“Olhando para as Estrelas”

CENA 01. LANCHONETE. NOITE. INT.

Legenda: Planeta Terra, Via Láctea. 4235 d. c.

Após cantar, Levi retorna para a mesa assim como sua irmã, BO, LY e HU. As pessoas que estavam dançando no ambiente se dispersam em outros grupos pelo local. Embora tenha continuado na mesa, ER está um pouco longe dos amigos. Continua olhando para seu pulso, CAM destaca brevemente a expressão inquietante em seu rosto.

LY-1108 (a Levi)
Adorei o que cantou. Parabéns!

Levi sorri, os dois trocam olhares.

LIZ
Pronto, agora ele vai se sentir o gostosão a semana inteira. (ri)

BO-1325
Meu corpo parece que não conseguia se segurar. Alguma força o impulsionava a querer se mexer.

LIZ
É o poder da música. Ela provoca essas reações nas pessoas.

HU-1193
Sério, por que em Aquares não tem isso? Olha só para esse lugar, essas pessoas se divertindo.

LIZ
Lá realmente vocês não têm música, dança ou qualquer outra forma de se expressar?

BO-1325
Não. A população atual acredita que as artes não proporcionam avanço nenhum para a humanidade. A sociedade foi construída unicamente com o foco para ciência.

LY-1108
Eu disse que o planeta era um saco.

BO-1325 observa o pai de Liz conversando com Ieda no balcão.

BO-1325 (a Liz)
Pra você tudo bem o seu pai se vestir de mulher?

LIZ
Não vejo problema nisso.

BO-1325
É meio estranho, não acha?

LEVI
O que tem de estranho uma pessoa vestir o que a deixa à vontade?

BO-1325
Sei, lá. Em Aquares, lá se um homem sai desse jeito é descartado na hora.

LIZ
Que civilização retrógada a do seu planeta! Parece que criaram uma sociedade do século XX. Toda perfeitinha, vivendo cada indivíduo em uma bolha, sem qualquer direito de se expressar. Aqui na Terra deixamos de se preocupar com isso há séculos. Por muito tempo os seres humanos criaram discursões desnecessárias simplesmente por uma pessoa agir, falar ou ser de um jeito diferente. Demorou muito para os humanos perceberem que tinham assuntos mais importantes para tratar do que se preocupar com o tipo de roupa que uma pessoa veste ou o modo de vida que ela leva.

Liz olha para as pessoas ao redor, BO a observava em silêncio, atento a explicação da garota.

LIZ
A Terra gritava pedindo por ajuda e quando os seres humanos começaram a ouvir, já era tarde demais. A temperatura subia constantemente, várias espécies de animais e plantas desapareceram, a água potável ficava cada vez mais escassa. (a BO) Houve longos períodos de seca e fome. Nações inteiras entraram em guerra, para garantir a sua sobrevivência. (as pessoas) Demorou, mas os humanos perceberam que não importava você ser diferente, desde que tivessem um lar pra morar. Quando começaram a aceitar uns aos outros do jeito que são e se preocuparam com a salvação do planeta, a Terra por um momento voltou a prosperar.

Xana se aproxima da mesa e fica ao lado da filha. Ver todos ali reunidos, o deixa feliz.

XANA
Olha, só… estou vendo que estão se dando bem por aqui!

LIZ
Estamos trocando muitas experiências, pai.

XANA
Fico feliz. (aos garotos) Prometi que iria conversar com vocês hoje à noite, mas estou vendo tão entrosados por aqui, então não quero atrapalhar. Amanhã cedo conversaremos lá no quartel.

BO-1325
Okay.

Xana se afasta, caminha até a mesa ao lado e se reúne com outras drag queens. BO presta atenção no modo como todos estão interagindo.

BO-1325
Isso é engraçado. (ri) Não tinha noção disso nos registros da humanidade.

LY-1108
Possivelmente isso foi apagado, BO. Se não eles não teriam construído uma sociedade ‘tradicional’ como a de Aquares.

