Olá! Como está seu domingo? Espero que fique ainda melhor com o Backstage no ar.

Hoje trago dois convidados dos mais ativos e famosos no Mundo Virtual: Débora Costa e Melqui Rodrigues. Vamos lá!

 


 

INTERATIVIDADE

 

Na semana passada, deixei duas perguntas sobre o que você, leitor(a), curte mais no MV. Agora é hora de divulgar as respostas que mais se destacaram.

 

1) O que você gosta mais de ler no Mundo Virtual? – Entretenimento e Jornalismo

Com 5 votos, ficaram empatados os programas de resenhas e de entrevistas. Nestes ramos, destacam-se o AdoroWebs (DiggTV), o Primeiras Impressões (Blog da Zih), o Conta + (Widcyber) e o Web Show (WebTV), entre inúmeros outros.

Com 4 votos, estão os programas de bastidores, como o Misturama (WebTV). Webjornais, como o Jornal Online (WebTV), ficaram com 3 votos, seguidos pelos game shows, com 2. Nestes, destacam-se o Tô Dentro (Megapro) e o Game Show (WebTV). Os reality shows não ganharam votos.

 

2) Que tipos de histórias você gosta mais de ler nas obras de dramaturgia no Mundo Virtual?

Pelo resultado da votação, as obras de suspense estão com tudo. Foram 9 cliques. Drama e policial também costumam agradar aos leitores, tanto que levaram 5 votos cada um. Com 4 votos, estão distopias, fantasias, ficções científicas, aventuras, tramas de ação e histórias que se passam na atualidade. Por outro lado, enredos religiosos, romances açucarados, catástrofes e pandemias zeraram o placar. Apenas um(a) leitor(a) disse curtir temática hot (erótica ou pornô).

 

Em breve, uma ou duas novas perguntas para você interagir neste espaço chamado Cyber Backstage. Aliás, falando nisso, que tal ler o que disseram sobre sete temas? Está no ar o 3×4.

 


 

3 × 4

 

O quadro está de volta com um novo convidado a responder sobre tópicos relacionados ao cotidiano e ao Mundo Virtual. Ele acaba de ganhar um documentário em quatro capítulos sobre seus 30 anos de vida: o “pai” dos cachorrinhos contaminados e prontos para espalhar o terror por toda uma cidade — Melqui Rodrigues. Para quem não conhece sua história, ele se iniciou nas plataformas literárias virtuais latinas, escrevendo suas obras em espanhol, em especial no Portal Glook. Só mais tarde, com o sucesso de Vale Dicere, estreou no Brasil e aqui continua firme e forte. Olhe só o que ele contou pro programa:

 

1) Concorrência no Mundo Virtual
Bom, isso é muito relativo porque varia da forma que a pessoa considere “concorrência”. Vamos usar como exemplo as premiações. Quase todo ano, colegas e amigos muito próximos daqui do MV concorrem nas mesmas categorias que eu. No ponto de vista “competitivo” somos “concorrentes”, mas a gente não pensa assim um do outro. Mas dizer que não existe competição no MV? Com certeza existe sim! Da mesma forma que existe em qualquer outro lugar, é lamentável por um lado porque todos têm talento, mas muitos deixam isso subir pra cabeça.

2) O Mundo Virtual brasileiro e o latino: semelhanças e diferenças
Apesar de todo mundo pensar que eu pago pau pra gringo, eu acho o MV brasileiro melhor porque eu percebo que eles têm mais carinho até mesmo nas divulgações de suas obras. O MV latino é muito restrito, eles não abrem as portas para novos públicos e dificilmente eu vejo eles divulgarem suas obras com a mesma intensidade e carinho que os autores daqui do Brasil.

3) Melqui, o multiartista: ator, escritor, Youtuber e muito mais
Hahaha, é difícil falar a respeito de mim mesmo. Mas eu me considero uma pessoa multifuncional quando se trata do ramo artístico. Agora qualquer outra coisa que todo mundo consegue fazer, eu já não consigo, e às vezes são coisas até simples. Mas eu gosto muito do meu trabalho e daquilo que eu faço, se não fosse por isso eu não estaria aqui hoje.

4) Como é chegar aos 30 anos
Com muitas dores, claro (kkkkkkkk). Brincadeiras a parte, ainda tá difícil pra mim aceitar tudo isso. Tipo, eu tô chegando aos 30 anos sem ter realizado nem metade daquilo que eu planejei, confesso que esse ano me peguei em várias crises de ansiedade por conta
disso, sou um homem adulto de 30 anos, mas com muita coisa pra aprender sobre a vida ainda. Vamos ver como eu vou me sair nessa nova fase (hehe).

 

1) Marcos Vinicius
Além de ser um grande escritor, um grande amigo. E me admira muito a força de vontade que o Marcos tem e ainda ter energia pra tomar conta da filhinha dele, isso é genial.

2) Gloria Amparo (administradora do Portal Glook)
Uma fofa que eu amo de todo o meu coração. Ela é como uma mãe pra a gente do MV latino, sempre me tratou super bem e tenho uma enorme admiração e respeito por ela.

3) Francisco Siqueira
Acho que o Francisco é a prova de que mesmo quando a gente discorda de alguns temas específicos, sempre mantemos o respeito em primeiro lugar e essa é uma virtude que o Francisco tem que não é para muitos, ele realmente é uma pessoa que não mede esforços quando quer conseguir algo, mas sempre mantém uma postura admirável diante de situações até mesmo embaraçosas. Traduzindo: um gentleman!

 

Muito obrigado pela participação, Melqui! Desejo tudo de bom nessa nova fase da sua vida e também muito sucesso com as próximas histórias.

