura doutor?

Médico – Sim, agora é muito repouso.

Elis – Ele fará.

 

DIAS DEPOIS…

 

CENA 07 – CONSELHO TUTELAR/ DIA/ INT.

 

Juiz – De fato vocês querem adotar esta criança?

Elis – Sim, queremos ajuda-la.

Perso – É minha sobrinha, a mãe foi morta brutalmente, e o Pai está preso.

Juiz – Ela não tem avós?

Perso – Não senhor Juiz. Ela só tem à mim e a brisa avó.

Juiz – Então… A guarda da menina Melody, ficará com o casal Perso e Elis.

OS DOIS SE ABRAÇAM.

Perso – Vamos dar todo amor e carinho do mundo para essa menina.

 

CENA 08 – MERCADO MVIDA/ INT./ TARDE/ REFEITÓRIO.

 

Vi – Bi, eu posso falar com você um minuto?

Bi – Sim amiga só dizer…

Vi – O Luciano está vindo ali, já te falamos…

Bi – Falamos…? Como assim?

Luciano – Isso mesmo, eu e a Vi, vamos nos casar! E você será nosso padrinho… Aceita?

Vi – Não aceito não em Biliardisson.

Bi – Ahh… – Desmaia

Luciano – Meu deus, ele desmaiou. Foi a emoção…?

TODOS NO REFEITÓRIO FICAM OLHANDO…

Vi – Não, foi porque eu finalmente falei o nome dele todinho. – sorrindo.

Luciano – O nome desse é esse?

Vi – Sim meu amor, é Biliardisson. – Os dois sorri.

 

CENA 09 – CASA ELIS E PERSO/ INT./ NOITE/ QUARTO.

 

Elis – Amor…

Perso – Oi meu amor… Tá tudo bem ai no banheiro.

Elis – Amor eu preciso que você ouça uma coisa.

Perso – Por você eu faço tudo minha princesa.

Elis – Esculta essa música e me fale…

 

 

Perso – Você tá falando sério?

Elis – Abre a porta do banheiro com um teste de gravidez – Sim meu amor. É serio, estou grávida, você será papai.

Perso – Explodindo de Felicidade – Serei o pai mais feliz deste mundo meu amor. – Passando a mão na barriga de Elis.

 

CENA 10 – ADM MVIDA/ SALA DA PRESIDENCIA/ MANHÃ/ INT.

 

Mohamed Said – No telefone – Juliana, por favor, venha até minha sala… Obrigado!

Juliana – Entrando na sala – Oi Senhor Mohamed… Quer falar comigo?

Mohamed Said – Sim, É de suma importância o assunto. Sente-se, por favor.

Juliana – Claro – Senta.

Mohamed Said – Então, vou ser franco com você… Eu vim para o Brasil apenas para desmascarar a crápula da Marion, Sem muitos pretextos. Tenho família na Arábia Saudita, e quero muito voltar para meu país de origem.

Juliana – Entendo perfeitamente. Mas em que posso lhe ajudar?

Mohamed Said – Eu confio na sua competência, e também na competência do meu irmão Davi… Sendo assim, quero vocês trabalhando juntos. Sem disputas por presidência à partir de hoje. O Grupo MVida, será uma empresa de Família.

Juliana – O que você quer dizer com isso?

Mohamed Said – Minha passagem está marcada para amanhã de tarde… Sendo assim você e Perso assumira a presidência do grupo.

Juliana – Não imagina… Eu não tenho capacidade para assumir uma empresa deste porte.

Mohamed Said – Você vai muito além desta empresa pense nisso.

Juliana – Emocionada – De coração, Obrigada! Você me ensinou muito nesta única semana… Sou eternamente grata.

Mohamed Said – Eu quem sou grato a vocês. Conseguimos a empresa de novo. Vamos tirar essa imagem negativa.

Juliana – Claro que sim, mãos na massa!

Os dois sorriem…

 

CENA 11 – JULGAMENTO DAVI/ TRIBUNAL/ INT.

 

Todos sentados para ouvir a sentença da senhora Juíza.

Juíza – Eu declaro o real Davi culpado. Pelos crimes de estupro e também pela suposta morte de Marcelo, um ex-colaborador da empresa MVida.

Advogado de Davi – Eu contesto.

Juíza – Batendo o Martelo – Com qual argumento?

Advogado de Davi – Pelos seguintes fatos…

Davi -… Chega disto, não aguento mais. Desculpa-me senhor advogado, mas deixa-a dizer minha pena, se eu sou culpado tenho que pagar. Já até me adaptei a minha nova vida.

Juíza – Silêncio, por favor. O réu quer então ouvir sua pena?

Davi – Sim senhora…

Juíza – E declaro condenado o senhor Davi, pelo crime de estupro e espancamento por 27 anos e 6 meses e 9 dias, em regime fechado. Sem direito a visitas durantes 8 anos. Sendo que a pena mínima será de 21 anos. – batendo o martelo.