LIZ
Vocês sabem por que a Terra é especial?

BO-1325
Não, por quê?

LIZ
Embora tenhamos herdados particularidades de outras civilizações, como a arte, a música, a escrita, a matemática… Ao nos contou que de todos os planetas habitados no Universo, a Terra é o único que apresenta uma diversidade extraordinária. (olha para as pessoas) Em nenhum outro planeta existe uma variação de espécies como por aqui, seja ela de plantas, animais… (à BO) …ou até mesmo de seres humanos.

BO dá uma olhada ao redor da lanchonete, repara uma variedade de pessoas de diversas etnias, raças, gêneros, orientação sexual, características físicas e entende o que Liz está dizendo.

HU-1193
Essa Ao sabe quantos planetas habitados existem no Universo?

LIZ
Sabe, sim. Apesar dos bilhões de planetas com condições “agradáveis” para prosperar vida, apenas dois mil e trezentos e sessenta e oito apresentam civilizações evoluída.

Todos, com exceção de ER, que continua distante da conversa e focado em seu código, ficam boquiabertos com a informação que recebeu.

HU-1193 (surpreso)
2.368 planetas? Todos com civilizações?

LY-1108
Isso é sério?

LIZ
Sim.

BO-1325
Se existe mesmo esse tanto de planetas, por que nunca foi descoberto a existência de algum deles?

LIZ
Por uma questão de lógica, BO. O Universo é infinitamente grande e continua se expandindo até hoje. Então, boa parte dessas civilizações estão a uma distância inimaginável e praticamente muitas delas começaram a explorar o espaço agora.

BO-1325
Verdade. Em Aquares mesmo, explorar lugares distantes é praticamente complexo. Apesar de todos os avanços na exploração espacial, ainda estamos engatilhando no assunto.

LIZ
Viu, só. E o Universo é infinito e muito antigo, comparado com as civilizações de nossos planetas.

Os robôs que estão atendendo as mesas, param de andar e emitem um alerta. BO e seus amigos se assustam, mas as demais pessoas sorriem com o que é exibido.

ROBÔS
São 21:29! São 21:29! É hora de observar as estrelas! É hora de observar as estrelas!

O alerta traz ER ao normal, que olha assustado para o que está acontecendo ao redor. As pessoas se levantam calmamente e caminham em direção a saída. Liz e Levi faz o mesmo. BO e seus amigos se entreolham, não entendem o que está acontecendo.

LIZ
Vocês vão ficar aí?

BO-1325
Para onde as pessoas estão indo?

LEVI
Vamos observar as estrelas. Vocês não fazem isso no planeta de vocês?!

BO e seus amigos se levantam, acompanham Liz e Levi.

BO-1325
Não!

Todos saem da lanchonete.

CENA 02. RUA. NOITE. EXT.

Sonoplastia: Saturn – Sleeping At Last

Todos se afastam um pouco da lanchonete e observam o céu. BO continua ao lado de Liz. Levi e LY estão juntos, ER e HU estão ao lado. Todos olham para o céu e observam as estrelas.

LIZ
Não é lindo?

BO-1325
Sim! (sorri)

CAM destaca um céu limpo de nuvens e estrelado.

LIZ
Embora quando a gente olhe para o céu, esteja observando o passado, Ao nos contou que exatamente nesse horário, outras raças alienígenas estão observando o céu noturno de seus planetas. E, de certa forma, meio que estamos um olhando para o outro nesse exato momento. Lógico, que separados a bilhões de ano-luz de distância. (sorri) Mas, só de imaginar a possibilidade que nesse exato momento, uma outra civilização está olhando o céu noturno do seu planeta, já é algo incrível. 

BO sorri ao ouvir aquilo. Conforme mais pessoas saiam de suas casas para olhar o céu, mais estrelas surgiam. BO se atenta as pessoas ao redor e ver que apesar de suas diferenças, cada indivíduo do planeta se reunia para aquele momento, assim como se reuniram na música. Todos estavam juntos para admirar um único lugar, o céu noturno.

