Boa noite meu povo querido, está começando mais um Cyber Show… Quanto tempo desde a última edição hein? E esse é o último programa do ano, que tá muito especial inclusive. Para começar vamos ao PAPO COM O HENZO, e quem eu convidei hoje? Ninguém mais, ninguém menos que a criadora desse quadro e de todo o programa, Débora Costa! Vamos ao papo!

Estou aqui de frente com a Débora Costa, tudo bem Débora?

Oi gente! Tudo ótimo, obrigada pelo convite.

Nós que agradecemos a sua presença. Débora, recentemente você deixou a equipe da Cyber TV, pode nos dizer os motivos?

Eu amo a Cyber TV, mas a nova regra de não poder usar imagens de atores não me agradou, porque buscar rostos sempre fez parte da criação das minhas histórias desde que tinha 15 anos, e não pretendo mudar isso agora.

Entendi Débora, e você já está em alguma nova emissora?

Sim, o João Carvalho da Megapro me fez uma proposta muito boa e eu aceitei.

Entendi. E você vai exibir Coisas da Vida lá?

Vou sim, estou trabalhando nela para que tenha o ritmo de Hierarquia e Insensatez.

Com certeza será show, e você pode contar um pouquinho da história pra nós?

Eu poderia, mas vai ter mudanças no enredo, então prefiro contar depois, quando tiver certeza de como vai ser.

Entendi Débora. E qual vai ser a sua função na MegaPRO

Além de autora de novelas também vou ser gerente de filmes.

Olha que chique ela gente. Débora em um dos programas do Failon, vi você falando de um projeto de fim de ano para juntar seus personagens, procede?

Era meu projeto na Cyber TV, é uma vontade que tenho em reunir os personagens de Hierarquia e Insensatez, principalmente os vilões Franco e Giane, vamos ver se ainda faço isso, posso até fazer no meu blog.

Bem legal Débora, estamos no aguardo de todos os seus projetos. Obrigado pela participação. Fica o espaço para as considerações finais.

Eu que agradeço o convite e mais uma vez obrigada ao Well que sempre apoiou todos meus projetos aqui. Beijinhos, fiquem com Deus.

O nosso papo de hoje tá ficando por aqui, mais o programa não e ainda vem muita coisa especial por ai… Hoje tem o quê? Retrospectiva de 2018 na Cyber… Não percam, é daqui a pouco no De Olho na Cyber.

*****

Olá, leitor(a)! Curtiu a entrevista com a Débora Costa? Nós do Cyber Show também adoramos. Sou Marcelo Delpkin e agora começa a segunda parte do especial Cyber Retrô. Se você perdeu a primeira parte, clique aqui. Vamos relembrar agora as novelas que deram o que falar em 2018. Como é de se esperar, teve de tudo: amores, intrigas, vinganças, risos, cancelamentos, finais felizes para os mocinhos e trágicos para os vilões.

No ar desde 18 de setembro, a novela de Wagner Jales é um grande sucesso! A história da órfã que é herdeira de uma mina de pedras preciosas colocou a audiência nas alturas e chegou até mesmo a superar a audiência do fenômeno Insensatez. O quarteto de mocinhos e vilões carismáticos (Benício, Rebeca, Eugênia e Ítalo) são uma atração à parte.

Como o título já diz, uma das novelas mais doces da Cyber TV em 2018. Esta teve de tudo que os leitores gostam: amor, ambição, intrigas e muitos ganchos deliciosos. A trama de Alberto Sant’Anna contava a história das primas Lígia e Carla. Enquanto a primeira ajudava a tia na preparação dos doces que Dulce vendia e trabalhava como secretária e modelo de sucesso, Carla só pensava em subir na vida usando de sua beleza e perversidade. Exibida entre abril e junho, também com excelente audiência.

O que você faria, leitora, se seu próprio marido sumisse com sua filha recém-nascida, por puro capricho da amante, e depois se ele internasse você por procurar sua filha desaparecida? O reencontro aconteceu após cerca de vinte anos, quando a filha já se tornara uma linda mulher. Este foi o mote da história de Pedro Félix exibida em 15 capítulos.

Novela de Wagner Nascimento exibida às 20h, esta trama contava a história de Heloísa Sodré. Mal enviuvou, e ela se envolveu com o pilantra Felipe, sem saber que ele só estava de olho na sua fortuna. Após o casório, ele e a amante Liandra planejaram matar a protagonista. Só que a tramoia deu errado, e Heloísa voltou disposta a se vingar. No final do enredo superenvolvente, os vilões são castigados e a mocinha se acerta com Exdras.


Esta forma o “quadrado de ouro” das novelas de 2018, ao lado de Doces Mentiras, No Rumo da Vida e Coroa de Diamantes. Com tempero mexicano de sobra e audiência estratosférica, este novelão de Débora Costa foi protagonizado pelas Irmãs Gouveia. Estas eram: a mocinha Rayssa, com toques de rebeldia e autenticidade; Fernanda, consolidada na carreira de empresária, mas totalmente indecisa em relação ao amor; e Giane, a mais louca e perigosa das três. Com muitas reviravoltas, alegrias e até polêmicas, Insensatez ficou no ar entre julho e setembro.