Davi – Sussurrando – OK! –chora.

 

CENA 12 – RUAS DE SÃO PAULO/ DIA DE FRIO/ NOITE/ EXT.

 

Jogada nas ruas, totalmente suja e irreconhecível, Marion briga com um morador de rua por espaço.

Marion – Eu já te disse que essa calcada é minha, seu fedido.

Morador de Rua – É nossa né meu amor. – sorrindo.

Marion – Seu desdentado.

Morador de Rua – Madame de araque.

Marion – Eu sou fina, sou rica. Dona do que eu quiser. Eu posso tudo!

Morador de Rua – Rindo alto – Você não pode nada. Morando na rua e é rica? – Gargalhando.

 

CENA 13 – CASA DE SUZI/ SALA/ INT. NOITE.

 

Perso batendo palmas.

Perso – Vó. Está em casa?

Suzi – Tô sim meu filho, pode entrar!

Elis – Licença viu Dona Suzi.

Suzi – Entra minha filha, fique a vontade.

Elis – Tudo bem com a senhora?

Suzi – Sim e vocês? Estão feliz… Dá para ver no olhar.

Perso – Vó, você será brisa.

Suzi – Sorrindo de felicidade – Sério meu filho? Ohhhh que bença de deus!!

Perso – Vamos ser uma família feliz!

Elis – Queria te apresentar uma pessoa, posso?

Suzi – Claro minha filha…

Elis – Entra Melody! – Melody adentra a casa também.

Suzi – Quem é essa princesa?

Elis – Nossa filha que adotamos… Elas é filha do seu outro neto Davi.

Melody – Bença bisa.

Suzi – Chorando – Deus te abençoe!!!

Melody – Você sabia que ganharei um irmãozinho!?

Suzi – Sério?…

Perso – Sim, estamos aqui para te contar isso!! Você ganhará mais um bisneto.

TODOS SE ABRAÇAM.

Suzi – Eu amo vocês. Foi essa família que eu sempre quis ter!

 

CENA 14 – ADM MVIDA/ SALA DE REUNIÕES/ INT.

 

Juliana – comandando a Reunião dos acionistas – Sofre estes últimos tempos. Eu só tenho a agradecer vocês e o crescimento da empresa; estamos reagindo, vocês podem ver nos gráficos e conseguimos reabrir oito lojas… Este é nosso rumo.

 

CENA 15 – PRESIDIO/ SELA/INT.

 

Detento – Ai princesa, já lavou o banheiro?

Davi – Tá tudo limpinho… Por favor, me dê um prato de comida.

Detento – Você quer comida é… – Pega a marmitex e vira no chão, deixando toda comida esparramada – Tá aí,come e depois limpa essa porra, seu estuprador nojento.

TODOS DÃO MUITAS RISADAS.

 

CENA 16 – DELEGACIA/ SALA DELEGADO/ INT.

 

Delegado – Eu pedir para chamar vocês aqui por alguns motivos, um deles é quem matou algumas pessoas durante esses anos… Então o inquérito foi concluído.

Perso – Então delegado, diz pra gente…

Delegado – Quem matou o Senhor Mohamed, foi a Marion, ela o atirou da escada. Se fez de vitima, e claro, acreditamos nela, pois era uma gritaria enorme, e ela estava toda rasgada.

Suzi – E quem matou meu filho senhor delegado?

Delegado – Marion também. Isso ela assumiu no vídeo que foi gravado na casa da senhora. Nele ela fala em ter mato ele e também sua filha Ruth.

Elis – Então essa mulher é assassina mesmo.

Perso – Ela é um perigo a sociedade…

Delegado – Não para por aí não. Ela vendeu para Catarina algo inexistente, com o consentimento do Marcelo, seu comparsa. No amargor da tristeza ela cometeu o suicídio e também dos senhores Pedro e Adma.

Perso – curioso – E quem matou o Marcelo?

Delegado – Assistam esse vídeo e vocês vão descobrir… – Inicia-se o vídeo

Marcelo, sobre até seu apartamento, ao chegar no corredor encontra uma pessoa toda mascarada e de preto. E logo de assusta. – Em OFF ele fala com a pessoa que imediatamente dispara SEIS VEZES contra Marcelo.

Perso – Assustado – Meu deus, que horror!

Suzi – Mas não mostrou o rosto de quem fez isso?

Perso – Então quem foi?

Delegado – Veja vocês mesmo!

CONTINUA O VIDEO

A pessoa vestida totalmente de preto, desce até a entrada do apartamento e no vídeo encontra essa pessoa.

Elis – Adma?

Delegado – Ela mesma.

Perso – O que ele tá fazendo ali? Foi ela?

Delegado – Não gente, quem matou o Marcelo foi ELA.

TODOS – MARION… – Chocados com tal crueldade de Marion.

Delegado – Ao chegar no Portão Marion encontra Adma e Davi, pois neste dia os três tiveram uma briga feia com Marcelo, e o mais cruel de todos o mataria. E assim foi feito. Marion matou ele.

