“Abdução”

CENA 01. ILHA APOGEU. LABORATÓRIO DE PESQUISA. SALA DE COMANDO. TARDE. INT.

Vista panorâmica do ambiente mostra vários homens de jaleco branco trabalhando. CAM destaca a espaçonave Bonre-A2 sobrevoando o espaço quadrado localizado no centro da sala. Uma luz de coloração cinza surge no interior desse espaço e vai crescendo até o preencher por completo. Um cientista está em pé ao lado observando um display em suas mãos. A espaçonave Bonre desce lentamente sobre a luz emitida pelo espaço quadrado. Em instantes a nave atravessa por completo deixando a sala. O cientista continua ao lado, CAM destaca seu display e é mostrado um buraco de minhoca, com um ponto vermelho em seu interior, atravessando lentamente uma extremidade a outra.

CENA 02. LABORATÓRIO GÊNESIS. SALA DE COMANDO. DIA. INT.

Legenda: Planeta Marte, Via Láctea. Colônia Humana.

Um laboratório amplo semelhante ao existente em Aquares, porém, menos tecnológico. O ambiente está com as luzes apagadas e equipamentos desligados. Subitamente tudo é iniciado, computadores, painéis, lâmpadas no teto e um grande círculo localizado no centro da sala, emite um brilho de coloração cinza. A espaçonave Bonre-A2 começa a sair dele momentos depois.

Após a saída da Bonre o círculo continua brilhando por alguns segundos. A luz se encerra, CAM se aproxima da espaçonave. A porta da nave é aberta, descendo GT-1121 e os dois membros da família HU.

GT-1121 (cambaleando)
É normal sentir essa tontura, depois da passagem?

HU-1175
É sim, senhor! Não se preocupe, que isso deve demorar apenas alguns segundos. Logo o senhor estará normal.

GT-1121
Espero. (se apoia em um dos painéis da sala) Esse é o laboratório?

HU-1153
É, sim. (caminha pela sala) Os humanos conseguiram criar uma colônia em Marte no ano de 2089 d. c. A colônia ficou em atividade durante dois séculos, até a sua desativação.

HU-1175
Ele não foi desativado totalmente. Na verdade, a maioria dos humanos voltaram para a Terra, mas um pequeno grupo ficou em Marte continuando algumas pesquisas e estudos secretos.

HU-1153
Pode-se dizer que, parcialmente, a ideia original dos rótulos tenha surgido nesses laboratórios?

GT-1121
São mais de um?

HU-1175
Até onde sabemos, são 09.

GT-1121
Que bom que não estamos aqui para explorar todos eles. (desencosta do painel, se sente melhor) Vamos voltar para a nossa missão!

HU-1175
Sim, senhor.

HU-1175 e HU-1153 saem da sala. GT-1121 caminha um pouco pelo ambiente, observa cada item daquele local.

CENA 03. CAMPO ABERTO. TARDE. INT.

Legenda: Planeta Terra, Via Láctea. 4235 d. c.

Liz continua conversando com HU sobre veículos espaciais. BO os observa com um certo incômodo. LY se aproxima do amigo e diz próximo ao ouvido dele.

LY-1108
O casal ali parece bem entrosado, não é?

BO-1235
E qual o problema nisso?

LY-1108
Comigo nenhum, mas pelo jeito que você os observa, entrega muito.

BO desvia sua atenção e olha para LY.

BO-1325
Eu não estou com ciúmes, se é o que você está sugerindo.

LY-1108
Eu não sugeri nada aqui. Mas, se a carapuça serviu! (sorri)

LIZ
Muito bem, chegamos. Aqui está a árvore da existência!

Uma árvore de um pouco mais de três metros, com algumas folhas douradas e um tronco colorido um pouco robusto. Os garotos se aproximam dela, admirados.

LIZ
Não é bonita?

ER-1241
Quem diria que algo assim pudesse existir. Mais um indício de que o universo está repleto de mistérios.

LIZ
Pois, é. Graças a essa árvore o planeta está conseguindo se recuperar.

ER-1241 se aproxima da árvore e se atenta ao tronco, indo em sequência para a raiz. Nota algo peculiar, se agacha e observa de perto.

