Destiinos Cruzados
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

DESTINOS CRUZADOS.

NOVELA DE

UELITON ABREU. 

ESCRITA POR

UELITON ABREU.

CENA 1. HOSPITAL. QUARTO. INTERIOR. DIA 

ENFERMEIRO JÁ NO QUARTO. DR. RAUL ENTRA. ALAN À PARTE

Dr. RAUL        o que houve? 

ENFERMEIRO ele está tendo uma hemorragia exposta, doutor 

Dr. RAUL        temos que levá-lo pra mesa de cirurgia urgente. Vamos! 

ENFERMEIRO ele desmaiou, devia estar com muita dor. Levem-no! 

ALAN SE APROXIMA DE RAUL, PREOCUPADO 

ALAN              ele vai ficar bem, não vai? 

Dr. RAUL        iremos fazer o possível e o impossível para estabilizá-lo. Com licença 

MÉDICO SAI. EM ALAN COMPLETAMENTE AFLITO 

CORTE PARA 

CENA 2. HOSPITAL. SALA DE ESPERA. INTERIOR. DIA 

NATHI, ALAN E SAMUEL AFLITOS 

NATHI            senhor anteceda pela vida do meu irmão!

SAMUEL        vai ficar tudo bem! Vai ficar tudo bem! como foi isso, Alan?

ALAN              ele se exaltou demais, e acabou sentindo muita dor e desmaiou. Disseram que ele teve uma hemorragia exposta. Tudo culpa minha, não devia ter dito às coisas que eu disse… 

NATHI            não se culpe. Eu conheço meu irmão, com certeza, ele te obrigou a falar tudo

NATHI            como está meu irmão, doutor? ele está bem? 

Dr. RAUL        felizmente conseguimos reverter sua situação, ele passa bem, porém ele precisa de uma transfusão sanguínea. Ele perdera muito sangue! 

NATHI            eu posso doar? 

Dr. RAUL        sim, talvez, diga-me. Qual sua tipagem sanguínea?

NATHI            eu sou AB 

Dr. RAUL        é incompatível. Seu irmão é do tipo O. Ele só pode receber de um portador que tenha seu mesmo tipo sanguíneo 

SAMUEL        eu também não posso, sou incompatível. Tipo A 

ALAN              eu posso e quero ser o doador! Ele tem o mesmo tipo sanguíneo que o meu. Minha vez de retribuir tudo que esse cara fez por mim. Ele é como um irmão pra mim, sempre esteve ao meu lado em situações que não me apetece falar por agora. O que importa, é que eu quero doar meu sangue… Por favor!

NATHI SE APROXIMA SEGURA AS MÃOS DE ALAN 

NATHI            ei, obrigado, viu. Que Deus te abençoe! 

ALAN              amém. Aliás, que ele abençoe todos nós 

Dr. RAUL        bela atitude, rapaz. Se todos agissem dessa forma, viveríamos em um mundo muito melhor. Agora vamos. Precisamos fazer a coleta do seu sangue 

SAMUEL        vai dar tudo certo!

ALAN              já deu, cara. Já deu!  

CORTE RÁPIDO 

CENA 3. HOSPITAL. INTERIOR. DIA 

O SANGUE DE ALAN JÁ SENDO COLETADO. TEMPO

CORTE PARA 

CENA 4. HOSPITAL. CENTRO CIRURGICO. INTERIOR. DIA 

ABRE EM PEDRO NO PROCESSO DE TRANSFUSÃO DE SANGUE 

CORTE PARA 

CENA 5. DELEGACIA. SALÃO. INTERIOR. DIA 

BRUNO E RICARDO CHEGANDO. MARIO SE APROXIMA 

MARIO           em que posso ajudá-los? Sou o agente Mario 

RICARDO       chamo-me Ricardo, sou advogado de Caio Castelo. Gostaria de ter com o Sr. Delegado. Ele se encontra?

MARIO           ele está em sua sala. Acompanhem-me, por favor 

CORTE PARA 

CENA 6. DELEGACIA. SALA DE DAVID. INTERIOR. DIA 

DAVID TECLANDO NO COMPUTADOR. MARIO ENTRA 

MARIO           delegado? 

DAVID            que foi? 

MARIO           o advogado e o namorado do Caio Castelo estão aí, e desejam falar consigo!