Liz começa a falar e chama a atenção de BO.

LIZ
Fala sério? Olha só essa quantidade de pontos brilhantes no céu.

BO olha para o céu, fascinado.

LIZ
Você acha mesmo que não existe um criador por trás disso tudo? Seja quem for que tenha criado o universo, ele foi feito pra que a gente o admirasse. A beleza das estrelas, dos planetas, das galáxias, toda a criação… é obvio que deve existir um ser pensante por trás disso tudo. E isso foi entregue a nós, para que pudéssemos admirar e cuidar.

BO-1325 (sorri)
Eu já penso o contrário. Acredito que tudo veio do acaso! Há bilhões de anos atrás uma grande explosão deu origem a tudo que conhecemos hoje. Foi a matéria expelida do Big Bang que originou as primeiras galáxias, planetas, estrelas e, inclusive a vida. Então se estamos hoje aqui, foi graças ao acaso que criou o Big Bang.

LIZ (a BO)
Você não vai dar o braço a torcer mesmo, hein?! (ao céu) Mas esse não é momento para discutir quem está certo ou errado.

Liz caminha um pouco adiante, senta-se no gramado e observa o céu. LY e Levi continuam em pé, logo atrás. Os dois se entreolham, sorriem e observam o céu novamente. ER e HU estão fascinados com a quantidade de estrelas que veem.

BO olha brevemente para as pessoas ao redor. Todos parecem hipnotizados olhando para o céu. Ele ergue brevemente sua mão, olha para seu código genético e se lembra de sua família. Sente um aperto no peito. Volta a observar as estrelas e lembra do que Liz falou, de outras raças estarem nesse exato momento olhando para o céu noturno de seus planetas. Sorri ao imaginar essa possibilidade.

Cenas curtas de diversos planetas e civilizações extraterrestres são mostradas. Algumas são semelhantes aos humanos, variando as características físicas como altura, cor de pele, forma corporal. Outras nem tão semelhantes assim e parecem criaturas estranhas com escamas, penas, gigantes e até com membros extras no corpo. Independente disso, todas as criaturas estão observando o céu noturno de seus planetas.

A cena retorna para a Terra e a CAM dá destaque para BO, mostrando-o fascinando com a imensidão de pontos brilhantes acima dele.

CORTA PARA.

CENA 03. BASE MILITAR. SALA DE REUNIÃO. MANHÃ. INT.

BO e seus amigos estão reunidos em uma mesa circular, junto com o general Xand. A mesa apresenta a mesma tecnologia do planeta Aquares e está exibindo um holograma da espaçonave Lirus.

XAND
Abastecemos a espaçonave que vocês vieram. Fizemos alguns reparos e ela está pronta pra uso. Vocês têm ideia de quando pretendem retornar para Aquares?

ER-1241
Na verdade, não. O nosso plano inicialmente era chegar à Terra e agora que estamos aqui, não sabemos ao certo o que fazer. (olha para seus amigos)

XAND
Vocês podem ficar o tempo que for necessário. A Terra está se recuperando aos poucos, mas é igual coração de mãe, sempre cabe mais um.

ER-1241
Você poderia nos dizer como que a Terra conseguiu se recuperar? Porque até onde sabemos ela estava próxima do colapso.

XAND
Foi graças a árvore da existência que a Ao plantou.

BO-1325
Árvore da existência? O que é isso?

Xand toca no display da mesa e o holograma da espaçonave Lirus desaparece, dando lugar para uma grandiosa árvore de tronco colorido e folhas douradas.

XAND
A árvore da existência veio do planeta da Ao, que está localizado em uma galáxia próxima ao local onde teria ocorrido o Big Bang. (toca na mesa e uma galáxia elíptica é exibida) É um local bem distante daqui, que nem vale apenas representar em números.

