capa casa

VOCÊ ESTÁ LENDO

Casa dos Autores – 1×04

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Olá, Mundo Virtual!

Estamos começando mais uma edição do nosso reality! Hoje tem eliminação, nova prova do protagonista e uma dinâmica diferente que gerou conflitos na casa

Está no ar a…

 

Vamos começar vendo o que rolou após a formação da figuração!

 

— DIA 10 —

DOUGLAS – Poxa, figuração dupla é difícil… Boa sorte aos dois.

OSWALDO – Obrigado.

LEONARDO – Poe difícil nisso.

DOUGLAS – Espero que a próxima prova não seja em dupla!

OSWALDO – Concordo.

ALLAN – Ao pessoal que tá na figuração, boa sorte, viu? Tá sendo muito bom ter essa troca com vocês, independente das decisões que é preciso tomar num reality.

— DIA 12 —

SELMA – O reality flopou…

OSWALDO – O que houve?

SELMA – Ninguém conversa, não há trocas…

DOUGLAS – Na verdade falta vocês conversarem mais, por que eu sempre tô por aqui, mas ninguém reponde, não falam nada… Se tá flopando é por culpa nossa mesmo.

LEONARDO – Acho que tem dias que o pessoal fala e tem dias que não… É assim.

 

Depois de alguns dias de flop… 

O dia seguinte foi marcado por uma nova dinâmica que trouxe algumas discussões a tona.

Douglas e Oswaldo, que demonstraram dificuldades na prova em dupla, falaram abertamente sobre isso pela primeira vez.

João Paulo, assim como Luna Araújo, que desistiu no programa passado, relatou insatisfação com a crítica nas provas.

E César e Selma acabaram se estranhando…

 

— DIA 13 —

TALES – Boa noite, autores! Quero fazer algumas perguntas pra vocês hoje. Espero que todos participem!

LEONARDO – Eita!

TALES – Começando pelos protagonistas.

        • Depois de você, quem é o autor mais forte da competição?
        • Nosso reality terá dois finalistas. Com quem você gostaria de competir na final?
        • E quem você acha que é o jogador mais fraco, que não tem chances de chegar à final?

LEONARDO – O autor mais forte no jogo é o Douglas. Ele tem um aparato técnico na escrita que é impressionante! E é claro que vou querer o Allan na final comigo, meu parceiro na prova. E me desculpe o Oswaldo, acho que você tem muito pouca técnica na escrita, acho que precisa evoluir um pouco. Precisa de algo a mais!

ALLAN – Acho o Douglas mais forte. Gostaria de ir pra final com o César e acho o João Paulo o jogador mais fraco, mas posso me surpreender com o decorrer do jogo…

JOÃO PAULO – Pelo menos eu sei a diferença entre um roteiro e um argumento, né

LEONARDO – Eita.

ALLAN – Acho que nunca é tarde né… Se erro, tenho a chance de concertar/melhorar. Nunca é tarde pra ir aprendendo com meus erros, faz parte da vida e tudo bem… Só sigo!

JOÃO PAULO – Mas quando a gente entra numa competição sobre uma coisa específica, o básico do básico a gente tem que saber, né.

LEONARDO – Eu posso ser desatento e desligado, mas fraco, jamais!

JOÃO PAULO – Cuidado que você vai escrever uma sinopse e vão avaliar como argumento.

LEONARDO – Tô na chuva pra me molhar. Se não gostarem da história, não posso fazer nada, apenas respeitarei a opinião.

JOÃO PAULO – Ah claro, você faz uma coisa e avaliam como outra. Parabéns, continua assim sem reivindicar.

LEONARDO – E você quer que eu discuta com a crítica?

JOÃO PAULO – Querido, ninguém é inseto de erros, seja crítica, seja a rainha da Inglaterra. As regras do jogo são claras: uma sinopse de uma página e não um argumento. Se você lambe a bota de qualquer um pra ganhar mijo problema é seu. Eu não escrevo pra passar tempo ou pra me distrair, eu levo a escrita como meu trabalho, tanto que eu sempre tô estudando sobre o assunto e procurando melhorar. Eu sei o valor do meu trabalho, sei o valor do trabalho do meu colega.

