Parente –  parte 2

 

FADE IN:

1    EXT. RODOVIÁRIA – FINAL DE TARDE

Brutus segura algumas malas, enquanto sua Avó carrega uma bolsinha. Os dois caminham em direção ao ônibus com o letreiro: “CIDADE PILÃO SUL”.

AVÓ DE BRUTUS

Vejo que você está mais radiante, Brutus. Sempre volta daquele albergue muito feliz!

BRUTUS

É muito gratificante saber que estou produzindo alguma coisa, Vó. Trabalhando em algo que possa dar um futuro pra mim.

AVÓ DE BRUTUS

Seu futuro é na cidade grande, meu filho. Cursando gastronomia e sendo um chef renomado. Ou alguém que cuide de animais… um médico veterinário. Confiaria em levar meus bichanos pra você, cuida muito bem deles.

BRUTUS

Mas por enquanto estou fazendo o possível. Todos estão ajudando a levantar aquele lugar. Abrir esse final de semana vai ser uma grande vitória pra gente!

AVÓ DE BRUTUS

Chegamos, meu filho. Bom, te desejo tudo de bom, toda sorte de mundo. Que Deus te abençoe e ilumine. Que Ele não deixe você se apaixonar por aquela patricinha rosa choque…

BRUTUS

(incomodado)

Vó…

AVÓ DE BRUTUS

(acaricia o rosto de Brutus)

Eu não preciso estar o tempo todo com você, pra saber que olha pra ela diferente, meu neto. Mas saiba, Deus tem algo melhor pra você. Não fique iludido com todo aquele brilho, não é dela, é comprado. Você não a faria feliz…

BRUTUS

(retira a mão de sua avó da sua face)

Não faria? Por que acha isso de mim?

AVÓ DE BRUTUS

Meu neto, ela não quer alguém que dê carinho, um roceiro de uma pequena cidade que não tem a oferecer o que ela mais quer… dinheiro.

BRUTUS

Posso oferecer sim… Vende sua casa, seus gatos e ainda vendo suas coleções de vasilhas famosos que não dizemos o nome porquê não é merchan.

AVÓ DE BRUTUS

(assustada com a atitude de Brutus)

Venderia minhas vasilhas?

BRUTUS

Venderia algumas tampas separadas porque a senhora comprava a parte, não vinha com o kit.

AVÓ DE BRUTUS

Como ousa me difamar deste jeito, moleque! Tem que vender juntas porque fazem parte de uma coleção só… são as que não se fabrica mais igual.

BRUTUS

Ainda venderia seus tapetes no bazar da dona Lurdes, que faz um preço acessível para sempre vender tudo. Certeza que compraria bem abaixo do valor… e eu venderia!

AVÓ DE BRUTUS

É demais para mim, menino mal educado. Eu não te dei educação?

Vira as costas para Brutus e sobe os degraus do ônibus.

BRUTUS

(fala mais alto)

Tchau, Vó. Manda lembranças pra tia! Deus abençoe a viagem da senhora!

Ela termina de subir e manda pra ele uma banana com os braços e entra. Brutus sorri.

CORTA PARA

2    INT. HOSTEL – RECEPÇÃO – NOITE

Jasmim na recepção rodeada pelo Andy, Angel, Mike e Angel. Suzi entra com a mesma roupa de garçonete segurando uma bandeja com 5 copos de água. Ela se aproxima, todos pegam um copo. Sobra um, ela também pega e fica ao lado apreensiva.

SUZI

Conseguiu, Jasmim?

JASMIM

Quase, Suzi. É um formulário imenso pra preencher… detesto formulários!

ANDY

Será que eles veem mesmo, Jasmim? Acho arriscado colocar nossos dados na internet assim. Vai que algum hacker usa nossos dados pra algo ilegal.

MIKE

O Andy sempre diz algo que minha mãe também diria.

ANGEL

Mal de irmão mais velho, Mike.

SUZI

Gente, sei lá… assim, não poderíamos ver a possibilidade de pagar esse exame não? Acho muita invasão de privacidade todo mundo saber da nossa história.

MIKE

Você tá é com vergonha de aparecer em um programa de quinta categoria. Seu nome e seu rosto são incríveis demais para participar de algo com barracos e gente brigando.

JASMIM

Pronto, nos inscrevi… Então, Andy, até resolvermos essa situação, acho que teremos que adiar a inauguração!

ANDY

Adiar?

Andy apreensivo toma mais goles d’água. Todos tensos e preocupados.

CORTA PARA

3    INT. HOSTEL – RECEPÇÃO – SALA – DIA

LETREIRO: “Uma semana depois”.

Andy deitado, bem largado no sofá enquanto Angel arruma alguns documentos sobre o balcão da recepção.

ANDY

Acha que isso vai demorar muito, Angel?

