CENA 01. CASARÃO MEGA HALL. JARDIM. EXT. NOITE.

Continuação da última cena do capítulo anterior. Sonoplastia: suspense. Raul seduz Jade. De longe, Eva o olha com ódio. Instantes depois, ela segue caminho sem que ele a veja. Raul beija Jade. CAM em Marcos e Nelson. Sonoplastia (até a cena 04): jazz.

MARCOS
Olha lá. Já tá beijando a moça.

NELSON
Seu pai não muda. Não pode ver um rabo de saia, que já dá em cima. Não tem a menor discrição. Vamos pra dentro? Quero beber alguma coisa.

MARCOS
Ótima ideia.

Os dois andam. CAM em Raul ainda beijando Jade.

CENA 02. CASARÃO MEGA HALL. SALÃO. INT. NOITE.

Ivan e Helena seguem dando entrevista para Sandro.

SANDRO
Comenta-se por aí que vocês estão pensando em casamento. O que podem falar aos nossos leitores?

HELENA
Não há nada certo. Mas também não descartamos a possibilidade.

IVAN
Estamos nos dando muito bem. É o que importa. Não queremos apressar as coisas.

SANDRO
Muito bem. E quanto à nova administração da Bellatex? Acredito que mude completamente a partir de agora.

IVAN
Continua da mesma forma que antes. Helena segue como presidente da empresa. Não há pessoa mais indicada para a liderança. Eu entro apenas como financiador e conselheiro.

CAM em Marcos e Nelson pegando bebidas com o garçom. Bebem, enquanto olham para Ivan e Helena.

MARCOS
Não consigo me conformar. Ele posa como se fosse um deus.

NELSON
Pois trate de se acostumar. A realidade está aí.

Eva entra. Olha Helena de forma estranha. Anda sem olhar pra frente e esbarra em Ângela, que está com Carlos e Sérgio.

EVA
Desculpa, eu estava distraída.

ÂNGELA
Não foi nada.

Eva segue caminho. Ângela comenta com os outros dois. Sérgio finge não conhecer Eva.

ÂNGELA
Essa mulher, não sei não. Minha intuição me diz que ela também está a fim de alguma coisa. Reparei na forma que ela olhou a Helena. Ela é daquele tipo de pessoa que quer jogar as fezes no ventilador. É das minhas.

CENA 03. CASARÃO MEGA HALL. BANHEIRO FEMININO. INT. NOITE.

Nágila retoca a maquiagem em frente ao espelho. Solange ajoelhada, vomitando no vaso sanitário. Nágila a acode.

NÁGILA
Outro enjoo, menina? Solta tudo.

Solange termina; levanta-se e lava a boca na pia, enquanto Nágila fala.

NÁGILA
Acho a gravidez a coisa mais linda pela qual uma mulher pode passar. Poder ver a barriga crescer. Depois sentir o bebê chutando a barriga. Comprar as roupinhas, as fraldas, o berço. Escolher um nome pra ele. Mesmo a dor do parto é emocionante, só porque é o filho que vai nascer.

SOLANGE (recomposta)
Deve ser mesmo. Você nunca teve filho, Nágila?

NÁGILA
Tive sim. Mas ele foi tirado de mim quando nasceu. Depois cheguei a engravidar de outro, mas não consegui segurar por muito tempo.

SOLANGE
Sinto muito.

NÁGILA
Não sinta. Meu primeiro filho está vivo e bem. Hoje ele está longe, mas também perto. Por isso, meu coração está aliviado.

SOLANGE
Você já trabalhava pra Helena?

NÁGILA
Claro que sim. Trabalho pra ela desde os catorze anos. Tive meu filho com dezoito.

SOLANGE
E como ele se chama?

LETÍCIA (entra)
Que bom que achei vocês. A cerimônia já vai começar. Vamos!

NÁGILA
Vamos sim. Você já está melhor, Solange?

SOLANGE
Estou sim.

Solange pega a bolsa sobre a pia. As três saem juntas.

CENA 04. CASARÃO MEGA HALL. SALÃO. INT. NOITE.

Helena, Nelson, Letícia e Ivan de pé no palco do salão. Os outros convidados, os fotógrafos e os jornalistas em volta. Muitos flashes.

