Falsas Juras – Capítulo 2

Escrito por
Wagner Nascimento

Cena 1- Mansão Sodré / Sala / Int / Noite

Tânia abre a porta para Jéssica. Na sofá Heloísa folheia uma revista.

Jéssica: Boa noite! – sorri.

Heloísa se levanta: Jéssica, que bom te ver!

Jéssica: Passei aqui para ver como estava. Mas parece que ja esta bem melhor, seu rosto
ja tá bem corado!

Heloísa: Acho que me ocupar era o que precisava, passei o dia na loja e me distrai um
pouco. Mas ainda sinto falta do Ivan!

Jéssica: Eu sei, mas aos poucos você vai conseguir superar isso!
Heloísa: Assim espero!

Jéssica: Mas como foi o dia na loja?

Heloísa: Digamos que uma experiência nova, conheci os funcionários, os diretores…
Gostei! – sorri

.
Jéssica: Isso ai amiga. Fico feliz por te ver feliz. Bem, eu terei que ir tô super
cansada, o dia no centro hoje não foi dos melhores!

Heloísa: E a competição, vai demorar?

Jéssica: Não temos data ainda, mas enquanto isso o Fernando tem que entrar em forma!

Heloísa: Boa sorte!

Jéssica: Pra nós duas! – sorri – deixe-me ir! – ela da um beijo na amiga! – até amanhã!

Heloísa: Até amiga!

Jéssica sai.

Tânia: O jantar está pronto senhora!

Heloísa: Já estou indo Tânia, só vou tomar um banho. Pode ir colocando a mesa!

Ela sai.

Cena 2- Ponte Quebrada / Ext / Noite

Liandra anda sorrateiramente por uma rua escura, ela olha atentamente para os lados e
encontra um varal com algumas roupas estendidas. Corta para Liandra já dentro do quintal,
ela pega umas peças de roupa, escuta um barulho e se esconde, após se certificar de que
não tem ninguém por ali ela sai de detrás de um arbusto já vestido na roupa. Close no seu
olhar.

Liandra: Chegou a hora de sair desse lugarzinho medíocre. Mas ele que me aguarde, eu vou
dar a volta por cima e a primeira pessoa que eu irei pisar será nele!

Ela sai pela rua.

Corta para

Cena 3- Apto de Felipe / Quarto / Int / Noite

Felipe entra no quarto com uma taça na mão. Apenas de cueca e usando um hobby ele se
senta na cama, bebe um pouco do líquido. Close em seus olhos.

Felipe: Heloísa, linda, rica, viúva… – ele coloca a taça num móvel – a porta de entrada
para o mundo melhor. Sim ou com certeza? – ele sorri se jogando na cama – eu preciso
conquistar essa mulher!

Em Felipe decidido a conquistar Heloísa corta para

Cena 4- Rio de Janeiro / Ext / Manhã

Ao som de Tim Maia – Azul da cor do Mar surge um novo e lindo amanhecer na cidade
maravilhosa. Aos poucos as praias começam a se encher. Close geral da cidade.

Letreiro: Dias Depois

Corta para

Cena 5- Apto de Aline / Sala / Int / Manhã

Aline vem falando ao celular.

Aline (ao cel): Eu não quero saber se isso vai afetar o caralho do inferno, tá me
entendendo? Eu não quero dar esse divórcio… Eu já falei que não vai ter acordo nenhum e
se você não fizer o que eu quero eu já vou avisando que dispenso os seus serviços! – ela
desliga.

Cauã que estava na sala encara a mãe.

Aline: O que foi Cauã? Não venha dizer que eu não devia ter feito isso. Não sei porque
você insiste em ficar ao lado do seu pai!

Cauã: Eu não estou falando nada mãe, mas precisa mesmo tudo isso? Se o papai quer o
divórcio o que custa dar isso a ele?

Aline: Ele quer, mas eu não. E não adianta insistir nisso. Eu não vou dar divórcio. Eu
tenho uma imagem por zelar!

Cauã: Que imagem mãe, a senhora vive aqui dentro de casa!

Aline: Minha imagem sim, Cauã. O que as outras pessoas do condomínio irão falar se souber
que eu sou uma divorciada?

Cauã: Fala sério mãe, estamos em pleno século XXI, isso é coisa do século XIX!

Aline: O povo diz que não tem nada em nós sermos divorciado nos dias de hoje, mas, eles
tem sim um certo preconceito. E eu ainda amo seu pai, e não vou dar esse divórcio!

Cauã: Eu tô indo pro colégio!

Aline: Cadê o beijo da mamãe?