ANGEL

Espero que não, Andy. As contas estão chegando e não são tão baratas como de uma casa comum. Vieram caras algumas, aliás. A água veio com um preço absurdo e abusivo.

ANDY

Todo mundo tá economizando, Angel!…

INSERT

Suzi no banheiro cantarolando. Usa um pote de shampoo simulando um microfone.

VOLTA À CENA

ANDY (CONT.)

Então precisamos ligar pra companhia de água. Talvez a encanação é muito velha e exista alguns vazamento…

INSERT

Mike no banheiro cantando uma música de rock. Usa o sabonete para simular um microfone. Ele aperta demais a mão, e o sabonete bate no rosto.

MIKE

Aí, meus olhos!

VOLTA À CENA

ANGEL

Então, também tem que ligar para a companhia elétrica pra vê se há algum vazamento de energia ou algum gato, porque o preço também tá impossível de pagar, se não tivermos muitos clientes logo na inauguração.

ANGEL

Estamos perdidos. E tudo será culpa de uma atriz desempregada.

BATEM na porta. Angel vai atender. Abre a porta e se depara com uma câmera e um microfone na sua frente, se assusta. O repórter entra, com o cameraman, e o rapaz da luz logo atrás.

REPÓRTER

Queremos conversar com os seis amigos versus o filho misterioso da dona Margot. Quem é você?

ANGEL

Andy, acho que é o programa!

Angel faz um sorriso forçado pra câmera. Andy chega para conversar com o repórter.

CORTA PARA

4    INT. POUSADA – RECEPÇÃO – DIA

O mesmo repórter entra na pousada, o cameraman, o rapaz da luz. Apontam para o José Antunes, que sorri atrás do balcão.

JOSÉ ANTUNES

Em que posso ser útil, rapazes?

REPÓRTER

Bom tarde, senhor. Estamos a procura de Mário, o filho da dona Margot.

JOSÉ ANTUNES

Mário? Por que estão atrás dele?

Mário desce as escadas.

MÁRIO

Pode deixar que eu os atendo, José Antunes.

O repórter aponta do microfone para Mário. José Antunes observa toda aquela movimentação estranha.

JOSÉ ANTUNES

(em pensamento)

O que esse Mário está aprontando?

CORTA PARA

5    INT. PROGRAMA DE TV – DIA

Jasmim, Angel, Mike e Andy estão sentados no cenário do programa. No outro sofá está Mário, bem arrumado, elegante. Brutus e Suzi logo atrás das câmeras.

O apresentador entra, o auditório APLAUDE E GRITA.

LOCUTOR (V.O)

Começa agora o programa mais amada do Brasil! Com vocês, Gatão, o apresentador mais carismático da TV brasileira.

GATÃO (APRESENTADOR)

No ar, mais um programa familiar. Pra você vovô e vovó, titio e titia, mamãe e papai, papagaio, cachorro e seu gatão!

SUZI (O.S)

(sorri)

Gatão, nome ridículo pra um apresentador, gente!

BRUTUS (O.S)

Espero que o programa nos ajude a sair dessa roubada que esse Mário tá inventando.

GATÃO (APRESENTADOR)

Vamos ouvir a história dos nossos personagens de hoje!

INSERT

Avó de Brutus sentada numa poltrona em frente à televisão com uma vasilha de pipoca.

AVÓ DE BRUTUS

Minha irmã, venha logo, já começou… traz sal, tá faltando sal nessa pipoca!

VOLTA À CENA

LOCUTOR (V.O)

A história desta noite envolve um filho desaparecido, seis desempregados e um hostel. Margot, uma professora de sessenta anos deixa um albergue para seis de seus antigos alunos de escola. Eles só não contavam com a chegada de um rapaz desconhecido, por nome de Mário, dizendo ser filho da professora. E agora, quem terá direito sobre a herança? Será de Mário, o filho desaparecido ou dos seis amigos? E isso que vamos conferir hoje!

Andy sentado, ansioso. Angel roendo as unhas, Jasmim olhando para a plateia fascinada com as luzes do cenário. Mike mandando um tchauzinho aqui, outro ali, manda um beijo.

CORTA PARA

6    INT. PREFEITURA – GABINETE – DIA

O Prefeito Paçoca, Paçoca Filho e Assessor. Na frente dos três estão muitas caixas sobre a mesa e outras pelo chão. O Prefeito Paçoca abre uma das caixas.

PREFEITO PAÇOCA

Até que enfim chegou nossos poderosos santinhos!… Milagrosos para o dia da eleição. Melhor que confete no chão! Mas belo que tapetes persas sobre o chão da praça. Lembrete eterno que os garis não consegue tirar dos cantos da cidade.

PAÇOCA FILHO

Vai mesmo me jogar para esse covil, meu pai? Quer que eu entre mesmo nessa cova?