LY-1108 (boquiaberta)
Uau.

XAND
Como a galáxia está bem próxima do que chamamos de o “ponto de origem” do universo, os planetas que se formaram lá estão repletos de matéria que foi expelida do Big Bang. É uma região extremamente rica dos mais variados elementos químicos, muitos deles completamente desconhecidos por nós. (toca no display e surge um planeta de coloração azul celeste) Orin é o nome do planeta natal da Ao. Acredita-se que foi um dos primeiros planetas a desenvolver vida no universo.

Todos os garotos estão fascinados com o que ouvem do general.

XAND
Devido à quantidade de matéria encontrada na região, os primeiros tipos de vida que se desenvolveram no planeta evoluíram em uma velocidade assombrosa. Em um modelo comparativo, enquanto o homem levou milhões de anos para dominar o que sabemos hoje, a civilização de Orin levou um pouco menos de um milênio.

ER-1241
Isso é sério?

XAND
Sim.

BO-1325
E a árvore?

XAND
Ah, sim. A população do planeta, assim como todas as criaturas são um tanto exóticas. Elas apresentam uma pele azul maleável e brilhante, e tem o completo domínio sobre todo o tipo de matéria, podendo criar e recriar infinitamente qualquer coisa conforme sua vontade. Esse domínio veio graças ao fruto da árvore da existência. A semente desta árvore é como se fosse uma célula-tronco, que ao ser plantada em qualquer tipo de planeta, consegue reunir os nutrientes necessários para sua evolução. Ou seja, mesmo que essa semente seja plantada em um planeta primitivo, a árvore crescerá e irá acelerar o seu processo evolutivo.

LY-1108
Nem sabia que algo desse tipo existia.

BO-1325
E não existe. Pelo menos, não com a tecnologia que temos hoje.

XAND
Como eu falei, o planeta deles é tão antigo quanto o Big Bang.

BO-1325
E quando essa Ao voltará pra Terra?

XAND
Ela foi levar a nave dos seus companheiros para o planeta de vocês.

ER-1241
Eles não são nossos companheiros.

XAND
Ao também iria alertar os governantes de lá, para deixarem a Terra em paz. Ela é nossa agora e vamos cuidar bem dela.

BO-1325 (a ER-1241)
Será que essa Ao realmente foi para Aquares?

ER-1241
Eu não sei. Mas todos aqui parecem bem gratos a esse ser.

XAND
Ao visitaria outros planetas depois de Aquares. A Terra não é a único que tem uma árvore da existência. Pelo universo muitos outros mundos quase deixaram de existir.

ER-1240
Ela é tipo uma protetora de planetas?

XAND
Algo parecido com isso. Na verdade, o ideal da Ao é unificar todas as civilizações do universo. Ela vai de planeta em planeta, levando sua filosofia para todas as raças.

HU-1193
Não sei vocês, mas estou muito ansioso pra conhecer esse tal de Ao.

CENA 04. PLANETA N31-B. TARDE. EXT.

Legenda: Planeta N31-b. A trilhões de anos-luz de distância de Andrômeda.

Sonoplastia: Vessel – Yasuharu Takanashi/ Original Soundtrack Boruto

A mega espaçonave continua em órbita do planeta gigante de coloração esverdeada. Corte rápido e é mostrado o interior do planeta com florestas gigantes, céu de coloração verde, montanhas pontiagudas, oceanos imensos, nuvens densas e escuras. Ao aparece entre as nuvens descendo em direção ao solo do planeta.

Do seu ponto de vista é possível enxergar uma grandiosa cidade com edifícios majestosos, uma arquitetura refinada e tecnológica. Ela sobrevoa algumas ruas de uma cidade completamente deserta. Ao não desvia sua atenção durante nenhum momento, como se tivesse apenas um único objetivo.