HELENA
Boa noite a todos! (silêncio) Falo em nome de todos os sócios da Bellatex. Montamos este evento para comemorar um novo marco na nossa história de décadas de lutas e de louros. Como todos sabem, tivemos um grande rombo nas nossas finanças. Os culpados já foram punidos, mas a questão financeira não foi solucionada por nenhum deles. Por isso, estivemos à beira da falência. Se não fosse o apoio deste grande artista plástico, Ivan Rangel, não sei o que seria de nós e da Bellatex. Nós o agradecemos formal e humildemente pela ajuda, através da compra da empresa. Vidas inteiras foram salvas por este homem. A partir de hoje, sigo como a presidente da empresa com o mesmo afinco de sempre. Muito obrigada. (aplausos)

SOLANGE (VO; finge sorriso)
Essa ajudinha não vai durar muito tempo, sua megera. Daqui a pouco até o dinheiro do seu macho vai direto pra minha mão.

IVAN (VO; olha Solange)
Eu sei muito bem onde está o dinheiro. Não vejo a hora de te desmascarar.

LETÍCIA
Boa noite! Eu, como sócia minoritária da Bellatex e também como estilista, agradeço a presença de todos neste evento tão importante nas nossas vidas. Peço ao novo proprietário da Bellatex, para dar uma palavrinha a todos. Obrigada.

Sonoplastia: suspense. Raul, sedento de ódio, vai até o palco. Letícia entrega o microfone a Ivan. Mas antes que este comece a falar, Raul lhe toma o objeto.

LETÍCIA
Raul, o que você está fazendo?

IVAN
Me dá esse microfone, Raul!

RAUL
Cala a boca! Sou eu que vou falar agora. (pelo microfone) Não caiam no conto de bom samaritano desse calhorda! Esse homem nos roubou junto com o filho dele. E com o dinheiro que pegou, quer comprar a minha família. Comprou minha mulher, Helena, como se ela fosse uma puta. (Helena envergonhada) Comprou a minha filha com o conto do marchand. Comprou a Solange através de sexo.

LETÍCIA (tenta arrancar o microfone)
Raul, me dá isso aqui!

RAUL (empurra-a)
E vai comprar você também, através do Vlad. (a todos) Ivan Rangel não vale nada.

IVAN (afronta)
Você já acabou a sua cena? Então chispa daqui, garoto de programa!

Raul dá um soco em Ivan, derrubando-o. Depois dá vários chutes.

RAUL
Já falei pra calar essa boca!

Eva surge na frente dos convidados. Helena, Raul e Nágila assustados com a presença dela. Vlad ajuda Ivan a se levantar.

EVA
Com licença, que eu quero dar uma palavrinha.

HELENA
Você?

EVA
Agora sou eu que vou contar a verdade pra todos vocês. (aos convidados) Vocês sabiam que o sacripantas do Raul Torelli é prostituto desde sei lá quando? Sempre gostou de um dinheiro fácil. A Bárbara Ruschen é só mais uma. Sabem quem foi a cliente favorita? Aliás, o cliente? Milton Diniz! Ele mesmo, o pai da Helena.

RAUL
Não deem ouvidos a essa louca.

EVA
Helena odiava o Raul, porque de certa forma sabia da sua procedência. Na época, ela namorava outro rapaz. Até que um dia ela engravidou desse rapaz. Mas a gravidez, claro, não foi pra frente. Sabem por quê? Porque ela teve o desgosto de ver o acontecia na biblioteca!

RAUL
Cala essa matraca, ou…

EVA
Vai me bater? Igual você fez com a Helena quando ela te pegou dando pro doutor Milton? Chutou a barriga dela a ponto de perder o filho que esperava. Se ele fosse vivo, hoje teria praticamente a idade do Marcos.

MARCOS
Pai, que história é essa?

RAUL
Ela tá louca! Seguranças!

ÂNGELA
Não! Ela fica. Faço questão de ouvir tudo.

EVA
Ah, mas aí vocês me perguntam. Se ela ia ter um filho com a idade do Marcos… Como é que o Marcos apareceu? Dona Lígia, mãe de Helena, elegantíssima como a filha, ajudava uma menina que tinha perdido os pais. E essa menina estava bem na hora do flagrante. Pra chantagear a moça, o Raul a estuprou e engravidou. Dona Lígia soube da história e chamou a menina pra morar na mansão. Como fazem hoje com a Solange. O filho nasceu e o doutor Milton colocou a criança no lugar daquela que Helena perdeu. É claro que a Helena foi mandada pra longe, pra fingir que a gravidez havia sido bem sucedida. Nesse meio tempo, ele a obrigou a se casar com o traste do Raul.

ÂNGELA
Tá, e quem é essa menina que foi ajudada?

EVA
Nágila Vergueiro.

MARCOS
Eu sou filho da Nágila?

HELENA (chora)
Sim, filho!

ÂNGELA
Meu Deus!