LEONARDO – Eu não conheço os críticos, não faço ideia de quem são. Não preciso lamber botas de ninguém pra ganhar alguma coisa aqui. Você nem me conhece e está tirando conclusões bem precipitadas. Agora discutir com quem te avalia é o mesmo que dá o tiro no próprio pé. Você está se alterando atoa.

JOÃO PAULO – Eu estou calmíssimo…

TALES – Hora dos figurantes da semana responderem. Oswaldo e Selma.

OSWALDO – Acho que o jogador mais forte é o Douglas e gostaria de ir pra final com ele também. E o jogador mais fraco é o Leonardo.

SELMA – Jogador mais forte é o João Paulo. Queria o César na final comigo. E o mais fraco é o Oswaldo.

JOÃO PAULO – Olha, não é por nada não, mas o jogador mais forte na minha opinião, depois de mim é o César. E não só por causa da escrita, mas porque ele pensa nisso como um jogo também. Entende? Eu gostaria de ir para a final com ele? Sim, eu gostaria de ir com ele. E o jogador mais fraco, bom, como um dos jogadores que eu achava fraco desistiram… Eu acho o Oswaldo um dos mais fracos.

TALES – Hora do Douglas, citado pela maioria como o jogador mais forte, responder também.

DOUGLAS – Primeiro quero agradecer a todos pelos elogios. Acho o César um jogador forte, pois dos textos que li e tem grandes textos dos outros colegas, mas a forma de escrita dele é sensacional. Me identifiquei bastante com o JP, porém o César pra mim é mais forte… Gostaria de pra final com o César também pois além de ter se tornado um grande amigo meu aqui no jogo é um cara de um talento imenso! Não que seja fraco, mas acho o Oswaldo se atrapalha um pouco na forma de empregar suas ideias na hora de montar uma história… mais tem futuro só basta ser um pouco menos afobado.

OSWALDO – Bom Diogo, sou atrapalhado. Obrigado pela sinceridade, sou muito ruim de empregar ideias… Se eu tivesse no seu lugar como protagonista, jamais escolheria uma pessoa assim como dupla!

DOUGLAS – Primeiramente é Douglas e não Diogo. Até pra rebater uma crítica você é assim.

OSWALDO – Eu errei o nome. Você errou o parceiro kkkk.

DOUGLAS – Outro ponto, escolhi você achando que seria o JP. E não tinha como eu julgar seu trabalho antes de conhecê-lo… Como conheci de forma direta, trabalhando com você nessa última prova, tenho propriedade em dizer que sim, você se atrapalhou. Um trabalho que era pra ser em dupla praticamente você que fez e eu tentei apenas concertar o que não estava de acordo. Te procurei todos os dias para conversamos sobre a prova e você disse que já tinha uma ideia e me mandaria. Quando me mandou, faltava 6 horas pra entregar a prova, e o que fiz foi apenas tentar entregar algo com um pouco mais de qualidade. Grotesca essa sua postura.  Não tenho nada contra você, apenas fiz uma crítica construtiva a seu respeito, porque me senti na propriedade de dizer de alguém que trabalhei e observei alguns pontos.

TALES – César também foi mencionado como melhor jogador.

CÉSAR – Tá osso para eu kkkk. O jogador mais forte, pelo que vi sou eu né. Não poderia ser diferente! Só que admiro e respeito o trabalho de todos os autores como um geral. Em especial, os textos do Douglas e do João Paulo, são de altíssima qualidade. Com quem eu gostaria de disputar a final… Difícil em!  Queria que fosse com o Oswaldo, mas como ele deixará o jogo em breve né, uma pena… Douglas e o João dois grandes medalhões, uma final com um deles seria simplesmente espetacular. O jogador mais fraco e que não chegará à final… Então, a Selma faz um papel muito bom na figuração!

JOÃO PAULO – Ai, César, eu te amo! Não por ter me escolhido, mas por servir entretenimento!

DOUGLAS – Ele é demais mesmo.

SELMA – Vou arrasar no plim plim mesmo, César.

CESAR – Figuração pra você é o que não vai faltar.

SELMA – Figuração quem faz é quem te abandonou recém-nascido na boca de fumo, meu amor.

JOÃO PAULO – Nossa, que pesada. A gente não põe família no meio não.

SELMA – Tô bêbada.

CÉSAR – Sou seu amor não, alecrim dourado.