CAM destaca alguns locais abertos como parques e praças, tudo completamente vazio. A cidade inteira não apresenta nenhum sinal de vida. Ao continua flutuando a poucos centímetros do chão, mantendo sua atenção ao seu destino.

Momentos depois, em um campo aberto, Ao sai em uma área com um gramado alto. Ela admira uma gigantesca árvore de tronco colorido e folhas azuis. Seu tronco consegue alcançar as nuvens do planeta. Conforme se aproxima da árvore, Ao flutua indo em direção ao topo. A base da árvore é extremamente grossa e vai afinando em direção ao céu.

Ao acelera sua velocidade ao perceber que ainda está longe do topo. Nota-se em seu rosto um desejo enorme de chegar até lá. CAM destaca o tronco da árvore afinando, afinando e afinando em uma velocidade muito rápida. Dando a impressão de que a árvore parece interminável.

Segundos depois, Ao finalmente chega ao seu destino. Observa o topo da grandiosa árvore com um pequeno fruto do tamanho de uma maçã. O fruto emite uma luz brilhante e colorida, que se mistura entre si.

Ao leva seu braço direito até o fruto e o colhe cuidadosamente. O admira em suas mãos como se segurasse algo frágil. Assim que o fruto é removido, a árvore gigante começa a apodrecer. Seu tronco vai apodrecendo e curvando-se para o lado. Ao ignora o que está acontecendo com a árvore e volta a subir em direção ao céu.

CAM destaca a base da árvore também apodrecendo. O solo no qual ela está plantada começa a rachar, a vegetação ao lado imediatamente começa a morrer. Os oceanos que foram mostrados inicialmente começam a secar. As ruas da megacidade começam a rachar, criando grandes crateras, engolindo edifícios e tudo ao redor. Rapidamente uma quantidade de magma sai das rachaduras e começa a cobrir todo o planeta.

Em pouco tempo o planeta inteiro está repleto de lava, com tudo sendo destruído. Não há mais oceanos, florestas ou cidades. CAM destaca a árvore gigante morta, em chamas devido o mar de lava que se formou ao seu redor.

Corte rápido para a visão do espaço. O planeta que apresentava uma coloração verde, vai perdendo sua gravidade e ganha uma cor vermelho-alaranjado. Em segundos se transforma em um planeta repleto de lava. A espaçonave gigante se afasta do planeta, corte rápido para o seu interior.

Ao está sentada no trono localizado no centro da sala circular de paredes douradas. Ela continua com o fruto brilhante em mãos, observando-a fascinada. Fecha os olhos e lentamente o leva até sua boca. Coloca o fruto completamente na boca e o mastiga lentamente, saboreando o alimento que acaba de ingerir. Engole, abre os olhos e a CAM destaca uma expressão de satisfação em seu rosto.

Corte rápido para uma visão externa da espaçonave. Um enorme círculo de coloração cinza e centro brilhante surge em frente à nave. A gigantesca espaçonave entra lentamente no círculo e desaparece em segundos dali. CAM destaca o planeta de lava que se formou ao fundo.

CENA 05. ILHA APOGEU. LABORATÓRIO DE PESQUISA. SALA DE REUNIÃO. TARDE. INT.

Legenda: Planeta Aquares-d, Galáxia de Andrômeda. 2180 d. h.

Um pequeno espaço com uma mesa localizada no centro, com quatro cadeiras disponíveis. Há um grande monitor preso na parede ao fundo. GT-1121 está sentado de frente para o monitor. Dois homens usando jaleco branco, estão um em cada lado da mesa, imóveis e olhando um para o outro. GT analisa alguns documentos, com uma expressão apreensiva no rosto.

GT-1121
Então esse é o planeta de origem daquela espaçonave?

CIENTISTA 01 (robotizado)
Sim!

GT-1121 (intrigado)
O que uma civilização tão distante poderia fazer na Terra?

CIENTISTA 01 (robotizado)
Esta é uma ração ultra evoluída. O objetivo deles é encontrar planetas ricos em matéria e os devorar.