Novela de Nathan Freitas exibida às 19h no primeiro semestre. O ambicioso e mulherengo Daniel se casa com Sônia, uma jovem rica e completamente apaixonada por ele. Mas a vida dele começa a se complicar com a presença de Joana, governanta e confidente de Sônia. Os anos passam e Daniel se torna um empresário de muito prestígio. Até que as chantagens e a vingança de Joana põem sua reputação no buraco.

No ar desde 6 de agosto, a novela de Anderson Silva conta a história de jovens como Carla e Camila. A primeira engravida do namorado e é obrigada a lidar sozinha com a nova realidade de ser mãe. Pior: descobre que Felipe é seu “irmão”. Já Camila é obrigada a conviver novamente com a pessoa que mais a feriu na vida: sua própria mãe. Enquanto isso, Júnior se vê envolvido num triângulo amoroso com as amigas Adriana e Joana – tudo isto previsto pela própria mãe do rapaz, uma cartomante! Em 2019, Anderson virá com a segunda novela da saga: o musical Sua Canção.

 Exibida entre abril e julho, a novela de Marcelo Delpkin contava a história de Ivan, um pai que jurou vingar-se daqueles que levaram seu único filho, Mário, à morte. O principal alvo foi a ambiciosa e inescrupulosa Solange, noiva de Mário que roubou milhões de dólares da empresa em que ele trabalhava, e nada fez quando a culpa recaiu sobre ele. Pior: deu o golpe do baú na família dos patrões de Mário e fez novas vítimas.

Novela de Marcelo Maia exibida entre fevereiro e março. Se O Leão contava a história de um pai, Por Amor falava sobre o amor de mãe (mesmo que adotiva). A docente Bel fazia de tudo para adotar Biel e para manter sua escola da melhor maneira possível. Mas a vilã gananciosa Lubyanka (este nome foi tirado da participante do Masterchef?) tinha seus inúmeros planos para prejudicar Bel e os outros personagens. Uma curiosidade: todas as obras do autor têm 24 capítulos – inclusive sua próxima atração Ninho de Cobras, a estrear em janeiro de 2019.

Lyvia Peroba escreveu duas novelas em 2018. Em Recomeçar, Leonardo era um dedicado executivo que havia caído nas graças do patrão, Roberto. Mas o filho deste, Ulisses, não se conformava em ser preterido a favor do outro, e armou para que o rival fosse preso. Tempos depois, Leonardo conhece uma família simples e aprende a recomeçar sua vida. Já Senhora do Sertão contou a história da forte e decidida Ana Branca. Ela se apaixona a princípio pelo vaqueiro Dagoberto, mas se casa com o apaixonado Casemiro, com quem tem quatro filhos homens. O tempo passa, e ela se torna a maior fazenda de Sertão de Maria. Os diversos personagens da trama sonhavam com o milagre de chover naquele lugar de seca, e faziam até promessas para isso.

Triângulo Amoroso marcou a estreia de Henzo na Cyber TV. A novela contou a história de amor vivida pela estudante Isabella e pelo advogado Miguel. Alice, interessada nele e com total apoio da “sogra” Sophia, formou a última ponta do triângulo do título. Após muitas idas e vindas, o casal finalmente se acertou no fim da primeira fase. Ser Feliz tem como protagonista a jovem e sonhadora Helena. Inicialmente moradora numa favela, ela é baleada e fica paraplégica. É quando descobre ser herdeira da imensa fortuna de Augusto, dono de uma indústria de cosméticos (homenagem à Osíria de Insensatez). Mas ela tem que lidar com duas vilãs de peso: a ambiciosa Carolina e a perversa Marina.

Outras novelas exibidas em 2018: A Sociedade, Autopoiese, Cecília (bela novela literária e de época), Livre Para Amar, O Preço da Fama (e seu primeiro capítulo pra lá de picante), O Tempo Não Volta, Sagrado Coração e Sete Mares (a relação entre dois primos entre o amor e as drogas era muito boa!).

Começaram em 2017 e terminaram em 2018: Corações Partidos, Dois Destinos, Hierarquia (clássico de Débora Costa), Teu Amor e Vernissage.

Chegamos ao fim do nosso especial retrô 2018. Mas o Cyber Show ainda continua. Vai que é tua, Melqui!

Fala galerinha! Aqui quem fala é o Melqui Rodrigues e hoje na última edição do Cyber Show do ano estarei trazendo mais uma vez uma resenha sobre um filme nacional: Diário de um Exorcista Zero. Gravado em São Paulo pelo ator e cineasta Renato Siqueira. Confiram a resenha na íntegra:

E nós ficamos por aqui galera. Boas festas de fim de ano e fiquem com Deus!

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

  • Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

    Leia mais Histórias

    >
    Rolar para o topo