Você está lendo:

Capítulo 01

Numa linda manhã ensolarada, Cosme e Damião, caminham conversando pela estrada que dá acesso à lavoura de café da fazenda dos amigos sócios, Camilo e Pedro.

COSME: Mais um dia de labuta se iniciará nesta fazenda. Que corra tudo bem. Fim de colheita, vendas e negociações feitas pelos seus sócios.

DAMIÃO: É meu irmão! Que corra tudo bem. Que esta sociedade renda bons frutos no futuro dos sócios.

COSME: Muitos trabalhadores dependem desta colheita para sobreviverem.

DAMIÃO: Muitas dívidas foram feitas, confiantes numa boa colheita

COSME: Muito trabalho em jogo.

DAMIÃO: Muitas vidas em jogo.

COSME: Uma longa amizade em jogo.

DAMIÃO: Muito dinheiro em jogo.

COSME: Um amor jovem e bonito em jogo.

DAMIÃO: Que prevaleça tudo o que for bom.

COSME: A honestidade.

DAMIÃO: O amor.

COSME: A verdade.

DAMIÃO: A amizade.

E os dois seguem com suas enxadas no ombro, em busca da garantia do pão de cada dia.

(Na fazenda)

Logo ao raiar do sol, os sócios Camilo e Pedro, fazem uma ronda pela fazenda em um jipe. E durante o percurso conversam muito sobre a colheita e cumprimentam a todos que encontram pelo caminho.

CAMILO: Sabe meu amigo, essa nossa compra é o melhor investimento que a gente podia fazer.

PEDRO: Com certeza meu amigo. Eu, particularmente estou muito feliz e confiante que teremos um bom lucro com a venda do café.

CAMILO: Também estou amigo, o investimento na colheita foi grande, agora um lucro vai nos deixar mais ansiosos com a próxima colheita.

E encontram com dona Terezinha e param o veículo.

PEDRO: Bom dia dona Terezinha!

D. TEREZINHA: Bom dia, senhor patrão. O senhor está bem?

PEDRO : Estou sim! E senhora?

D. TEREZINHA: Estou vivendo. Cuidar da minha bebezinha da muito trabalho(Com uma boneca nos braços).

CAMILO: Bom dia dona Terezinha!

D. TEREZINHA: Eu já disse para o senhor outro dia, que eu não gosto do senhor.

CAMILO: Que isso dona Terezinha? Sou amigo também.

D. TEREZINHA: Seu olhar, passa uma energia ruim pra gente.

PEDRO: Agora vamos seguir nossa ronda dona Terezinha. Até mais .

Os dois seguem o caminho e dona Terezinha, fica parada olhando para eles e fala:

D. TEREZINHA: Esse Homem, do olho ruim, não me engana. Coitado do meu patrão! Que sócio foi arrumar. (e vai caminhando)

Camilo fala de dona Terezinha para Pedro.

CAMILO: Seria melhor se a dona Terezinha fosse para um asilo.

PEDRO: Que isso meu amigo? Ela é uma das moradoras mais antigas aqui dessa fazenda!

CAMILO: Ela está cada vez mais maluca.

PEDRO: Aqui tem muita gente e todos gostam dela. E todos estão sempre querendo ajudá-la. Os moradores da fazenda, cuidam muito bem de dona Terezinha. E falando em moradores, olha a dona Rosa e seu Bento.

CAMILO: Estes aí são outros, que também deveriam ir para um asilo. Já estão velhos demais pra ficarem andando por aí na fazenda.

PEDRO: Bom dia seu Bento! Bom dia dona Rosa!

BENTO: Bom dia seu Pedro! Como vai a família.

PEDRO: Tudo bem .

ROSA: Vamos chegar à nossa humilde casinha?

PEDRO: No momento não podemos, mas não faltarão oportunidades dona Rosa.

CAMILO: Tenham um bom dia ! Temos muitas obrigações por hoje. (e acelera o jipe).

PEDRO: Até mais meus amigos.

Seu Bento e dona Rosa, ficam parados, e tecem comentários.

ROSA: Seu Pedro é um homem muito bom, mas esse seu Camilo. . .

BENTO: É impressão sua minha Rosa.

ROSA: Desde a chegada deles me simpatizei mais com seu Pedro.

BENTO: Precisa ter mais conhecimento com ele, aí você vai ver que está enganada.

ROSA: Tomara que seja isso mesmo meu vei.

Sentados na varanda, de uma velha tulha da fazenda, dando uma pausa no serviço, Cosme e Damião, conversam:

COSME: Será que dona Terezinha e dona Rosa têm razão ou será apenas uma impressão sobre o que elas dizem sobre seu Camilo?

DAMIÃO: Não sei. Mas as pessoas mais vividas conseguem enxergar no olhar do outro o que se passa em seu coração e mente.

 

No próximo capítulo, o café colhido será preparado para ser entregue ao comprador.

CONTINUA. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

 

A Widcyber está devidamente autorizada pelo autor(a) para publicar este conteúdo. Não copie ou distribua conteúdos originais sem obter os direitos, plágio é crime.

  • Achei a estória interessante. Camilo parece ser uma pessoa calculista, mas veremos o que se espera nos próximos capítulos. Parabéns pela criatividade.

  • Achei a estória interessante. Camilo parece ser uma pessoa calculista, mas veremos o que se espera nos próximos capítulos. Parabéns pela criatividade.

  • Pesquisa de satisfação: Nos ajude a entender como estamos nos saindo por aqui.

    Leia mais Histórias

    >
    Rolar para o topo