 


 

CYBERTESTE

 

Sim, hoje tem um novo Cyberteste para desafiar você. Com uma novidade: questões de verdadeiro e falso junto com as de múltipla escolha.

 


 

TOP TOP

 

Um novo quadro? Sim!!! O Top Top agora faz parte do Backstage. Aqui peço para um convidado escolher o que fazer com apenas uma das opções, dependendo do que eu perguntar. Por exemplo: dos seus ídolos, com qual você gostaria de conversar primeiro; que novela ou série virtual de outro autor você gostaria de fazer uma releitura.

Pensando nisso e aproveitando o título do quadro, chamei para a estreia aquela que foi elogiada no fim de 2020 como “Autora Top” — e isso causou uma polêmica do tamanho do Brasil, como expliquei em fevereiro aqui no programa. Enfim, aí vem Débora Costa.

 

1) Você já escreveu releituras das novelas A Fábrica (1971) e O Primeiro Amor (1972), além de adaptar A Próxima Vítima (1995) em duas ocasiões – uma novela na Widcyber e uma fanfic em vídeo. Se tivesse vontade e oportunidade de fazer releitura das obras abaixo, qual faria primeiro e por quê?

Antônio Maria (1968)
Nino, o Italianinho (1969)
Meu Primeiro Baile (1972)
Rainha da Sucata (1990)

Antônio Maria, porque da mesma forma que o enredo de A Fábrica me encantou, o dessa novela também.

 

2) Você é fã de coisas antigas, das quais fazem parte seriados como Chaves e Zorro (com Guy Williams) e programas como Os Trapalhões. Se tivesse a oportunidade de voltar no tempo e de visitar os bastidores de alguma obra, a qual você iria primeiro e por quê?

A Fábrica
Chaves
Os Trapalhões
Zorro

Eu amo todas essas opções e adoraria visitar os bastidores de todas! Mas tem uma série que eu amo e não está na lista, O Incrível Hulk, e olha eu passaria um bom tempo conversando e paquerando o Bill Bixby (kkkkkk), da mesma forma que faria com Guy Williams.

 

3) Você tem um amigão em casa, que é o Leon, simplesmente o pet mais amado do Mundo Virtual — adoro! Se um dia você encontrasse uma cachorrinha à porta da sua casa, quisesse adotá-la e colocá-la como companhia para o Leon, mas tivesse um bilhete junto dizendo para você dar a ela o nome de uma de suas personagens, qual seria a escolha?

Giane
Liz
Luna
Rayssa

Luna! (kkk) Combina, né? Leon e Luna.

 

4) Você é fã da Aracy Balabanian, da Sandy, do Sílvio de Abreu e do Pedro Mariano. Se tivesse a oportunidade de escrever uma novela baseada na vida de um deles (só um), quem você escolheria e por quê?

Com certeza, Aracy Balabanian. Ela tem uma história belíssima, e seria uma honra adaptar para o cinema. Ops, adaptar para a TV.

 

5) Imagine que você acaba de ser contratada por uma emissora de TV para colocar uma novela sua pro ar. Qual você escolheria primeiro e por quê?

E Vamos À Luta!
Falso Amor
Hierarquia
Insensatez

Essa é difícil, amo todas, mas o público iria adorar ver Insensatez, e por isso eu escolheria ela.

 

6) Que obra alheia você gostaria de escrever uma versão sua e por quê?

Juízo Final, de Weslley Vitoritti
Selvagem, de Miguel Rodrigues
Senhora do Sertão, de Lyvia Peroba
Triângulo Amoroso, de Henzo Viturino

Triângulo Amoroso, porque a forma de o Henzo escrever é parecida com a minha, e a história é muito boa.

 

7) Agora o contrário: quem você gostaria que adaptasse uma novela sua e por quê?

Coisas da Vida por Lyvia Peroba
Excelsior por Cristina Ravela
Falso Amor por Tai Andaluz
Insensatez por Marina Kilikiki

Tai Andaluz, porque ela é a minha colaboradora e ela entende muito a minha forma de criar histórias. Ela segue o mesmo raciocínio que eu.

 

8) Última pergunta. Cite quatro novelas ou séries do MV, sem contar as suas, que você gostaria de ver na TV e escolha um par de atores para cada obra.

A Escudeira
Kaira – Isabelle Drummond
Odinsheir – Alexandre Nero

Escândalo
Lilian – Cléo
Ruggero – Reginaldo Faria

Estaca Zero
Érica – Flávia Alessandra
Henrique – Marcelo Serrado

Flor do Campo
Terna – Juliana Paiva
Artur – Arthur Aguiar

 

Obrigado pela presença, Débora! Adorei as respostas, estão muito boas. Será que os autores gostaram das suas escalações nas obras deles? Não sei, mas digo que você pensou igual a mim ao imaginar um rosto para Ruggero. Também escolheria o Reginaldo.

E uma coincidência à parte: hoje, dia 18, é aniversário do cantor Pedro Mariano. Parabéns! Que tal um hit dele, leitor(a), pra animar o Backstage?

 


E assim termina o Cyber Backstage de hoje. Tenha uma ótima semana e leia bastante, pois, como diz o clichê pra lá de verdadeiro, a única coisa que não podem tirar da gente é o conhecimento, a cultura. Leia livro, gibi, jornal, receita culinária, bula de remédio, folheto de supermercado, pela internet; o importante é aprender algo novo. Ah, e com muita saúde, claro. Até a próxima!

 

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

LEIA MAIS DESTE CONTEÚDO:

  • Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

    >
    Rolar para o topo