LIZ
A Ao falou que irá demorar um tempo até o planeta se recuperar por completo. Mas se a árvore continuar aqui, o planeta estará a salvo.

BO-1325
Há quanto tempo esta árvore está plantada aqui?

LIZ
Tem um pouco mais de um ano, por aí.

BO-1325
E ela já tá desse tamanho?

LIZ
Devia ter visto quando Ao a plantou. Em questão de segundos uma pequena mudinha brotou do solo.

ER-1241
Engraçado… (intrigado) …as raízes parecem estar sugando nutrientes do solo!

LIZ
Lógico, ela é uma árvore! É do solo que ela retira seus nutrientes.

ER-1241
Você não me entendeu bem. (se levanta) Olha só essas raízes. (Liz se aproxima dele) Parece que elas estão se movendo internamente, e se aprofundando no solo.

CAM destaca algumas raízes se movendo. Em algumas, um fluido no interior delas sobe lentamente em direção ao tronco da árvore.

LIZ
É, isso parece ser  um pouquinho estranho.

ER-1241
Ela pode estar ajudando o planeta, mas parece que também está se alimentando dele.

BO-1325 se atenta ao que ER disse, presta atenção na árvore. Seu instinto investigativo começa a agir. Ele se aproxima do tronco da árvore, olha atentamente e vê pequenos fluxos subindo em direção ao topo, como se fossem veias.

BO-1325
Nunca vi uma árvore com isso. (aponta para os fluxos, ER se aproxima dele)

ER-1241
Podemos esperar qualquer coisa, BO. Afinal, essa árvore não é igual às que conhecemos.

LIZ
Vocês desconfiam de alguma coisa?

ER-1241
Eu gostaria de estudá-la, se fosse possível.

ER se aproxima da árvore e leva sua mão direita até o tronco para tocá-lo. Ao fazer isso, repentinamente ele começa a se sentir fraco, retira a mão imediatamente, um pouco atordoado.

BO-1325
ER? (se aproxima dele, servindo-o como apoio) O que foi? Ficou pálido de repente.

ER-1241 ergue brevemente seu pulso, olha para seu rótulo.

ER-1241
Senti algo estranho assim que toquei na árvore. Como se minha essência estivesse sendo sugada de mim. (se atenta a árvore)

BO-1325 olha para o tronco, em direção ao local onde ER tocou. Nota-se um brilho forte reagindo ali.

LIZ
Se quiserem podemos vir aqui mais vezes. 

ER e BO continuam lado a lado, observam detalhadamente a árvore. BO se atenta às folhas no topo dela. Embora a predominância sejam folhas douradas, repara que algumas estão ganhando uma coloração azul. Isso o deixa intrigado.

CENA 04. RUA. NOITE. EXT.

Liz, BO e seus amigos caminham em direção a lanchonete. Desde que voltaram do local onde a árvore da existência está plantada, Liz e HU ficaram bem próximos. BO tem tentado ignorar aquilo, mas vê-lá se dando bem com o amigo, o incomoda.

HU-1193
Um dia você terá que visitar Aquares. Vou te mostrar as grandiosas espaçonaves que a minha família construiu. Você vai se amarrar nelas.

LIZ
Visitar outro planeta? Eu topo! Será incrível.

HU-1193
Quem sabe você não vem com a gente? Assim podemos provar que há humanos na Terra. (olha para seus amigos) O que acham da Liz voltar com a gente pra Aquares, pessoal?

BO-1325 (sério)
Seria interessante tê-la conosco, mas não sei se é uma boa ideia, HU. Não sabemos o que aconteceu no planeta depois que o deixamos. Pode ser perigoso!

ER-1241
BO tem razão. Não sabemos o que o governo pode fazer, caso apareçamos com um humano da Terra.

LIZ
Vocês falando assim, até parece que vivem em um planeta ditador.

ER-1241
É quase isso.

Todos param em frente a lanchonete, não entram.

LIZ
Qual, é? Possivelmente a espaçonave da Ao já visitou o planeta de vocês e o alertou pra deixar a Terra em paz. Aquares não deve gerar mais perigo algum.

Nesse momento a CAM destaca a parte superior da lanchonete, mostrando o contorno da espaçonave Bonre-A2 que sobrevoa o local no modo invisível.