DAVID            mandem-nos entrar, por favor. E saia 

MARIO           claro! Com licença. Entrem, por favor 

BRUNO E RICARDO ENTRAM. RICARDO FITA MARIO, QUE SE INCOMODA 

RICARDO       obrigado. Agente… 

MARIO           Mario… meu nome, tchau! (SAI) 

BRUNO           então, delegado, esse é o Ricardo Vieira, advogado do Caio. Ele vai explicar melhor, o que viemos aqui a fazer. Por favor, doutor 

RICARDO       obrigado! Bom. Trago aqui, um habeas corpus e também o pedido judicial para que meu cliente possa responder em liberdade. (RETIRA OS PAPÉIS DE SUA PASTA E ENTREGA AO DELEGADO) Desejo que meu cliente seja imediatamente solto 

DAVID            ok. (COM OS DOCUMENTOS EM MÃOS, OS ANALISA) Será. Tudo bem. Só um instante! 

DAVID CATA O TELEFONE E INTERFONA PRA MESA DE MARIO 

MARIO           (OFF) pois não, delegado? 

DAVID            quero que traga o preso, Caio Castelo, até minha sala. Obrigado. (DESLIGA) Ele já está vindo! 

CORTE PARA 

CENA 7. DELEGACIA. CELA. INTERIOR. DIA 

MARIO ENTRA. VAI ATÉ A CELA E DESTRANCA 

MARIO           aí? vamos. O delegado quer falar consigo!

CAIO               o que querem? 

MARIO           não faço ideia, o que posso te adiantar é que tens um advogado a te defender. Vamos logo! 

CORTE RÁPIDO 

CENA 8. SALA DE DAVID. INTERIOR. DIA 

BRUNO, DAVID E RICARDO. MARIO ENTRA TRAZENDO CAIO 

MARIO           aqui, delegado

BRUNO           eu o conduzo daqui, pode deixar. Obrigado! 

MARIO           com licença (SAI) 

CAIO               então, por que me chamaram aqui?

DAVID            pra dizer-te, que já estás liberado. Responderá seu processo em liberdade! 

CAIO               é sério? Bruno? 

BRUNO           é sim, meu amor. O Dr. Ricardo conseguiu um pedido de habeas corpus pra você! você está livre! 

CAIO               que maravilha! Obrigado, doutor 

RICARDO       fiz apenas meu trabalho! Podemos ir, delegado?

DAVID            antes, preciso que assinem este documento, Por favor 

ASSINAM O DOCUMENTO E SAEM 

CORTE PARA 

CENA 9. DELEGACIA. SALÃO. INTERIOR. DIA 

BRUNO, CAIO E RICARDO VINDO DA SALA DO DELEGADO. DÃO COM ALAN SAINDO DO ELEVADOR 

ALAN              olá!

BRUNO           fala, irmão. Nós conseguimos, eu e o Dr. Ricardo, o Caio está livre. (O ABRAÇA) responderá seu processo em liberdade 

ALAN              que bom. Fico feliz. De verdade 

BRUNO           obrigado. A gente vai indo, tá? Depois nos falamos 

ALAN              tá bom 

CÂM SEGUE PARA RICARDO PRÓXIMO À MESA DE MARIO

RICARDO       aqui meu cartão caso… precise! (PISCA) 

MARIO           não! Não preciso, obrigado. com licença, tenho que levar esses papéis à sala do delegado 

MARIO PEGA ALGUNS PAPÉIS QUAISQUER DA MESA E SAI 

RICARDO O OBSERVA INDO, SORRIDENTE 

CORTA. DE DENTRO DO ELEVADOR, BRUNO O CHAMA 

BRUNO           você vem, Doutor? 

RICARDO       ah, claro!  

ENTRA NO ELEVADOR QUE SE FECHA. ALAN SEGUE PRA SUA MESA. MARIO CHECA SE RICARDO JÁ FOI MESMO EMBORA E SÓ ENTÃO VOLTA PRO SEU POSTO  

MARIO           já foi embora! Ufa!

ALAN              é, já foi! 

MARIO           que saco. Esse cara desde que chegou fica me fitando, me cercando, querendo alguma coisa, eu, hein! Sai fora, Mané! 

ALAN              eu vi, ele está bem a fim, viu! 

MARIO           sai pra lá, mano. Eu sou hétero! Me respeita! 

ALA                eu disse que cê não é? Só falei que ele está a fim, apenas. ok? Mudando de assunto. Conseguiu encontrar os pais da Alicia? 

MARIO           consegui o endereço, fui lá, mas eles não estavam. Fica tranquilo, que ainda irei outras vezes lá. Consegui também seus nomes: Soraia e Adolfo 

ALAN              ótimo. Fica ligado, assim que eles parecerem por lá, traga-os pra cá 

MARIO           uhum, pode deixar. Voltar pra minha mesa. Aliás, por que demorou tanto a voltar do hospital? 