Cauã: Mãe, eu não sou mais criança!

Aline: Quer dizer que agora não tem mais beijo?

Cauã: Está bem, está bem!

Ele da um beijo na mãe.

Cauã: Até mais tarde!

Aline: Até filho!

O garoto sai. Aline senta no sofá.

Aline: Eu prefiro atormentar a vida dele até o fim da minha vida do que assinar esse
divórcio!

Corta para

Cena 6- Apto de Kelly e Tomás / Sala / Int / Manhã

Kelly vem do quarto muito bem trajada. Na sala Tomás está deitado no sofá.

Kelly: Não vai pra agência hoje?

Tomás: Mais tarde, deixei tudo lá por conta da Aída!

Kelly: Você chegou tarde ontem…

Tomás se levanta: É, eu me estendi do trabalho e passei num barzinho em Copacabana para
tomar algo!

Kelly: Isso tá ficando mais frequente ultimamente!

Tomás encara a esposa: Onde você tá querendo chegar, Kelly?

Kelly se senta ao lado do marido: Eu preciso te fazer uma pergunta e quero que seja
sincero comigo!

Tomás: O que foi Kelly? Você tá sabendo de algo que eu não sei?

Kelly: Você ultimamente tem chegado tarde. Tá frio na cama, tem se distanciado… Você
tem outra é isso?

Tomás fica pasmo: O… O que que é isso Kelly? – ele se levanta.

Kelly: Porque você ficou nervoso Tomás?

Tomás: Eu? Nervoso?

Kelly encara o marido.

Corta para

Cena 7- Lojas Demétrio’s / Sala da presidência / Manhã

Batem na porta, Felipe entra com um sorriso.

Felipe: Dona Heloísa?

Heloísa sorri: Apenas Heloísa por favor. Sem formalidades!

Felipe: Está se acostumada em ser presidente da loja?

Heloísa: Olha, já estou até indo bem, digamos que estou me acostumando aos poucos!

Felipe: Que bom! -sorri – mas porque me chamou aqui?

Heloísa: Eu tenho te acompanhado durante esses dias, você sempre esteve ao meu lado me
dando muito apoio!

Felipe: É o meu dever como funcionário!

Heloísa: Mas nem todos se dedicam tanto como você! – sorri – e por isso eu resolvi te dar
uma promoção!

Felipe radiante: Uma… Promoção?

Heloísa: Você merece, tem se mostrado muita competência. Quero que você seja meu novo
diretor geral do grupo Demétrio’s. Isso se você aceitar claro!

Felipe feliz: Mas… Mas é claro que eu aceito. É tudo que eu mais quero!

Heloísa: Então seja bem vindo ao seu mais novo patamar!

Felipe: Muito obrigado dona Heloísa!

Heloísa: Você merece!

Felipe vai saindo.

Heloísa: Felipe…

Felipe se volta: Sim?

Heloísa sorri: É apenas Heloísa, OK?

Felipe sorri: Tudo bem, HELOÍSA!

Felipe sai, Heloísa encara a porta por um tempo com um sorriso. Ela se senta na sua
cadeira.

Heloísa: Felipe, um bom homem!

Corta para

Demétrio’s / Administração / Int / Manhã

Felipe chega todo sorridente.

Letícia: Posso saber o motivo desse sorriso, Felipe?

Felipe abre os braços: Você está falando com o mais novo diretor geral do grupo
Demétrio’s!

Letícia: Não me diz que foi promovido? – Felipe faz que sim com a cabeça – eu não
acredito nisso,já faz sete anos que estou aqui no empresa e você tem mal seus seis meses
e já teve uma promoção?

Felipe: É minha amiga, a vida é boa com uns e ruim com outros. Mas a sorte virou pro meu
lado! – sorri.

Letícia: Uma injustiça isso sim!

Felipe: Bem, só sei que eu estou me mudado para a minha própria sala! – ele sorri.
Letícia o encara indignada.

Cena 8- Apto de Kelly e Tomás / Int / Manhã

Tomás continua fitado na esposa. Que o encara.

Kelly: Então Tomás, vai me contar o que está acontecendo sim ou não?

Tomás: Você está vendo coisa onde não tem Kelly, não vê que isso é paranoia de sua
cabeça?

Kelly: Olha Tomás, eu me casei com você porque te amo. Se eu ao menos desconfiar de que
você está me traindo eu juro que acaba com esse casamento!

Tomás: Não precisa ficar nesse estado meu amor. Pode confiar em mim, eu te amo!

Kelly: Eu confio em você Tomás, mas você agiu de uma forma estranha…
Tomás: Eu só estou um pouco cansado, só isso!