CENA 05. NAVE BONRE-A2. SALA DE CONTROLE. NOITE. INT.

Os membros da família HU observam os garotos conversando com Liz, em um monitor no centro do painel da nave. Ambos se entreolham brevemente e se atentam à conversa. CAM destaca o lado externo da lanchonete e do ângulo da espaçonave é possível ver todos entrando no local.

CENA 06. LANCHONETE. NOITE. INT.

Todos estão reunidos em uma mesa próxima ao palco flutuante. Um robô começa a servi-los, deixando um fartura de comida. Ele se retira, HU e Liz continuam conversando.

HU-1193
A primeira vez que eu entrei em uma espaçonave, foi quando eu tinha 08 anos. Meu pai me levou ao trabalho dele e me mostrou a Velox-31. (pausa um breve momento, como se a lembrança viesse em sua mente) Era uma espaçonave linda. Nunca consegui esquecê-la.

LIZ
Imagino. Infelizmente, a tecnologia na Terra não tem permitido mais construções de tantos veículos assim.

HU-1153
Talvez um dia as nossas civilizações possam se unir. Minha família pode ajudar os terráqueos a construir as suas próprias espaçonaves.

LIZ
Seria interessante. Adorei a ideia!

Liz repara em BO e o vê calado demais olhando para seu copo de refri.

LIZ
Tudo bem, BO?

BO não responde de imediato. Todos olham para ele e nesse momento BO percebe que está sendo observado.

BO-1325
O que foi?

LY-1108
A gente que te pergunta. Você tá aí caladinho. Quer dizer alguma coisa? (sorri)

BO-1325
Só estou pensativo. Estamos há tanto tempo fora de Aquares, que comecei a sentir saudade de casa.

LY, HU e ER se entreolham.

LIZ
Ficar longe de casa não é fácil, ainda mais longe da família. Mas, acho que eu sei como te animar. (sorri, retira na sequência uma caneta pincel do bolso da calça) Que tal vocês receberem um nome terrestre?

BO a observa, com um leve sorriso crescendo no rosto.

LY-1108
Um nome terrestre?

LIZ
Sim. (vira-se para ER, que está ao seu lado) Me dê aqui seu pulso, por favor.

ER fornece seu pulso direito para Liz, ela o pega e o observa por alguns segundos.

LIZ
Deixa-me ver… (pensativa) …qual nome combina com você? (olha atentamente ER-1241) Já sei, enquanto você estiver aqui, você se chamará agora… (escreve no pulso dele) … Ravi!

ER observa Liz escrevendo aquele nome em seu pulso. Após o término, ER-1241 observa o nome Ravi escrito e sorri.

LIZ
Gostou do nome?

ER confirma que sim com a cabeça. Liz sorri, vira-se para LY à sua frente.

LIZ
LY, você tem cara de Olivia, sabia?!

Sem pedir, LY já entrega seu pulso para Liz, que imediatamente escreve o nome escolhido.

LY-1108
Olivia! (animada) Eu tenho um nome terrestre, gente! Olivia! Gostei!

Liz olha para HU, que está ao lado de LY.

LIZ
Agora você, HU. Acho que Noah combina contigo.

HU oferece seu pulso e Liz escreve o nome que sugeriu.

LIZ
Agora falta só você, BO. Deixa-me ver como você será chamado. (observa atentamente, BO parece ansioso com o nome que receberá) Já sei!

Liz não revela o nome, BO oferece seu pulso e ela escreve nele. Após o término, BO se atenta ao nome escrito. CAM o destaca, revelando-o.

BO-1325
Lucca!

LIZ
Pronto, vocês agora não são chamados por códigos estranhos.

Todos continuam olhando para os nomes escritos em seus pulsos, ambos estão felizes.

CENA 07. NAVE BONRE-A2. SALA DE CONTROLE. NOITE. INT.

A espaçonave continua sobrevoando o local no modo invisível. Os membros da família HU conversam com GT-1121 pelo monitor no centro do painel.

GT-1121
Por que estão demorando com os garotos?

HU-1175
Não podemos sequestrar eles assim, senhor. Há muitos terráqueos no local, sem contar que há uma garota com eles.

