Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on tumblr

A historia que vou contar vai muito alem de anéis mágicos, fadas e bruxas; essa é uma historia onde o real se mistura ao sobrenatural, magia e tecnologia de tal forma, que não podemos distinguir o mito da realidade. A magia esta entranhada na humanidade mesmo que uns não acreditem ou não queiram acreditar ela existe e esta a nossa volta.

Alguns podem canalizar e usar essa energia para fins próprios enganando aqueles que não são capazes de vivenciar o poder. Em diversas culturas, crenças e religiões esse poder se manifesta de forma diferente, com personagens diferentes e também recebe nomes diferentes. O fato é que pessoas capazes de usar essa energia tornam-se extraordinárias, fazem coisas duvidosas aos olhos de quem não percebe sua presença. Ao longo de toda a historia o homem relatou fatos reais em que esse poder foi usado, no inicio isso servia para propagar a magia entre aqueles que a desejassem aprende-la, passá-la adiante. Porem com o passar dos séculos a magia foi vista como errada impura e aqueles que a praticavam eram punidos com a morte, mostrando ao mundo a intolerância ao que é desconhecido, sendo assim alguns grupos racistas tramaram contra o conhecimento da magia exterminando seus conhecedores.

Isso forçou essas pessoas a se esconderem de tudo e de todos, a praticarem e buscarem sozinho o conhecimento, fazendo com que muito do que se sabia sobre o assunto se perdesse nas linhas do tempo. Os feitos dos grandes magos, bruxas, fadas e elfos se restringiram as rodas de amigos que ainda tinham a coragem de falar e praticar a magia, que era passada em forma de historias para crianças sem o uso total ou real desse poder. Os grandes heróis, as grandes civilizações, os grandes reinos guardavam a essência da magia em seus corações dividindo entre elas o poder.

Essa divisão de poder se refletiu diretamente no planeta tornando-o fraco e incapaz de se manter de pé. Onde a magia um dia foi vista como um todo e partilhada por todos agora estava se esvaindo em caus e destruição, aqueles que deviam protegê-la agora estavam usando-a em uso próprio, para realizar os desejos escusos do coração humano.

O uso certo ou errado dessa magia tem um preço a ser pago e esse preço muitas vezes é caro de mais e pago por aqueles que mal sabem da existência dela, isso é o que chamamos de troca equivalente, termo este usado pelos alquimistas para ensinar sobre o uso de magia, um jeito de fazer mal uso desse poder uma forma de enganação, a procura infindável do elixir da vida através da pedra filosofal. A busca por tal pedra e um exemplo do que o mau uso do poder significa, para tal propósito a raça humana se perdeu tirando o poder da terra bem mais rápido do que ela poderia repor, e isso se refletiu no curso natural de toda uma cadeia sequencial de vida.

Maremotos, terremotos, secos e inundações, morte, sofrimento e desespero tornaram o homem mais distante da energia regente do planeta afastando ainda mais a magia do mundo.

Vendo o mundo sofrer com o egoísmo e a estupidez humana Gaia e Cronus, a terra e o tempo tornaram a magia algo novo separando-a em formas primaria e limitando seu uso a natureza. Assim essa energia continuava presente regendo o mundo porem escondida daqueles que não a entendiam.

Essa energia primaria se restringia aos seres que estavam em contato constante com a mãe terra e para cada um foi confiado um pouco dessa vasta energia vital. Aos elfos foi confiado o poder da terra, as ninfas o poder do fogo, aos gnomos o poder do ar, as sereias o poder da água e aos seres humanos o poder da criação, sendo este ultimo o mais poderoso de todos. Cada grupo era responsável por proteger toda a riqueza natural de sua área preservando a terra e o poder presente nela, e para isso era selecionada uma dentre todos de cada clã para receber os ensinamentos de seu grupo e dos demais. Esses cinco escolhidos dominariam toda a magia e protegeriam seus territórios com todo o conhecimento sobre o mundo mágico e não mágico ao seu alcance.

Mesmo assim a magia continua a desaparecer do mundo, raças começaram a serem exterminados e assim misturados, elfos e humanos, sereias e gnomos, ninfas e humanos, nisso, grupos desapareceram, novas raças foram criadas e o potencial da magia alterado. Hoje a raça humana

é a única existente no planeta, pelo menos a única visível, pois as imperfeições das raças tornaram-se fonte de preconceito e discriminação e o Don da criação, tido como tecnologia e desenvolvimento se sobre saiu dos demais dons, não que os outros deixassem de existir, mais o Don da criação dado aos humanos saiu do controle, e sem o equilíbrio a terra volta a sofrer.

