CENA 1 – SALA DE ESPERA, HOSPITAL

Antônia chega ao hospital.

ANTÔNIA (Gritando) – Cecília, cadê minha mãe?

Cecília abraça a irmã.

CECÍLIA (Chorando) – Calma Antônia, você precisa ficar calma.

ANTÔNIA – Eu não consigo ficar calma, eu preciso ver minha mãe.

CECÍLIA – Precisamos ficar calmas, é necessário.

ANTÔNIA – Cecília, o papai não estar aqui?

CECÍLIA – Não consegui falar com o pai ainda.

ANTÔNIA – Vou tentar falar com ele.

Corta pra…

CENA 2 – CASA DA MARTA, COZINHA, BH

Amanda está na cozinha preparando o almoço da Marta.

Marta entra na cozinha…

MARTA – Bom dia Amanda

AMANDA – Bom dia dona Marta, dormiu bem?

MARTA – Dormi muito bem, só ainda não consigo entender, o porquê o Osmar insiste em.nos levar para a cidade de Nova Lima.

AMANDA – Eu tenho muito medo do Doutor Osmar.

MARTA – Será que ele acha que vou querer tomar o hospital dele? Ele sabe que eu não quero mais aquele hospital.

AMANDA – Eu também não entendo dona Marta, mas continuo com medo.

Corta pra…

CENA 3 – MERCADO BRASILIANO, NOVA LIMA

Rodrigo e Diana estão fazendo compras e o celular do Rodrigo toca.

DIANA – Não vai atender?

RODRIGO – É mesmo necessário?

DIANA – Quem é?

RODRIGO – A Antônia, não tem nem uma hora que a Cecília me ligou, será que aconteceu alguma coisa?

DIANA – Acho melhor você ir lá fora e atender.

RODRIGO – Tudo bem.

Rodrigo vai até a porta do Mercado e atende o telefone.

ANTÔNIA – Pai eu preciso do senhor.

RODRIGO – Antônia, se acalma e me conta oque houve.

ANTÔNIA – Ah mamãe…

RODRIGO – Oque aconteceu com sua mãe?

ANTÔNIA – Ela levou um tiro.

RODRIGO – Antônia, onde você está?

ANTÔNIA – Estou no hospital pai, vem pra cá.

Corta pra…

CENA  4 – CASA DE REPOUSO, SALA DA DIREÇÃO.

Flora e Osmar chamam o Joel em sua sala para acertar todos os detalhes.

OSMAR – Joel, hoje mesmo você vai pra Belo Horizonte, e amanhã, a Marta e a Amanda serão internadas.

FLORA – Joel, desiste de internar sua irmã.

JOEL – Que loucura é essa? Deixar de ser bem.de vida, por causa de uma irmãzinha qualquer?

FLORA – Acorda! Dinheiro não é tudo na vida não.

OSMAR – Cala a boca Flora. Não tente.colocar coisas na mente do rapaz.

JOEL – Sei muito bem do que eu topei fazer, então não me arrependo.

OSMAR – Pronto Joel, vai agora mesmo para BH.

Corta pra…

CENA 5 – HOSPITAL MANSO DIAS, SALA DE ESPERA

Rodrigo chega ao hospital.

RODRIGO – Minhas meninas…

Antônia abraça o pai.

CECÍLIA – Eu preciso do senhor como eu nunca antes precisei.

ANTÔNIA – É tudo culpa da Cecília, se não tivesse ido naquela padaria maldita com a mamãe, nada disso teria acontecido.

RODRIGO – Então tudo isso aconteceu naquela padaria?

CECÍLIA – Sim meu pai, um carro parou por bastante tempo, achamos até estranho…

RODRIGO – Sim, continue.

CECÍLIA – Ai do nada meu pai, um tiro acertou a mamãe, quando fui ver, não tinha mais carro nenhum.

ANTÔNIA – Culpa dessa imunda, se eu perder minha mãe eu acabo com você.

CECÍLIA – Se eu perder minha mãe, eu vou até o inferno, mas acabo com a vida de quem fez isso.

RODRIGO – Antônia, seja madura pelo menos uma vez na vida, eu só te peço isso.

O MÉDICO ENTRA NA SALA..

RODRIGO – Então Doutor, ela vai ficar bem?

MÉDICO – Fizemos o possível….

CECÍLIA (Chorando) – Não Doutor, não!

ANTÔNIA (Chorando) – Eu não posso perder minha mãe.

RODRIGO – Doutor, eu pago todo dinheiro do mundo. Mas não deixa minha mulher morrer não, por favor.

MÉDICO – Eu lamento muito, mas a Rita não resistiu..

Cecília cai ajoelhada chorando.…

ANTÔNIA – É tudo culpa sua, sua imprestável.

ANTÔNIA VAI PRA CIMA DA IRMÃ E O PAI SEGURA.

RODRIGO – Antônia, por favor. Respeite esse momento.

Corta pra…

CENA 6 – CASA DE REPOUSO, REFEITÓRIO

Flora mostra a casa de repouso ao Osmar.

FLORA – Aqui é refeitório, onde todos os pacientes faz suas refeições juntos e no mesmo horário.

OSMAR – Parabéns Flora, quem diria que aquela garota de programa teria tudo isso.

FLORA – Eu já te disse que isso é passado. Então por favor não toque mas nesse assunto.

OSMAR (Sorrindo) – Desculpa ai Florinha..

O CELULAR DO OSMAR TOCA.

OSMAR – Alô?

RECEPCIONISTA – Boa Tarde Senhor Osmar, aqui é a Raissa, recepcionista do hospital Manso Dias, vim te informar que sua esposa Bárbara Fialho, sofreu um acidente de carro e acaba de dar entrada ao hospital.

OSMAR – Isso é algum tipo de brincadeira?

RAISSA – Não senhor, ele acabou de dar a entrada no Hospital Manso Dias, o senhor poderia vim pra cá, para acertar as formas de pagamento, porque aqui é um hospital partículas.

OSMAR – Meu nome é Osmar, o homem mais influente de Belo Horizonte, acha que não tenho dinheiro?

RAISSA – Eu não quis dizer isso Senhor Osmar.

OSMAR – Já estou indo, chego ai em alguns minutos.

Osmar desliga o telefone.

FLORA – Oque aconteceu?

OSMAR – Parece que a Marta sofreu um acidente, não entendi muito bem.

FLORA – Tomara que morra e queime no fogo do inferno.

OSMAR – Melhor eu ir indo.

FLORA – Posso te acompanhar?

OSMAR – Se você quiser.

Corta pra…

CENA 7 – CASA DE REPOUSO, NOVA LIMA

Joel puxa Vicente pelo braço e leva até a porta da casa de repouso.

VICENTE – Joel? Eu não estou entendendo..

JOEL – Antes de ir para BH preciso te contar..

VICENTE – Eu também quero te contar uma coisa..

JOEL – Então fala você primeiro..

VICENTE – Independente de qualquer coisa, não fique com raiva de mim..

JOEL – Tudo bem..

VICENTE – Eu estou louco pirado em você.

JOEL – Isso é sério ou está cantando a música?

VICENTE – Acha mesmo que estou brincando?

JOEL – Então depois falamos sobre isso, preciso te contar logo, não aguento mais.

VICENTE – Então conte logo..

JOEL – A Flora e o Osmar…

VICENTE – O’Que tem eles?

JOEL – Eles são seus pais!

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

Leia mais Histórias

>
Rolar para o topo