SELMA – Ainda bem que não. Sou mulher de bom gosto.

CÉSAR – Já acabou, Jéssica?

SELMA – Meme de 2015. Uó hein?

LEONARDO – A baixariah.

CÉSAR – Uó na verdade é você. Faltou capim no pasto essa semana.

SELMA – É o que os fracos dizem…

CÉSAR – Autorreferência é tudo!

SELMA – Olha amor, eu tenho costume de fazer barraco. Você aguenta o rajadão?

CÉSAR – Boa noite, você me dá preguiça.

SELMA – Tu é chato pacas. Nem sabe zoar.

CÉSAR – Trabalha mais pra sair da figuração, Maria do Bairro.

SELMA – Pelo menos eu transo, querido.

CÉSAR – Fui!

 

Estamos começando a ver a posição de cada um no jogo de convivência…

E no dia seguinte, depois que os ânimos se acalmaram, foi o momento da eliminação da semana. Veja quem saiu da casa!

 

— DIA 14 —

DOUGLAS – Bom diaaa. Quem será que sai hoje?

JOÁO PAULO – O *******.

CÉSAR – Lá vem você… Sei não, viu?!

TALES – Votações encerradas!

LEONARDO – Eita!

TALES – Foram 36 votos. Oswaldo e Selma disputaram a preferência do público e quem sai hoje… Com 69,4% dos votos é… SELMA DUMONT!

CÉSAR – Selma, o que aconteceu aqui ficou aqui ok. Boa sorte de agora pra frente que você conquiste seus sonhos e alcance todos os seus objetivos.

TALES – Selma, muito obrigado pela sua participação e confiança! Sua interação com a casa e sua criatividade nas provas foram muito importantes para o programa. Você é uma autora incrível e tem muito sucesso pela frente! Valeu!

SELMA – Obrigada, beijos.

 

Depois dessa saída anticlimática…

Nossos 6 autores receberam as orientações para a próxima prova. E teve veto do protagonista! Mas o autor vetado não ficou com as mãos abanando…

Veja!

 

— DIA 14 —

TALES – Vamos dar continuidade pois a prova dessa semana será mais extensa. Mas antes, Allan e Leonardo têm uma ultima função como protagonistas. Vocês precisam vetar um autor de participar da próxima prova. O autor vetado não terá a chance de ser protagonista, mas terá um papel importante nas orientações da prova!

LEONARDO – Vamos vetar o João Paulo. Ele insinuou que fico lambendo botas dos outros para conseguir alguma coisa aqui e não preciso disso. Ele precisa me conhecer antes de falar qualquer tipo de asneira. Assim como ele é autor e  escreve sinopses de forma profissional, faço o mesmo. Agora a pessoa quer que eu confronte os críticos, aqueles que nos avaliam e dão notas? Pelo amor né? Bom senso é tudo.

JOÃO PAULO – Minha mão pra você!

TALES – Nessa prova, cada autor deverá escrever um CONTO. Ou seja, uma história no formato literário, com personagens e cenários reduzidos e um conflito único. Deverá ser um conto curto, de no máximo 5 PÁGINAS. E cada autor terá um gênero diferente para escrever. O responsável por distribuir os gêneros será o vetado, João Paulo. Você deve escolher 5 gêneros (romance, terror, ficção científica, drama e infantil) para os 5 AUTORES ( Allan, César, Douglas, Leonardo e Oswaldo).

JOÃO PAULO –  Allan: TERROR, César: DRAMA, Douglas: ROMANCE, Leonardo: FICÇÃO CIENTÍFICA e Oswaldo: INFANTIL.

TALES – Pronto! Gêneros definidos. Lembrando que todos os contos deverão ter um título, seguir fielmente o gênero definido e serem entregues até sexta feira às 19h!

 

Cada conto, um gênero!

E neste SÁBADO voltamos com a produção dos nossos autores! Também vamos receber um convidado muito especial para definir o protagonista e vamos formar mais uma figuração!

Espero vocês!

Atenção: A Widcyber tem a autorização do autor para publicar este conteúdo.

NAVEGAR

Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

Você também poderá gostar de ler:

>
error: Este conteúdo é protegido! A cópia deste conteúdo não é autorizada em virtude da preservação de direitos autorais.
Rolar para o topo