GT-1121
A Terra é um alimento perfeito, então. E como eles fazem isso?

CIENTISTA 02 (robotizado)
Ainda não sabemos! Estamos investigando.

O monitor preso à parede é ligado e um homem (30 anos, cabelos castanhos, alto) está sendo exibido nele. Ele está com os braços apoiados sobre uma mesa, CAM destaca uma cicatriz em volta deles, assim como uma cicatriz em volta do seu pescoço.

GT-1121
Governador!

Se levanta e se curva diante do homem que surgiu no monitor. Os homens de jaleco branco continuam imóveis.

GOVERNADOR
O que os cientistas descobriram?

GT-1121
Os cientistas encontraram registros de alguns planetas que receberam a visita desses seres. (senta-se) Os planetas de lava, que até então era um mistério de como se formaram, descobrimos hoje a sua origem. Tudo indica que a raça alienígena que está na Terra, visitam planetas habitáveis com o objetivo de devorar a matéria presente neles.

GOVERNADOR
E existem quantos desses seres?

GT-1121
Bom, não sabemos exatamente. A galáxia de onde essa raça veio é muito longe de qualquer lugar que a gente já tenha explorado. 

GOVERNADOR
Então eles pretendem devorar a matéria existente na Terra?

GT-1121
Possivelmente, sim.

GOVERNADOR
Você sabe o quanto aquele planeta é importante para nós, não sabe?

GT-1121 não responde de imediato.

GOVERNADOR
Precisamos daquele planeta. Não podemos entregar para uma raça qualquer assim de bandeja.

GT-1121
Senhor, se me permite, essa raça alienígena está a anos-luz de distância da gente. Se entrarmos em confronto direto com eles, a derrota é certa.

O homem do monitor não responde de imediato, está pensativo.

GOVERNADOR
Investiguem mais sobre essa raça. Queremos saber tudo sobre eles.

Os homens de jaleco branco respondem juntos.

CIENTISTAS
Sim, senhor!

GOVERNADOR
E quanto a substituição da família ER?

GT-1121
Os cientistas estão fazendo algumas modificações no código genético dessa família. Os novos membros serão produzidos em breves e eles continuarão sendo os humanos mais inteligentes do planeta, porém serão 100% obedientes às nossas ordens.

GOVERNADOR
Perfeito. E como anda o processo de captura dos aquianos que foram para Terra?

GT-1121
Esses irei resolver agora mesmo. (se levanta) Estava apenas aguardando o senhor, para repassar o que foi descoberto sobre os alienígenas que estão ajudando os terráqueos. Antes de ir, gostaria de fazer um pedido.

GOVERNADOR
Diga.

GT-1121
ER-1241 está entre os aquianos que fugiram. Ele é o último que sobrou da família ER e eu gostaria de cuidar dele pessoalmente.

GOVERNADOR
Você está propondo ir pra Terra?

GT-1121
Sim, mas é por pouco tempo. É o tempo necessário para capturar os garotos e voltarmos para Aquares. Enquanto eu estiver ausente, GT-1109 ficará no comando.

O homem no monitor fica em silêncio por um tempo. A demora por uma resposta, deixa GT-1121 nervoso.

GOVERNADOR
Tudo bem! Faça o que quiser com o garoto. E mesmo assim, um dos nossos membros está precisando de um par de olhos castanhos. Que bom que encontramos o doador perfeito. Você sabe que o único que temos interesse é o membro pertencente à família BO. Os demais, podem fazer o que quiser com eles.

GT-1121
Obrigado, senhor! (sorri)

Se curva, o monitor é desligado em seguida. GT-1121 sai da sala todo contente, os dois homens de jaleco branco continuam sentados um olhando para o outro.

CENA 06. ILHA APOGEU. LABORÁTORIO DE PESQUISA. SALA DE TESTES. TARDE. INT.