Perso – Assassina maltida. – cai uma lagrima de seu rosto.

 

SEIS MESES DEPOS…

CENA 17 – PENITÊNCIARIA/ EXT./ DIA.

 

Abrindo o portão da penitenciária, apenas com o foco da câmera vê aquela pessoa de longe. E ouve-se um grito.

Perso – ATAÍDE!

Ataíde – Imediatamente olha para seu amigo e não segura a emoção, ajoelha-se e chora – Perso!

OS DOIS SE APROXIMAM E SE ABRAÇAM FORTE, POIS VIVERAM POR 10 ANOS NA MESMA SELA.

Ataíde – Como você está diferente meu amigo. – Emocionado.

Perso – Eu fiz a justiça meu amigo.

Ataíde – Conseguiu?… JURA?

Perso – Juro meu amigo, eu consegui. Destruí os dois.

Ataíde – Agora eu acredito totalmente em você!

Perso – Você e a Elis eu posso confiar. – Se abraçam novamente.

 

CENA 18 – CLINICA/ INT/ TARDE.

 

Médica – Vamos fazer essa ultrassonografia?

Elis – Sim doutora. Quero muito descobrir o sexo desta criança.

COMEÇA A ULTRASSON…

Médica – Bom, vamos pluralizar isto, você está esperando trigêmeos, duas meninas e um menino. Parabéns mamãe.

Perso – Deus… – Desmaia.

 

CENA 19 – CASAMENTO DE ELIS E PERSO/ NOITE.

 

JUÍZ DE PAZ – Elis, você aceita se casar com PERSO?

ELIS – ACEITO!!

JUÍZ DE PAZ – Perso, você aceita ELIS como sua legitima esposa?

PERSO – ACEITO!!! – Feliz e sorridente.

JUÍZ DE PAZ – QUE VOCÊS SEJAM FELIZ, E QUE O PRA SEMPRE SEJA A CADA AMANHECER!!! DEUS ABENCOE VOCÊS E ESSA NOVA FAMILIA!!

TODOS BATEM PALMAS E JOGAM FLORES NO CASAL.

 

CENA 20 – RUA/ ORELHÃO/ EXT. COMEÇANDO A CHOVER.

 

Marion, pega no telefone e disca 9090021 para ligação a cobrar para o Rio de Janeiro.

Marion – Renata?

Renata – Marion… O que devo a honra?

Marion – Eu preciso de sua ajuda, estou quebrada, sendo procurada pela policia, eu preciso de dinheiro. Me ajuda, eu só tenho você agora.

Renata – Olha só… Quem é viva sempre aparece. E o que eu tenho com isso, Marion? Dá teu jeito garota.

Marion – Sorrindo – Eu sempre diz tudo por você, você só está aonde está hoje porque eu te ajude, te patrocinei… Se você não me ajudar. […]

Renata – Nervosa – Vai fazer o que?… Eu não tenho medo das suas ameaças minha querida.

Marion – Eu vou destruir a sua vida do mesmo jeito que fiz com todos que cruzaram meu caminho. – Desliga o telefone e grita – DESGRAÇADAAAA!! Você ainda vai sentir O PREÇO DA FAMA.

 

ÚTIMA CENA [21] – RUAS DE SÃO PAULO/ DIA DE MUITA CHUVA/ NOITE/ EXT.

 

Marion vê um supermercado, e nele relembra de todo seu passado. Como um filme rodando em sua cabeça decide atravessar a rua para novamente roubar o mercado, assim como ela fez à 28 anos atrás…

Mas a vida é feita de escolhas, ela optou em escolher apenas um filho e seguir o pior caminho. Nunca nada fica impune. Uma hora, tudo que vai volta.

 

MARION, É MORTA ATINGIDA POR UM RAIO NA CIDADE DE SÃO PAULO, NESTA NOITE CHUVOSA DE SEXTA FEIRA 19/01/2017.

 

 

[FIM]

 

LEIA MAIS DESTE CONTEÚDO:

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

  • O que falar de Dois Destinos? Foi uma trama envolvente e sensacional. Marion era uma vilã que apesar de seus crimes também proporcionava uma nuance cômica como também se encontrava em seu filho Davi e seu amante Marcelo. O par romântico ficou a cargo dos personagens Perso e Elis que ficaram longe do tradicional “mocinho e mocinha” da novela e trouxeram a “a vontade de se fazer justiça”. Enfim, Marion teve seu fim esperado, porém a forma fugiu do comum e foi um ponto positivo para o grande final junto com a participação de Renata de O preço da fama. Parabéns ao autor Marcelo Maia que presenteou aos leitores uma novela sensacional.

    • AHHHQue máximo Lyvia, decoração. Obrigado! Fiz com carinho… Sentirei saudades da Marion. Obrigado deverdade!

  • Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

    Você também poderá gostar de ler:

    Você também poderá gostar de ler:

    >
    Rolar para o topo