Kelly: Espero realmente que seja apenas isso. Bem, eu estou indo pra Tuquinha volto a
noite!

Tomás: Tudo bem, já, já também estarei indo para a agencia!

Ela o beija e depois sai. Tomás da um suspiro aliviado.

Corta para.

Cena 9- Rua atrás da Demétrio’s / Ext / Tarde

Felipe olha para um lado e para o outro se certificado de que ninguém o observava. Ele
caminha até um homem que estava a sua espera.

Felipe: Tem certeza que ninguém te viu entrar aqui?

Homem: Você quem deve ter certeza de que ninguém te viu entrar aqui!

Felipe: Não se preocupe, ninguém me viu entrar aqui!

Homem: Então, qual é o baguio?

Felipe: É o seguinte, tá vendo essa foto aqui – ele mostra uma foto de Heloísa – você vai
ter que simular um assalto. Mas não é para machucá-la entendeu? Quero que você pegue a
bolsa dela ou algo do tipo, é daí que eu entro e tenho que sair como herói!

Homem: Então você quer impressioná-la. É isso?

Felipe sorri: Exatamente!

Homem: Pode deixar, vou fazer exatamente como você me disse!

Felipe: Acho bom. – ele tira um dinheiro do bolso e entrega ao homem – aqui está um
adiantamento, a outra parte pago depois do combinado!

Homem: Ok!

Felipe: Agora vá, ninguém pode nos ver aqui. Vá!

O homem sai. Felipe sorri.

Felipe: Tenho certeza que a viuvinha vai ficar na minha! – sorri.

Ele sai. De detrás de uma mureta Liandra estava a observar tudo, ela sorri.

Cena 10- Lojas Demétrio’s / Ext / Fim de tarde

Heloísa sai com o celular na mão. Ela olha algo e depois encara a rua.

Heloísa: Cadê o Durval que não aparece? – ela olha no relógio – será que ele vai se
atrasar?

O homem que estava conversando com Felipe se aproxima, de longe Felipe observava.

Heloísa vai descendo a escada, o homem avança na bolsa dela e sai correndo.

Heloísa: Um assalto. SOCORRO!

Felipe chega correndo, ele vai atrás do homem e consegue alcançá-lo. Ele derruba o homem
e pega a bolsa.

Felipe sussurra: Foge, depois me procura!

O homem se solta e sai correndo. Felipe retorna até Heloísa.

Felipe: Heloísa, sua bolsa!

Heloísa: Ai meu Deus, ainda bem que você conseguiu recuperar. Obrigado Felipe, você
colocou sua vida em risco!

Felipe simpático: Não foi nada, eu agi por impulso. Não conseguir me controlar ao vê-lo
pegar sua bolsa daquele jeito!

Heloísa: Mais uma vez obrigado! – o carro dela chega – preciso ir, mas fico te devendo
essa!

Felipe: Não foi nada! – sorri.

Heloísa entra no carro que sai. Felipe coloca as mãos no bolso.

Felipe: O primeiro passo já foi dado, e lá se vai eu rumo ao dinheiro! – sorri
satisfeito.

Liandra se aproxima: Satisfeito o Felipe?

Felipe se vira surpreso: Eu… Te conheço?

Liandra: Não, mas acaba de conhecer. – ela estende a mão – prazer, Liandra! – ela sorri
com ironia.

Felipe permanece imóvel: Desculpe mas eu não tenho tempo para ficar batendo papo com…
Você! – ele a olha com desdém depois das costas.

Liandra: Será que o ladrão que tentou roubar a madame não tinha um mentor por trás?

Felipe se volta: Como é?

Liandra: Eu sei muito bem que você está por trás desse assalto a madame. Vi muito bem
quando você estava conversando com ele!

Felipe a segura pelo braço: Você ficou maluca garota?

Liandra: Não, estou em meu estado de memória perfeito! – sorri.

Felipe: Você acha que eu tenho medo de você? Não – sorri – ninguém vai acreditar numa
pobretona igual você!

Liandra: E se eu procurar seu cúmplice, tendo certeza que se eu oferecer uma grana maior
a ele, ele abre o jogo todinho!

Felipe fica intimidado. Liandra sorri, Felipe a solta.

Liandra: Você sabe pensar! – sorri.

Felipe: O que você quer em?

Liandra sorri: Agora estamos falando a mesma língua!

Felipe fica sem palavras.

No sorriso de Liandra. Corta para

Fim do Capítulo 2

-” ”>-‘.’ ”>

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

Leia mais Histórias

>
Rolar para o topo