PREFEITO PAÇOCA

Que grande honra será, meu filho, quando sair do covil e ir na cova com título de prefeito, de governador ou até mesmo presidente!

PAÇOCA FILHO

Disse cova dos leões, pai.

PREFEITO PAÇOCA

Que grande honra é estar ao lado dos leões, meu filho. Melhor ser caçador do que caça. Não gostaria que você estivesse no lugar da carniça… Percebo, meu filho, que as vezes você pende, você se esforça pra sair desse ambiente. Acha não ser a solução para os problemas. Acha não ser capaz de me substituir… Olha, eu também tive medo. Eu também tive momentos que quis desistir. Não foi fácil chegar aqui! Muitos querem passar por cima de você, outros te usam e traem sua confiança. Alguns ajudam em esquemas e esses serão nossos amigos da conta na suiça.

PAÇOÇA FILHO

Sei que esse é seu sonho, pai. Mas não é o meu!

O Prefeito Paçoca pega o santinho e mostra para o filho.

PREFEITO PAÇOCA FILHO

Olha para esse rapaz, você votaria nele?

Paçoca filho pega o santinho. Tem sua foto e seu número de votação logo abaixo.

PREFEITO PAÇOCA FILHO (CONT.)

Eu votaria, sabe o porquê? Meu sonho também nunca foi ser político, porém, diante da oportunidade ele se tornou meu sonho. E é o atual até hoje. E agora, sonho que seja o seu sonho.

Paçoca filho olha para o Assessor, que sorri para ele. Pensativo, coloca o santinho no lugar onde estão empilhados milhares.

PAÇOCA FILHO

E se eu concordar com tudo isso? Acha que vou ser capaz de manter essa cidade da forma que está?

ASSESSOR

Fará ainda mais, senhor!

PREFEITO PAÇOCA

Tenho um pequeno desafio para você antes, Paçoca. Um desafio que provará se pode ser o novo prefeito de Propina Grande.

PAÇOCA FILHO

Qual é o desafio, meu pai?

PREFEITO PAÇOCA

Reparei nos seis proprietários do albergue da Margot, e percebi que existe uma moça ali fora da caixa. Ela não é como eles. Acho que já foi rica, bem patricinha mesmo, sabe. Mandei alguns assessores irem atrás da história dela para você chegar bem preparada.

PAÇOCA FILHO

Chegar? Chegar numa mulher? Esse é o desafio?

PREFEITO PAÇOCA

Não. Case-se com ela! Case-se e lhe darei o meu apoio integral na campanha e no seu mandato.

PAÇOCA FILHO

Casar?

ASSESSOR

Não é uma má ideia, Prefeito Paçoca. Veja só, senhor Paçoca Filho. Existe ainda uma confiança muito maior em candidatos que são casados. Transmite segurança para aqueles eleitores que acham que estar na política cedo demais dá a ideia de que não há compromisso real com a candidatura.

PREFEITO PAÇOCA

Você aceita o desafio?

Paçoca filho ainda intrigado com sua decisão e com o desafio. Pega um santinho novamente, analisa.

PAÇOCA FILHO

Diga o povo que fico!

PREFEITO PAÇOCA

(gargalha com euforia)

Que excelente frase, meu filho. Já vejo futuro em você…

Assessor aplaude contente.

PREFEITO PAÇOCA (CONT.)

Suzi, o nome dela é Suzi albuquerque.

CORTA PARA

7    INT. PROGRAMA DE TV. DIA

O apresentador faz suspense. A bateria faz o clima. Angel pega a mão de Jasmim para roer as unhas.

GATÃO (APRESENTADOR)

Temos aqui o exame de DNA. Vamos daqui a pouco entregar uma cópia para cada um, mas antes… Mário, o que você tem a dizer para os donos da herança de sua mãe?

MÁRIO

Que eles vão se arrepender de se meter no meu caminho. Não me deixaram dormir no albergue! Eu tinha esse direito até saber o resultado.

JASMIM

Um completo folgado. Acha que iriamos ceder as suas vontades?

MIKE

Ele é um impostor! E vamos saber aqui. Vou esfregar esse papel na sua cara, mauricinho!

A plateia vai ao delírio. Alguns gritam, outros aplaudem.

GATÃO (APRESENTADOR)

Calma, pessoal. Vamos acalmar os ânimos… E vocês, o que acham de Mário?

MIKE

Um impostor!

ANGEL

Um aproveitador!

JASMIM

Um safado mesmo, acha que pode tirar dinheiro da gente!

ANDY

Não podemos acusá-lo ainda, pessoal. Vamos esperar o resultado.

MÁRIO

(fala com emoção, seus olhos lacrimejam)

Olha, Gatão. Com sua licença e muita educação. Esses seis golpistas se uniram pra tirar da minha mãe a possibilidade de deixar o único bem que lhe restava para seu querido e perdido filho, Mário.