EVA
Então, a Helena foi obrigada a abandonar o namorado que tanto amava. Ele chegou a namorar outra moça em seguida. Esta engravidou também. Mas ele não suportou perder a Helena e acabou se matando. (Ângela preocupada) A moça nova teve um pouco mais de sorte, porque tem o filho vivo. Gerson Reis ia se orgulhar muito de você, Carlos! (Ângela desmaia)

CARLOS (assustado)
Mãe, acorda!

NELSON
Já falou tudo que queria, dona Eva?

EVA
Não! Falta dizer como é que eu sei de tudo isso. Fui a melhor e mais fiel amiga de dona Lígia. Aquela que morreu de tristeza na cama de hospital ao saber que foi traída dentro da própria casa com um verme.

Raul envergonhado. Helena e Nágila choram sem parar. Letícia e Virgínia horrorizadas. Marcos revoltado. Nelson e Vlad chocados. Carlos e Sérgio tentam acordar Ângela. Ivan e Solange aparentemente serenos.

EVA
Estou com a consciência tranquila. Tudo que eu sabia e que tinha medo de falar, agora está documentado na imprensa. Boa noite, se for possível. Ivan Rangel, me perdoe de coração. Mas precisava desabafar. Com licença. (sai)

Ivan e Eva trocam piscares de olhos, sem que ninguém perceba.

LETÍCIA
Raul, você é mais nojento do que pensava. Tomara que pene muito pelo resto da sua vida.

Ela o esbofeteia e sai. Antes que Nelson fale alguma coisa, Raul revida o tapa nele.

RAUL
Isso é pela vadia da sua filha, e por se meter com a Helena.

Marcos sobe ao palco e encara Raul. Depois sai, puxando Solange consigo. Helena se abraça a Ivan, enquanto chora.

IVAN (fingido)
Acho que não tem mais clima pra festa. Não sei nem o que dizer.

RAUL
Tá satisfeito com sua encenação? Quanto você pagou pra ela?

IVAN (tom)
Não sei do que está falando. Não tenho culpa de você ser o que é. Com licença. Helena, vamos pra minha casa. (sai com ela)

RAUL (grita)
Você me paga, desgraçado!

NELSON
Eu bem que te avisei, Raul Torelli. (sai também)

SANDRO (se aproxima)
Com licença. Quero uma palavr…

RAUL
Sai daqui, ou te arrebento! (se afasta)

CAM em Vlad e Virgínia.

VIRGÍNIA (chora)
A minha vida toda é uma mentira, Vlad.

VLAD (abraça-a)
Non diz isso. Você ê uma menina linda e espêrta. Sua família te ama.

VIRGÍNIA
Será?

CAM em Ângela, Carlos e Sérgio.

ÂNGELA (chora)
Seu pai era um cara incrível, Carlos. É, ele amava outra, mas a gente se deu muito bem. Até que… Ele se foi antes de você nascer.

CARLOS
Tão nova e já enfrentar uma barra dessa.

SÉRGIO
Imagina como não deve estar a cabeça da Virgínia, que é um pouco mais velha hoje do que você na época?

ÂNGELA (chora)
Uma menina. Nunca mais vai ver os pais da mesma forma. Se é que são pais dela mesmo.

SÉRGIO
São, sim. O Ivan já verificou. Ela é fruto de uma noite inesperada de amor.

CENA 05. SÃO PAULO. EXT. NOITE.

Sonoplastia: Symphony – Clear Bandit ft Zara Larsson. Imagens do trânsito da cidade.

CENA 06. APARTAMENTO IVAN. SALA. INT. NOITE.

Helena chora, sentada no sofá. Letícia com ela. Ivan traz uma bandeja e coloca sobre a mesinha.

IVAN
Trouxe chá. Vai ajudar vocês a se acalmarem.

HELENA
Por que aquela mulher tinha que jogar todo o passado na minha cara? O que ela tem contra mim?

IVAN (finge)
Não faço a menor ideia. Não a conheço. Mas me pareceu que ela queria se vingar do Raul, e não de você.

HELENA
Mas por que ela tinha que fazer isso no meu evento?

IVAN
Não sei, talvez por ser a oportunidade que ela esperava. Não tem como prever sempre a reação das pessoas. Meu amor, olha pra mim. Você não fez nada de errado. Então não tem que se preocupar. Nem mesmo com a empresa, que continua do mesmo jeito. Sua reputação está salva. É claro que muita coisa vai mudar daqui pra frente. Mas não pensa no pior. Eu e Letícia estamos aqui pra te ajudar.

LETÍCIA
Com certeza. Só não quero ver a cara… Ai, desculpa, falei sem pensar.

HELENA
Não se desculpe. Raul fez mesmo aquelas barbaridades. Você tem todo o direito de se revoltar. Estou pensando agora em como o Marcos vai reagir daqui pra frente. E a Virgínia também.

