Animais Racionaiss

VOCÊ ESTÁ LENDO

Capítulo 26

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Anoitecendo quando Carolina, Isadora e Gustavo saem do carro de Eduardo.

Carolina: Agradecida pela carona Edu.

Eduardo: No que precisar, me liga!

Maria: Então, alguma notícia do meu neto? – ao vê-los entrando na residência.

Carolina: Não mãe, a gente foi na delegacia e registrou o desaparecimento do Guilherme, só resta aguardar o trabalho da polícia e torcer pra que não tenha acontecido nada de mal com ele.

Catarina: Difícil entender como o Guilherme evaparou do mapa sem rastro nenhum!

Isadora: É culpa sua Catarina!

Catarina: Eu?

Isadora: Você que é a irmã mais velha deveria ter voltado junto com os dois da escola! – aponta para Catarina.

Maria: Não acuse a Cacá! Os gêmeos são bem espertos, quatorze anos nas costas e sempre voltaram sozinhos! Além disso, o Guilherme sumiu após pegar a bicicleta aqui em casa e ninguém viu. Não adianta culpar a Cacá dos seus erros!

Isadora: Eu errei. Errei e posso corrigir! Começando pela Catarina que não usará esses trapos! Venha se trocar!

Catarina: Ah meu Deus! – é puxada por Isadora. Maria e Carolina vão atrás.

Maria: Larga a menina em paz Isa!

Isadora: Aprenderá a se comportar como uma moça de verdade! Senta aí, arranjei vestidos descentes pra você! Primeiro destruir as porcarias que possui! Chega de camisas masculinas! – joga Catarina na cama do quarto que se levanta ao ver Isadora com uma tesoura cortando as roupas dela do armário.

Catarina: Mãe, o que tá fazendo? – Isadora a empurra e cai no chão.

Isadora: O que eu deveria ter feito há tempos, evitar que se vista que nem um moleque!

Carolina: Está louca Isa? É o jeito que a Cacá gosta de se vestir!

Isadora: A partir de agora ela se veste do meu jeito! E ficará sem jantar de castigo na dispensa até de manhã, quem sabe assim toma juízo!

Catarina: Aquele quartinho de novo não… – recolhe os tecidos rasgados por Isadora. 

Carolina: Pare Isa, pare de arruinar as coisas! Eu não permito! – segura uma das mãos de Isadora e se surpreende ao levar um tapa da irmã.

Isadora: Não se meta na criação da Catarina! –Carolina demora alguns segundos pra reagir e revida.

Carolina: Eu me meto sim, porque ajudei a criar desde pequena! – grita após bater na cara de Isadora.

Isadora: Por causa de uma tia que a encheu de mimos, a Catarina virou aberração!

Carolina: Como tem coragem de chamá-la de aberração?

Maria: Hora de encerrar o show! – retira a tesoura de Isadora.

Isadora: Acabou a palhaçada! A Catarina vai ficar de castigo no quarto escuro sim, porque não vou suportar o comportamento rebelde dela!

Maria: Eu também não deixarei, Isa!

Carolina: E já que você não suporta a Cacá, irá embora comigo pra São Paulo se ela quiser.

Catarina: Obrigada tia.

Maria: Você decidiu?

Carolina: Sim mãe. Oportunidade pra procurar um emprego.

Maria: Acha que dará certo?

Carolina: Encaro o desafio. E se a Cacá vir, prometo cuidar de você com todo o carinho e te respeitar. – olha pra sobrinha que responde com um sorriso.

Isadora: Fará um favor me livrando dessa peste. – sai apressada enquanto Catarina abraça Carolina.

Catarina: Eu quero tia ir com você.

Maria: O Eduardo é um rapaz de ouro, estou de acordo. 

Carolina: Falando nele, deve ser o Edu que está buzinando. Tchau mãe, tô indo pra aula, tá? Depois conversamos melhor Cacá. – agarra a mochila, dá um beijo na testa de Catarina e corre ao encontro de Eduardo.

Eduardo: Vamos pra faculdade?

Carolina: Opa, não podemos perder, período de provas! – diz abrindo a porta do veículo.

Eduardo: Nem me lembra!

Carolina: Edu, pensei na proposta que você me ofereceu. Aceito com uma condição.

Eduardo: Certo, qual condição?

Carolina: Que a Cacá vá conosco. Eu quero levar a Cacá pra morar com a gente. Tudo bem pra você?

Eduardo: Se for apenas isso, por mim perfeito. Certeza que gostará de lá. Tô estranhando a decisão, não ficaria melhor com a Isadora?

Carolina: A Isa a maltrata por ser lésbica e resolveu estragar as roupas dela, queria prendê-la outra vez.

Eduardo: Não tem cabimento, uma adolescente de dezesseis anos! Forçar a garota ser o que não quer?

Carolina: Pois é Edu, briguei feio com minha irmã e pra piorar, o Guilherme envolvido com o Juca! A Cacá merece ser feliz, salvá-la das crueldades da Isa.

Eduardo: Excelente pra ela e principalmente pra você que poderá recomeçar sua vida na capital, longe daquele verme do Juca. Além de ficar perto da faculdade, vale a pena!

Carolina: Tomara. Apesar de abandonar a família, ter que me acostumar com a rotina da cidade grande, no entanto você tem razão. Momento de mudar.

Eduardo: Eu te amo. Você sabe, de qualquer forma mantemos a amizade. E ao voltar da faculdade, prepare as malas. Aluguei um lugarzinho pra nós e está pronto o meu negócio. Amanhã nós partimos.

Carolina: Amanhã?

Eduardo: Você quer mais tempo?

Carolina: Não. Prefiro que seja rápido. Amanhã é ótimo.

Música de encerramento: Barões da pisadinha – Investe em mim Tema: bar da Maria

Atenção: A Widcyber tem a autorização do autor para publicar este conteúdo.

cropped-wid-1.png

NAVEGAR

>
error: Este conteúdo é protegido! A cópia deste conteúdo não é autorizada em virtude da preservação de direitos autorais.
Rolar para o topo