Alguns na plateia vaiam, outro fazem barulhos.

JASMIM

Ator de meia tigela. Chora direito o filhinho de cobra!

MÁRIO

(chorando)

Você não tem esse direito!

Jasmim corre e se joga em cima de Mário, começa a bater nele, puxar seus cabelos. Os dois seguranças fortões entram e impedem Jasmim de fazer o pior. Eles carregam ela até o sofá onde estava.

GATÃO (APRESENTADOR)

(sorrindo)

Gente, muita calma nessa hora. Não pode agressão em, não pode agressão pessoal. Vamos lá, queria falar com você, Mike… Se descobríssemos agora que ele não é filho da Margot, o que faria com ele? Vamos lá, pessoal. Vamos dar dicas!

MIKE

Eu acabaria com ele. Afundaria a cabeça dele nesse sofá que está sentado!

GATÃO (APRESENTADOR)

(sorrindo)

Então, plateia? É ou não uma boa ideia?

SUZI (O.S)

Gente, ele enrola demais. Cansei já, só quer uma arena pro povo digladiar.

GATÃO (APRESENTADOR)

Vamos ao resultado final!… Aqui está uma cópia do resultado para cada um. Pessoal, calma, reflitam melhor e caso seja necessário, para demais questões cíveis, temos a ajuda da defensoria para darem entrada na justiça.

SUZI (O.S)

Vai logo, cara!

BRUTUS (O.S)

Calma, deve estar dando audiência, eles enrolam mesmo!

SUZI(O.S)

Aí que vergonha meu nome está envolvido num programa de barraco!

GATÃO (APRESENTADOR)

Chegou a hora, pessoal. Você aí de casa acha o quê, Mário é ou é filho de Margot?… Vamos abrir o envelope.

A assistente de palco entrega um envelope para o apresentador.

GATÃO (APRESENTADOR)

Você não é filho de Margot!

Várias pessoas na plateia vão ao delírio. Riem, aplaudem. Alguns gritam “ele não é filho, ele não é filho”.

Outros na plateia gritam o nome de Mike.

ANDY

Vai lá, Mike. Acaba com ele!

ANGEL

Você está bem, irmão?

JASMIM

(gritando)

Destrói a cara desse farsante!… Mike, Mike, Mike!!!

Mike levanta, pega Mário, faz ele ajoelhar de frente para o sofá e tenta colocar a cabeça dele dentro. Os seguranças veem impedir.

GATÃO (APRESENTADOR)

Bom pessoal, a galera insiste em violência, mas nós não! Garantimos a segurança dos entrevistados com os nossos dois Ricardões!

Os dois seguranças começam a dançar ao lado do apresentador.

GATÃO (APRESENTADOR)(CONT.)

Então é isso, pessoal! Fiquem com Deus, e até o próximo programa!

CORTA PARA

8    INT. HOSTEL – RECEPÇÃO – SALA – DIA

Jasmim, Angel e Mike estão sentados no sofá. Na televisão passa o programa em que estavam participando.

JASMIM

Aí que vergonha, pessoal! Nunca mais vou ser atriz!

MIKE

Pensa pelo lado bom, podem te chamar para participar de algum programa de luta livre.

Todos os três sorriem.

ANGEL

Esse pulo foi maravilhoso, amiga. Vão te chamar para a próxima olimpíada.

MIKE

Salto a distância!

Andy entra e do lado de fora da porta existe um burburinho.

ANDY

Vamos pessoal. Está tudo preparado!

Jasmim, Mike e Angel vão até a janela.

ANGEL

Quanta gente! Graças a Deus.

MIKE

Graças também a nossa atleta aqui! Aquele salto vai ficar pra sua história e para a do hostel!

JASMIM

(sorri)

E você que foi aclamado pelo público para fazer o Mário se tornar um avestruz!… Mike, Mike, Mike!

Todos caem na gargalhada.

CORTA PARA

9    EXT. HOSTEL – FRENTE – DIA

Os seis amigos enfileirados param para tirar foto. Vários no público tiram fotos. Uma fita vermelha nos portões de ponta a ponta. Cada um dos seis amigos com uma tesoura, cortam a faixa. Os turistas entram. Os seis os recepcionam, Andy vai na frente.

CORTA PARA

10    INT. HOSTEL – RECEPÇÃO – DIA

Uma fila de turistas se forma na recepção, várias malas. Andy como recepcionista. Mike e Brutus ajudam os turistas com as malas. Suzi carrega uma bandeja de água. Jasmim bate fotos, enquanto Angel ajuda a organizar a fila.

FADE OUT:

FIM

 

“Esta é uma obra de ficção baseada na livre criação artística e sem compromisso com a realidade.”

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

LEIA MAIS DESTE CONTEÚDO:

Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

>
Rolar para o topo