GT-1121
Pegue a garota se for preciso, mas tragam esses aquianos agora.

HU-1175
Nós vamos pegá-los, senhor. Só não podemos nos precipitar. Não queremos ter o mesmo final que a tripulação da NINE.

GT-1121 fica em silêncio do outro lado, se mantém calmo.

GT-1121
Façam como planejarem. Só não falhem! (desliga a chamada)

HU-1153
Então? Algum plano?

HU-1175 olha para o colega, sem ideia alguma.

CENA 08. LANCHONETE. INT. NOITE.

LY-1108
Não vou lavar nunca mais esse braço!

LIZ
Relaxa, que não é um nome escrito a tinta que vai definir quem você é. (a BO) Ficou feliz, Lucca?

BO a observa, não acreditando que está sendo chamado por um nome terrestre.

BO-1325
Isso é tão estranho. (ao pulso) Receber um nome e ser chamado por ele.

LIZ
Convenhamos que Lucca é bem melhor do que BO-1325.

Levi entra na lanchonete e repara a mesa onde os garotos estão Imediatamente caminha até lá.

LEVI
Que bom que achei vocês. (olha para LY, sorri)

LY-1108
Sabia que tenho um nome terrestre. Pode me chamar de Olivia agora.

LEVI
Olivia? (LY mostra o nome escrito em seu pulso) Ideia sua não é, Liz?

LIZ
Os tornei um pouco mais terráqueos. (sorri)

LEVI
BO, será que poderíamos conversar um momentinho ali fora.

Todos a mesa estranham o convite.

BO-1325
Comigo?

LIZ
O que tão misterioso você tem pra conversar com ele, que não pode ser aqui?

LEVI
É um negócio meu e do BO, Liz. (a BO, um pouco irritado) Você vem ou não, cara?

BO se levanta e acompanha Levi até a saída. Todos a mesa se entreolham, ficam curiosos com a conversa entre os dois.

CENA 09. RUA. NOITE. EXT.

Levi segue em direção a um veículo estacionado a poucos metros da lanchonete. Encosta-se nele, observa BO se aproximando.

BO-1325
O que você quer conversar?

LEVI
Eu não queria comentar lá dentro, muito menos na frente da minha irmã. Ela é muito curiosa. E na verdade eu queria fazer umas perguntas sobre a LY.

BO-1325
Sobre a LY?

LEVI
Isso. Vocês falaram ontem que são amigos desde a infância, então você a conhece como ninguém.

BO-1325
Sim.

LEVI
Então… (um pouco nervoso) …você saberia me dizer qual o tipo de cara que ela curte? Ou se ela comentou alguma coisa sobre mim pra você?

BO solta um leve sorriso ao perceber o que está acontecendo. CAM dá destaque ao contorno da espaçonave Bonre sobrevoando o local.

CENA 11. NAVE BONRE-A2. SALA DE CONTROLE. NOITE. INT.

A conversa que BO e Levi estão tendo, está sendo transmitida no monitor localizado ao centro do painel. CAM destaca o monitor.

BO-1325 (por vídeo)
Bem, posso dizer que a LY é um pouco maluquinha às vezes, mas é uma garota legal.

HU-1153
Não acredito que um terráqueo esteja interessado pela nossa raça.

HU-1175
Acho que acabamos de ganhar a oportunidade que queríamos. (se atenta a BO) O garoto irá trazer os amigos deles pra nós!

HU-1153 olha para o colega, sem entender o que ele quis dizer.

CENA 12. RUA. NOITE. EXT.

LEVI
Então, eu não tenho nenhuma chance com ela, já que não pertenço a uma dessas famílias malucas de vocês.

BO-1325
Eu não diria isso. Embora sejamos programados para nos sentirmos atraídos por famílias próximas das nossas, eu vi o jeito que a LY olha pra você. Alguma coisa reagiu dentro dela, e acredito que você esteja provocando isso.

Levi sorri, desencosta do veículo.

LEVI
Valeu, cara. (o abraça, BO fica surpreso com aquela ação) Você é legal. (caminha em direção à lanchonete) Será que se eu a convidar pra sair, ela irá topar?