Uma sala enorme e circular, com um grande quadrado no centro. A espaçonave Bonre-A2 flutua sobre o quadrado. Na lateral há vários homens de jaleco branco trabalhando. GT-1121 entra na sala e caminha em direção à nave. Encontra dois membros da família HU.

GT-1121
Tudo pronto?

HU-1153
Tudo sim, senhor.

GT-1121
Ótimo. Então podemos ir!

Os dois membros da família HU se entreolham, estranham o que GT disse.

HU-1175
O senhor virá com a gente?

GT-1121
Sim, irei. Recebi autorização diretamente do governo para acompanhar de perto essa missão. Há um membro entre os aquianos fugitivos, que não podemos perdê-lo.

HU-1153
Desculpe, senhor, mas o plano inteiro está detalhado. Não iremos falhar, voltaremos com todos que roubaram a Lirus.

GT-1121
Eu sei disso e estou indo justamente para garantir que a missão seja um sucesso.

Se afasta dos membros da família HU e caminha em direção a um grupo de homens vestindo jaleco branco. Os membros da família HU se entreolham um pouco receosos, ambos caminham em direção a espaçonave.

CENA 07. RUA. TARDE. EXT.

Legenda: Planeta Terra, Via Láctea. 4235 d. c.

BO e seus amigos passam em frente de uma loja de variedades, quando Liz sai do estabelecimento dando de cara com eles.

LIZ
Oi! (sorri) Conversaram com o meu pai?

HU-1193
Conversamos. Vamos ficar um tempo no planeta, até pensarmos melhor no que fazer.

LIZ
Olha, fico feliz.

ER-1241
Você poderia nos levar até a árvore da existência, Liz?

LIZ
Agora?

ER-1241
Sim, se não for nenhum problema claro. Talvez tenha algo pra fazer, não queremos atrapalhar.

LIZ
Não, não tenho nada de importante. É porque a árvore não foi plantada aqui. Pra irmos até lá, precisaríamos de um veículo e enfrentar umas duas horas de viagem.

ER-1241
Por mim, tudo bem!

Olha para seus amigos, que também concordam.

LIZ
Certo, então vocês agora terão que me ajudar a convencer meu pai a liberar um veículo do exército. (sorri)

CENA 08. BASE MILITAR. CAMPO DE TREINAMENTO. TARDE. EXT.

Liz está ao lado de Xand, com BO e seus amigos logo atrás. Ambos caminham pelo gramado.

LIZ
Por favor, pai, prometo que vou cuidar bem do veículo.

XAND
Eu já disse que não. Ainda mais sendo um veículo de propriedade do exército. (para de andar, fica de frente para Liz) Você se lembra do que aconteceu com o último?

LIZ
O último foi um acidente, eu juro. E dessa vez é por um bom motivo. Os garotos querem ver a árvore da existência.

Xand olha para os garotos, HU-1193 toma iniciativa.

HU-1193
Senhor, pertencente a família HU, eu consigo pilotar qualquer tipo de veículo, seja ela uma espaçonave ou de transporte comum. Então, se o senhor permitir, prometo que cuidarei bem do veículo que o senhor irá disponibilizar.

LIZ
Viu pai?! Você tem a palavra do melhor piloto de Aquares.

Xand olha atentamente os garotos, vê a empolgação nos rostos de cada um. 

XAND
Tudo bem. Vou pedir um veículo para o Saimon. (aos garotos) E quero vocês aqui antes do jantar, entenderam? (a sua filha) Vejam à árvore e retornem para cá.

LIZ (feliz)
Pode deixar!

Xand se afasta dos garotos. Liz se vira para eles, empolgada.

LIZ (feliz)
Conseguimos! Ah, que saudade de dirigir um veículo!

Vai atrás de Xand, toda saltitante. BO a observa, com um sorriso bobo no rosto.

CENA 09. CAMPO ABERTO. TARDE. EXT.