Poucos dos que partilham o poder como um todo ainda existem e cumprem o propósito para o qual Gaia e Chronus dividiram a magia. Suas historias de vida e superação está presente ate hoje, contadas e recontadas, modificadas em vários modos ate que perderam seu propósito inicial e passaram a fazer parte de um mundo fantasioso e distante.

Quem nunca ouviu sobre grandes magos dotado de inteligência, que fizeram grandes coisas em seu tempo, Merlin o mago de Camilo, que mesmo conhecendo todos os segredos da magia se deixou levar por uma fraqueza humana e enganado por Morgana leva a ruína todo um império. Merlin sabia dos perigos que a magia exigia e mesmo assim assumiu toda a responsabilidade por seus atos.

Pergunto-me se toda a humanidade ainda que inconscientemente acredite na existência de Merlin e no poder que ele possuía. Atlântida a cidade submersa onde a magia é o centro de tudo existiu assim como Merlin e também ruiu como muitos outros impérios que usavam o poder. A historia de Atlântida se confunde com a do surgimento dos continentes, revelando como a arrogância de um rei fez com que toda a arte, historia, filosofia e a própria magia se perdesse e tudo isso com o intuito de salvar o império. Como as historias do mago Merlin, Atlântida foi reduzida a um mero conto infantil, assim como muitas outras historias, fadas, gnomos druidas e outros seres mágicos estavam fadados a se tornarem personagens de historias enganosas onde a magia não passava de enganação fazendo assim com que a magia se tornasse algo fantástico.

No inicio todas essas historias serviam para que a magia fosse transmitida de geração para geração pelos mais antigos usuários, e entre eles eram escolhidos os cinco indivíduos que conheciam o poder e não eram corrompidos por ela.

Para que vocês possam entender os perigos e as dádivas da magia eu preciso voltar no tempo antes de minha existência e contar como uma das guardiãs dessa magia escolheu cinco jovens para defender o planeta, jovens esses que não conheciam a magia, mais estavam ligados a ela de algum modo. Gaia, o espírito da Terra segundo a mitologia grega, é a protetora do planeta. Foi ela quem levou os cinco Protetores para sua casa na Ilha da Esperança, único lugar que ela se consegue materializar na sua forma humana, para que pudessem ajudá-la em sua luta para salvar a Terra. Enquanto cada um dos Protetores representa uma cultura específica, Gaia é uma mistura de todas: sua pele morena, cabelos lisos pretos e olhos azuis evidenciam que ela é uma miscigenação das três grandes etnias (negra da África, branca da Europa e amarela da Ásia) que compõem a humanidade.

Estes protetores, também conhecidos como anjos tinham a missão de defender o ecossistema em que estava concentrado todo o poder elementar, para tanto cada um deles recebeu o poder de um elemento que foi definido pela sua personalidade. Gaia conferiu a eles anéis específicos com o poder de cada elemento e os treinou como guardiões do planeta e através das eras outros tiveram o mesmo propósito.

Não peço que nenhum de vocês acredite em magia, apenas vejam a mistura de cada elemento dando origem a uma nova e por vezes inexplicável fonte de vida; a água ao tocar o solo o torna fértil capaz de produzir o alimento, o fogo servindo como fonte de energia para a vida que brota de onde menos se espera. Separados estes elementos parecem não surtir efeito mais juntos tem uma força capaz de mudar o rumo de todo um planeta.

Essa é a historia por detrás da verdadeira historia, meu papel aqui é o de contar a vocês o que vivenciei durante os vários anos de minha busca, o descaso da humanidade com a magia, os inúmeros desastres naturais que assolam a terra, o desequilíbrio planetário que a humanidade tola e inconsequente finge não enxergar.

A historia deles se confunde com a minha, eu viverei novamente a historia através deles e eles conhecerão a historia através de mim. Estes anjos irão abdicar de uma vida normal pelo bem do planeta eles escolheram uma vida cheia de magias e segredos, segredos milenares guardados em livros ao alcance de todos mais procurado por poucos e repassados aqueles que realmente o desejam. Mas para isso eu devo primeiro encontrá-los.

LEIA MAIS DESTE CONTEÚDO:

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

  • Muito bom, a cada frase que avanço no texto mais curiosidade tenho em saber o que vai acontecer.

  • Me fez lembrar “A batalha do Apocalipse” do Eduardo Sporh! Texto agradável e uma história que capta a atenção. Parabéns!

  • Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

    Você também poderá gostar de ler:

    Você também poderá gostar de ler:

    >
    Rolar para o topo