IVAN
Não pense nisso agora. Pense em você.

LETÍCIA
Ivan tem razão. Dorme aqui hoje. Amanhã você vê como vai ser.

CENA 07. MANSÃO HELENA. SALA. INT. NOITE.

Marcos e Solange entram.

SOLANGE
Como é que você tá, Marcos?

MARCOS
Como você acha que tô? Vou pro quarto de hóspedes e não quero encheção de saco.

SOLANGE
Grosso!

Ele sobe as escadas e sai de cena. Nágila entra chorando pela porta em seguida. Solange vai até ela, fingida como sempre. Nágila seca as lágrimas.

NÁGILA
Você já voltou, Solange?

SOLANGE
Agorinha mesmo. (pausa) Ô, Nágila! Aquela história que você me contou no banheiro era…

NÁGILA
Sim, querida. Marcos é o meu filho.

Elas se abraçam.

CENA 08. MANSÃO HELENA. QUARTO HÓSPEDES. INT. NOITE.

Sonoplastia: dramática. Marcos entra e fecha a porta. Anda pelo quarto. Lembra-se do que ouviu na festa. Marcos senta na cama. Chora quase escandalosamente.

EVA (VO)
Se ele fosse vivo, hoje teria praticamente a idade do Marcos. Se ela ia ter um filho com a idade do Marcos… Como é que o Marcos apareceu? Dona Lígia, mãe de Helena, elegantíssima como a filha, ajudava uma menina que tinha perdido os pais. E essa menina estava bem na hora do flagrante. Pra chantagear a moça, o Raul a estuprou e engravidou. Dona Lígia soube da história e chamou a menina pra morar na mansão. O filho nasceu e o doutor Milton colocou a criança no lugar daquela que Helena perdeu. Nágila Vergueiro.

MARCOS (VO)
Eu sou filho da Nágila?

HELENA (VO, chora)
Sim, filho!

Marcos pega objetos próximos e joga contra a parede.

CENA 09. CASA ÂNGELA. SALA. INT. NOITE.

Ângela, Carlos e Sérgio entram.

ÂNGELA
Obrigada pela companhia, Sérgio.

SÉRGIO
Foi um prazer. Até amanhã, Carlos.

CARLOS
Até!

Sérgio sai. Ângela fecha a porta.

CARLOS
Nunca ia esperar que você e a Helena tivessem namorado o mesmo cara, que por acaso é meu pai.

ÂNGELA
E você teria um irmãozinho, que infelizmente não sobreviveu a… (pausa) Mas até que senti um alívio, uma satisfação, quando vi aquela mulher desmascarando a família. Pena que a Solange não foi atingida. Mas isso, faço eu.

CARLOS
Mãe, isso lá é hora de pensar em vingança?

ÂNGELA
Claro que é. Pra acabar com uma cobra, qualquer hora é hora. Basta ela aparecer, e paulada na cabeça! Ou ela te pica e… babau!

CENA 10. APARTAMENTO IVAN. SALA. INT. NOITE.

Ivan volta do corredor e conversa com Letícia sobre Helena. Ambos de pé.

IVAN
Já dormiu.

LETÍCIA
Ela ficou muito abalada, e com razão. Não sei se eu aguentaria guardar esse peso por tanto tempo. Eu já teria jogado tudo no ventilador. Não sei se uma empresa e a reputação valem tamanho segredo.

IVAN
Pra Helena, sabemos que valem.

LETÍCIA
Pois é. Agora é bola pra frente. Não sei como serão as coisas a partir de hoje, mas temos que encarar.

IVAN
Que seja para melhor.

LETÍCIA
Tomara! Ivan, eu já vou indo. Vlad me mandou uma mensagem dizendo que levou a Vivi na mansão e que já está lá em casa. Vou dar uma força pro meu pai.

IVAN
Vai sim. Qualquer coisa, a gente se fala.

LETÍCIA
Pode deixar. Tchau!

Trocam beijo de rosto. Ela sai. Ivan fecha a porta; anda até o quadro de Mário. Sonoplastia: suspense.

IVAN (VO)
O show ficou melhor do que eu esperava. Raul já é praticamente carta fora do baralho. Marcos agora tem mais com o que se preocupar. Agora só falta o alvo principal. (olha a foto de Mário no porta-retratos) Sua noiva, meu filho.

Alguém toca a campainha. Ivan vê pelo olho mágico e fica surpreso. Abre a porta: é Nelson.

Efeito de fim de capítulo: imagem congela. Sonoplastia: rugido de leão.

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

LEIA MAIS DESTE CONTEÚDO:

Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

>
Rolar para o topo