O veículo que Xand liberou sobrevoa uma área aberta, com algumas árvores espalhadas pelo local. O veículo desce calmamente ao lado de uma. Todos saem dele e caminham pelo gramado.

HU-1193
Como você aprendeu a dirigir desse jeito?

LIZ
Meu pai me ensinou algumas coisas aqui e outras ali. A maioria eu aprendi sozinha.

HU-1193
Se você tivesse nascido em Aquares, certamente seria da minha família.

LIZ
Pena que eu não nasci, não é?!

Os dois riem. BO se sente incomodado por ver aquela afinidade entre eles.

ER-1241
Onde está a árvore?

LIZ
Está logo ali. Me sigam!

Liz caminha na frente, seguida por HU ao seu lado. Ambos continuam conversando sobre veículos de transporte. ER e LY vão logo atrás. BO é o último, um pouco incomodado com a conversa de Liz e HU.

CENA 10. ILHA APOGEU. LABORATÓRIO DE PESQUISA. NAVE BONRE-A2. SALA DE REUNIÃO. TARDE. INT.

GT-1121 está reunido com os outros dois membros da família HU. Ambos explicam para seu superior, o plano para pegar os garotos.

HU-1153
Os cientistas irão ativar o buraco de minhoca, criando uma conexão entre o laboratório da ilha e o laboratório desativado na colônia humana que foi criada em Marte. De lá, iremos visitar a Terra e saber a localização dos garotos.

HU-1175
O que será fácil, graças aos rótulos deles.

GT-1121
Os terrestres possivelmente terão algum sistema de monitoramento. Saberão da existência da nave, assim que ela entrar na órbita do planeta.

HU-1153
Isso será impossível, senhor. A Bonre tem um recurso que a torna imperceptível para qualquer sistema. E convenhamos, a tecnologia da Terra é um pouco ultrapassada, comparada com a nossa.

GT-1121
Só que devo lembrar a vocês que os humanos não estão mais sozinhos. Ou esqueceram da mega espaçonave que desapareceu com a NINE?

HU-1153
Não esquecemos, senhor.

GT-1121
Pois, bem. Mas eu confio em sua família. Se a Bonre é realmente capaz de ser imperceptível, vou acreditar nisso.

HU-1153
Depois de identificarmos os garotos e os capturarmos, os levaremos para Marte. De lá, ativaremos o buraco de minhoca novamente e retornaremos pra Aquares.

GT-1121
Certo.

HU-1175
Senhor, se me permite, o que acontecerá com o HU-1193 quando ele voltar para o planeta?

GT-1121
O mesmo que acontece com quem trai o governo. O único que deverá voltar a salvo é o membro da família BO. Mas, dependendo se algum deles cooperar, talvez eu consiga remediar e os faça levar outro tipo de punição.

HU-1175 fica mais aliviado, olha para o companheiro.

HU-1153
Obrigado, senhor.

GT-1121 sai da sala sem dizer nada, os membros da família HU se entreolham, um pouco mais aliviados com a possibilidade de trazer um membro deles de volta pra casa.

 

FIM DO EPISÓDIO.

 

CURIOSIDADE
Um buraco de minhoca consiste em “tuneis” formados por grandes distorções no espaço-tempo, que possibilitam viagens de um ponto a outro no universo. Tal recurso, embora tenha sido sugerido na Terra, se tornou possível apenas em Aquares graças ao elemento “T”. Um elemento químico presente no código genético da população aquiana, que se encontra em abundância no planeta. A sua maleabilidade com os demais elementos químicos, permitiu a criação da matéria “exótica” que consiga estabilizar a geometria de um buraco de minhoca. No entanto, este recurso exige muito elemento “T” e deve ser usado em casos de urgência. A população de Aquares não sabe da existência desse recurso, e muito menos da possibilidade de se viajar em um buraco de minhoca. Tudo isso fica sobre controle restrito dos cientistas e do governo.

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

LEIA MAIS DESTE CONTEÚDO:

Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

>
Rolar para o topo