BO-1325
Vá em frente! (olha para o céu, se atenta a algumas estrelas)

LEVI
Você não vem?

BO-1325
Vou daqui a pouco!

LEVI
Beleza.

Levi entra na lanchonete. BO-1325 se afasta do veículo, indo para o meio da rua. Continua observando o céu. Olha para seu pulso direito e vê o nome Lucca escrito. Se atenta em seguida para o pulso esquerdo e vê seu código genético.

BO-1325
Um lado aquiano e um lado terrestre. Quem diria, BO. (sorri)

Um feixe de luz intenso imediatamente cobre o corpo de BO. O feixe dura exatamente apenas um segundo e ao desaparecer BO não está mais ali.

CENA 13. NAVE BONRE-A2. SALA DE REUNIÃO. NOITE. INT.

BO aparece ao lado de uma mesa retangular. Olha ao redor e vê uma sala semelhante à da espaçonave Lirus, porém bem mais ampla. Vira-se e dá de cara com os dois membros da família HU.

BO-1325 (assustado)
O que tá acontecendo aqui?

HU-1175
Calma, BO. Nós viemos salvar vocês!

BO se distancia lentamente da mesa.

HU-1175
Não precisa ter medo. Só viemos levar vocês de volta pra casa.

BO-1325 (assustado)
Mentira.

HU-1153
Não estamos mentindo, garoto. BO, nos escute. A Terra não está segura. Esse planeta está sobre o domínio de uma raça alienígena muito evoluída.

HU-1175
Você precisa ver essas imagens.

Toca no display e é exibido em vídeo o momento que a espaçonave NINE é capturada pela espaçonave da Ao. O mesmo vídeo foi exibido no episódio 05. BO se atenta a aquelas imagens.

HU-1175
Até hoje não sabemos o que aconteceu com eles.

BO-1325
Os humanos da Terra disseram que a nave foi levada para Aquares e que todos estão bem.

HU-1175
Bom, possivelmente os humanos mentiram. Nunca mais tivemos sinal da NINE, muito menos de qualquer um dos tripulantes.

BO-1325
Não. Os únicos mentirosos aqui são vocês. A Terra foi salva graças a Ao.

HU-1175
Ao? Quem é Ao?

BO não responde, olha ao redor em busca de uma saída. Vê que a porta está do outro lado da sala.

BO-1325
Vocês vão me descartar?

HU-1153
BO, a sua família é importante para nós, assim como os demais garotos que vieram pra cá. A nossa missão é resgatá-los e levá-los de volta para suas famílias.

BO-1325
Nada do que vocês digam, me fará mudar de ideia.

HU-1175
Precisamos que você veja isso. (toca no display da mesa e surgem imagens de vários planetas de lava) Esse será o destino da Terra.

BO-1325
Isso são planetas?

HU-1175
Sim. E todos receberam uma visita daquela grande espaçonave.

BO-1325
Mentira.

HU-1153
Você não está sendo racional aqui, garoto. Eu sei que você tá com medo, mas escute o que estamos contado pra você.

HU-1175
Os cientistas descobriram que essa raça veio de uma galáxia muito distante de qualquer lugar que o homem já tenha explorado.

Toca na mesa e um holograma de um planeta de coloração azul é exibido. Há uma animação da espaçonave da Ao se aproximando do planeta.

HU-1175
Esses seres se alimentam da matéria existente nesses planetas. Não sabemos ao certo como eles fazem isso, mas o resultado é sempre o mesmo.

No holograma, o planeta de coloração azul vai ganhando um tom vermelho-alaranjado e ficando menor. Em segundos se transforma em um planeta de lava.

HU-1153
Todos se transformam em grandes bolas de lavas.

HU-1175
Temos fortes indícios que a Terra terá o mesmo destino.

BO-1325 fica pensativo, se lembra da árvore estranha.

BO-1325 (tom baixo)
A árvore!

HU-1175
Árvore? Que árvore?

BO-1325
Os terráqueos falaram que uma árvore foi plantada no planeta, e ela está o ajudando a se recuperar.

Os membros da família HU se entreolham.

BO-1325
É uma árvore estranha, mas parece que ela está se alimentando do local que foi plantada.