ALAN              eu quase fui morto no estacionamento pelo assassino misterioso, e só não morri graças ao Sr. Carrasco ali. Ele se atirou na minha frente e foi baleado, mas não se preocupe, ele estava de colete. Daí, ele me levou pro hospital, onde fui visitar o Pedro, ele me fez falar tudo o que aconteceu durante sua ausência e acabou passando muito mal e voltou a ser submetido a uma nova cirurgia. E por fim, tive que doar meu sangue para ele, que teve uma hemorragia, pois acabara por perder muito sangue. Foi isso 

MARIO           uau! Que bom que você e o Pedro estão bem 

ALAN              é. Enfim, vamos aos trabalhos! 

CORTE PARA 

CENA 10. RUAS. EXTERIOR. DIA 

NATHI CAMINHANDO. ENTRA EM ALGUMAS LOJAS. SAI.  É OBSERVADA POR HUGO QUE SEGUE TODOS OS SEUS PASSOS. CLIMA TENSO 

CORTE PARA

CENA 11. BARRACO DE CÉSAR. INTERIOR. DIA 

CÉSAR ABRINDO A PORTA PARA LOBÃO SÓ DE TOALHA 

CÉSAR            Lobão? 

LOBÃO           que bela recepção, hein! 

ENTRA. SE APROXIMA. VAI BEIJÁ-LO 

CÉSAR            (DESVENCILHA-SE) acho melhor não! 

LOBÃO           ok. Tudo bem. Quero saber por que tu me colocou pra dormir? 

CÉSAR            do que você está falando? 

LOBÃO           não se faça de cínico, pois isso é uma coisa que tu não és. Fala. Naquele dia tu me dopou e saiu… por quê? 

CÉSAR            jamais faria isso com você! Vai ver você, sei lá, tomou muito suco de maracujá. É, é deve ter sido isso 

LOBÃO           só espero que tu não estejas me apunhalando pelas costas! 

CÉSAR            que é isso, Lobão. Eu não admito que você, logo você a quem eu tanto respeito e admiro desconfie de mim! eu sempre fui seu braço direito. Como pode achar uma coisa dessas? Me diz!

LOBÃO           espero que tudo isso seja verdade, César, porque eu não suportaria ser feito de idiota e mais: ser passado pra trás. Isso nunca! Eu confio em sua lealdade e, de verdade, espero que ela esteja comigo até o fim. deixa um beijo pro “Bielzinho.” Até logo! 

LOBÃO SAI. CLOSE NO ROSTO SÉRIO DE CÉSAR 

CÉSAR            idiota! Vai… vai achando que essa lealdade aqui vai te seguir… ela vai te dar uma bela de uma rasteira. Babaca! 

CORTE PARA 

CENA 12. GERAIS. EXTERIOR. DIA. NOITE 

LETREIRO: ALGUM TEMPO DEPOIS… 

CENA 13. APART PEDRO. INTERIOR. DIA 

CAMAPINHA TOCA. PEDRO VEM DE DENTRO. ATENDE 

PEDRO           você não estava morto, cara? 

HUGO             como pode ver, não! O Samuel está? 

PEDRO           o que você quer com ele, hein? Fala! 

HUGO             é um assunto meu e dele. Pode chamá-lo, faz favor? 

PEDRO           (CHAMA) Samuel! 

SAMUEL VEM DE SEU QUARTO ACOMPANHADO POR NATHI 

SAMUEL        Hugo? 

HUGO             olá. (ENTRA) Vim te chamar pra um jantar. Topa? 

PEDRO           que porra é essa? Eu te dei permissão pra entrar em minha casa? 

SAMUEL        está tudo bem! Está tudo bem, Pedro! Ele é um amigo 

NATHI            amigo, Samu?

PEDRO           o que você está querendo dizer, Nathi? O que eu ainda não estou sabendo? Espera aí. Vocês dois… vocês dois estão… (INCRÉDULO) juntos? 

HUGO             (CONFIRMA) sim!

PEDRO           isso é sério, Samuel? Vocês estão juntos? 

REAÇÕES 

CORTE PARA 

FINAL DO CAPÍTULO.

Atenção: A Widcyber tem a autorização do autor para publicar este conteúdo.

cropped-wid-1.png

NAVEGAR

>
error: Este conteúdo é protegido! A cópia deste conteúdo não é autorizada em virtude da preservação de direitos autorais.
Rolar para o topo