HU-1175
Então deve ser dessa forma. Essa árvore deve estar se alimentando da matéria existente no planeta e de alguma forma a raça alienígena irá devorá-la ou algum fruto dela.

BO-1325
Temos que avisar os terráqueos. Eles precisam saber disso.

HU-1175
Não temos tempo, BO. O recurso que nos trouxe aqui tem um tempo limitado. Temos que voltar o mais rápido possível para Aquares.

BO-1325
Vocês não estão entendendo. A Terra está repleta de vida! Humanos com características variadas vivendo de forma livre, do jeito que desejam. Sem nada os rotulando para serem isso ou aquilo.

HU-1175
Entendemos o quanto a Terra é diversificada, BO. E saiba que ela é sim importante pra nós. Foi nesse planeta onde a raça humana surgiu. Mas, com essa raça alienígena no jogo, é questão de tempo para o planeta inteiro deixar de existir.

BO-1235
Se nos unirmos, talvez possamos lutar contra eles?

HU-1175
Não sabemos quase nada desses seres, BO. Não temos ideia do que eles são capazes. Enfrentá-los assim de cara, poderia ser o fim para ambos os planetas.

HU-1153
Entenda, BO… o modo de vida dos terráqueos é ultrapassado. Não há controle sobre suas ações e cedo ou tarde eles mesmos voltaram a acabar com o planeta. Em Aquares não. A nossa civilização inteira é consciente. Todos os recursos são disponibilizados de forma igualitária para ambas as famílias. Vivemos em um mundo de paz, sem guerras, sem conflitos entre as pessoas. Todos são iguais e não existem diferenças entre os nossos. Aquares é a melhor versão da Terra. Se for pra decidir salvar entre um dos planetas, obviamente ficaremos com o nosso lar.

BO fica em silêncio, um conflito interno começa a perturbá-lo.

HU-1175
Ao longo da história, a humanidade sempre realizou sacrifícios BO. O homem sempre precisou fazer uma escolha, para garantir a sua sobrevivência.

BO os observa, em seguida ver as imagens dos planetas de lava. Sente vontade de chorar.

BO-1325
Mas sacrificar um planeta inteiro é cruel!

HU-1153
Você é uma pessoa inteligente. Conseguirá analisar todos esses dados e chegará a uma decisão sábia. Está em seu DNA fazer isso.

BO se atenta ao holograma. HU-1175 toca no display da mesa e surgem imagens dos pais de BO. Ao vê-los ali após tanto tempo, BO começa a chorar.

BO-1325 (chora)
Mãe! Pai!

HU-1153
Não vamos te obrigar a nada, BO. Se quiser o deixaremos aqui e voltaremos para Aquares sem vocês. Contaremos a sua família sobre a sua decisão e lamentaremos com a vida que escolheu. Então, se quiser se despedir de seus pais, essa é a última oportunidade que você verá algo deles.

BO-1325 se aproxima da mesa, nitidamente angustiado sem saber o que fazer. A saudade de sua família se mistura ao conflito que seu corpo está enfrentando. Os membros da família HU se entreolham confiantes, acreditam que conseguiram influenciar BO.

CENA 14. LANCHONETE. INT. NOITE.

Levi está sentado ao lado de LY, ER foi para o outro lado da mesa. BO entra na lanchonete com uma expressão séria no rosto. Caminha até a mesa, senta-se ao lado de LY.

LEVI
Demorou observando as estrelas, hein? E olha que nem deu o horário ainda.

LIZ
Se demorasse mais um pouco, iríamos lá fazer companhia. Observar o céu noturno é sempre um exercício de paz.

LY-1108 repara o jeito estranho que BO entrou.

LY-1108
Tudo bem, BO?

BO não responde. Continua de cabeça baixa, pensativo e sério.

ER-1241
BO? (começa a estranhar o jeito estranho do amigo) BO, você tá ouvindo a gente?

LY-1108
BO? (toca no ombro dele, consegue sua atenção) Tudo bem?

BO-1235 (tom baixo)
Eu… eu… (olha para Liz e Levi)

ER-1241
Você tá pálido. Está sentindo alguma coisa?

BO-1325 dá uma visão geral na lanchonete. Observa brevemente aquela variedade de pessoas conversando, se divertindo, vivendo suas vidas como sempre desejaram. Isso começa a pesar na decisão que precisa tomar em sua cabeça. Olha para seus amigos, se lembra de sua família e do quanto eles também devem sentir falta de seus pais. BO abaixa a cabeça, sente vontade de chorar.

LY-1108
BO? (preocupada) O que está acontecendo, amigo?

BO-1325 se levanta, passa a mão rapidamente no rosto, limpando uma lágrima.

BO-1325
Acho que caiu um cisco no meu olho.

Ao segurar o choro, olha para Liz e Levi.

BO-1325
Prometo que vou encontrar um jeito de resolver tudo.

LEVI (confuso)
O que?

BO não responde, olha para seus amigos.

BO-1325
Será que vocês poderiam me acompanhar por um momento ali fora.

BO caminha em direção a saída da lanchonete, sem ao menos olhar para Liz mais uma vez. Seus amigos se entreolham, não entendem o que aconteceu.

HU-1193
Melhor a gente ir lá ver o que houve.

LY-1108
BO não está normal. Parece angustiado com alguma coisa.

Os três se levantam e se retiram da mesa.

HU-1193
É já que a gente volta.

Os três caminham até a saída. Liz e Levi se entreolham.

LIZ
Você fez alguma coisa pro BO? (chuta a perna do irmão por baixo da mesa)

LEVI
Ai! (massageia a perna) Eu não fiz nada.

LIZ
Então por que ele voltou daquele jeito?

LEVI
E eu que vou saber. Vá lá e descobre.

LIZ
É o que eu vou fazer.

Liz se levanta e caminha até a saída. Levi continua na mesa, massageando a perna.

CENA 15. RUA. NOITE. EXT.

Liz sai da lanchonete e caminha um pouco pela rua à procura dos garotos. Os encontra logo adiante, próximo ao veículo onde BO e Levi conversaram. De onde está, percebe que BO está de cabeça baixa e chorando. Um feixe de luz surge de repente sobre os garotos. Liz se assusta com aquilo, e no segundo seguinte, eles haviam desaparecido.

CENA 16. LABORATÓRIO GÊNESIS. SALA DE COMANDO. TARDE. INT.

Legenda: Planeta Marte, Via Láctea. Colônia Humana.

GT-1121 está parado em frente a um monitor que exibe a foto de ER-1241 junto com os pais. É a mesma imagem do episódio 07. No local há dois robôs trabalhando. GT os observa.

GT-1121
Para robôs ultrapassados, até que vocês são ágeis.

A porta do local é aberta e rapidamente GT-1121 desliga o monitor. Os membros da família HU entram na sala, com os garotos logo atrás. Ao fundo, há a presença de três roubos apontando armas para os garotos. Ao vê-los, GT-1121 exibe um grande sorriso de satisfação.

CAM destaca a expressão no rosto de cada um dos garotos, seguindo a ordem: LY está com medo, HU e ER estão furiosos ao ver GT e BO está arrasado, de cabeça baixa.

GT-1121
Ora, ora… finalmente pegamos os fujões. Vocês não têm ideia do prazer de tê-los de volta!

GT-1121 encara ER-1241, com um sorriso maléfico no rosto.

FIM DO EPISÓDIO.

 

CURIOSIDADE:

O hábito terrestre de dar nomes às pessoas, deixou de ser utilizado na primeira geração de aquianos geneticamente rotulados. Para facilitar o controle da população no planeta, os cientistas acharam melhor nomeá-los por meio de código, com base em uma combinação alfanumérica. Apesar de uma certa estranheza entre os humanos que tinham nomes comuns, uma colônia de bebês rotulados foi desenvolvida secretamente fora de Aquares. Não se sabe ao certo, em que ponto da história os rotulados se tornaram únicos no planeta e muito menos o que aconteceu com todos os descendentes de humanos que vieram da Terra. A família ER acreditava que exista um outro planeta no qual o governo está preparando para povoação. Infelizmente, eles nunca conseguiram nenhum registro que comprovasse isso.

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

LEIA MAIS DESTE CONTEÚDO:

Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

>
Rolar para o topo