Destiinos Cruzados
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

CENA 1. HOSPITAL. QUARTO. INTERIOR. DIA 

ABRE EM SAMUEL REAGINDO DIANTE DE PEDRO 

SAMUEL           (SECO) não é da sua conta! 

PEDRO              prefere ser intimado a ir até a delegacia prestar depoimento? Hum? 

SAMUEL           cê tá me ameaçando, Pedro? 

PEDRO              não, estou apenas falando de fatos, fatos esses, que podem vir a acontecer, caso não me conte a verdade aqui e agora 

SAMUEL           fui até lá ver um amigo, por quê? Não pode mais? 

PEDRO              amigo… e esse seu amigo, assim, por acaso, seria o Lobão?

SAMUEL           óbvio que não! 

PEDRO              tava fazendo o que então ao lado dele? Fala porra!

SAMUEL           para de me pressionar! eu estou me recuperando de uma cirurgia. Parece que não pensa. E eu não quero falar, é um direito meu permanecer em silêncio! 

PEDRO              ok. Tá certo. Mas fique ciente que você será chamado para depor na delegacia 

SAMUEL           eu vou… sem problemas 

HUGO RETORNA À SALA… ENTRA SÉRIO

SAMUEL           que bom que você voltou, Hugo! 

HUGO                (SÉRIO) algum problema aqui? (ENCARANDO PEDRO) Esse cara tá te incomodando, Samuel? 

SAMUEL           não, ele já está de saída, não é, Pedro? 

PEDRO              sim. Já vou indo. Até. Melhoras aí pra ti! 

PEDRO SAI. FECHA EM SAMUEL ALIVIADO 

CORTE PARA 

CENA 2. DELEGACIA. SALÃO. INTERIOR. DIA 

MOVIMENTAÇÃO. PEDRO PROCURANDO UNS PAPÉIS EM SUA MESA. PAREDE SE APROXIMA DELE, JÁ O CHAMANDO 

PAREDE            Pedro! 

PEDRO              sim, delegado? (SAÚDA) Boa tarde! 

PAREDE            pra mim, não. Venha até minha sala, por favor 

PEDRO              sim, senhor… 

PAREDE VAI INDO PRA SUA SALA. PEDRO VAI ATRÁS 

CORTE RÁPIDO

CENA 3. DELEGACIA. SALA DO DELEGADO. INT. DIA 

PAREDE ENTRA SEGUIDO POR PEDRO, JÁ ARREMATANDO 

PAREDE            (ENCARANDO-O) quem te deu permissão pra invadir o manguezal?

PEDRO              eu só fiz o que já estava programado, delegado…

PAREDE            é, fez por conta própria, passou por cima da minha autoridade. Quem tu pensa que é, pra tomar decisões por mim? Hein, caralho?! 

PEDRO              desculpa, eu não queria…

PAREDE            (CORTA) eu não quero suas desculpas, seu incompetente. (RÍSPIDO) Pega tuas coisas e vaza da minha delegacia

PEDRO              o senhor tá me demitindo, delegado? 

PAREDE            não, mas não pense que essa ideia não passou por minha cabeça, pois passou. Está suspenso! 

PEDRO              (REAGE) quê?! delegado/ 

PAREDE            (CORTA, SEM PACIÊNCIA) é isso! Sai da minha frente. E só me apareça quando for solicitado… 

PEDRO SAI. PAREDE VAI ATÉ A PORTA. FECHA-A. PEGA SE CELULAR E CONTACTA LOBÃO

PAREDE            aí, já dei a devida punição pro policial Pedro… não se preocupe, ele não vai mais estar no seu caminho… 

CORTE PARA 

CENA 4. DELEGACIA. SALÃO. INTERIOR. DIA 

ABRE EM PEDRO JÁ ARRUMANDO SUAS COISAS EM UMA CAIXA. INSTANTES. JÁ COM TUDO DENTRO DA CAIXA, ELE SEGUE ATÉ O ELEVADOR. ACIONA. PORTAS ABREM. ELE ADENTRA. ESTÁ BASTANTE INCONFORMADO COM SUA SUSPENSÃO. PORTAS FECHAM

CORTE PARA 

CENA 5. APART DE PEDRO. CORREDOR. INTERIOR. DIA 

NATHI VINDO DA SALA. PARA ALI, EM FRENTE A PORTA DO QUARTO DE ALICIA. TOCA A MAÇANETA A GIRANDO. ENTRA NO LOCAL 

CORTE RÁPIDO 

CENA 6. APART DE PEDRO. QUARTO ALICIA. INTERIOR. DIA 

NATHI ENTRANDO. OBSERVADORA. BUSCA COM O OLHAR A CAIXA, QUE SAMUEL HAVIA MENCIONADO NO CAPÍTULO ANTERIOR, EM CIMA DO GUARDA ROUPAS. VAI ATÉ LÁ. PEGA O OBJETO. ABRE E DEPARA-SE COM JOIAS DE OURO. REAÇÃO. FOTOS DE ALICIA E LOBÃO AOS BEIJOS. ESTÁ PERPLEXA COM O QUE VER. 

NATHI               vagabunda! Coitado do meu irmão. Não merecia isso… vadia 

NATHI DEIXA A CAIXA DE LADO. VAI ATÉ A ESCRIVANHINHA ONDE EM CIMA ESTÁ O COMPUTADOR DE ALICIA, QUE HÁ TEMPOS ESTÁ DESLIGADO. NATHI SENTA DIANTE DO APARELHO. LIGA-O. INSTANTES. HÁ UMA CHAVE DE SEGURANÇA PARA ACESSA-LO 

NATHI               droga! Tem senha. Qual seria? (PENSATIVA) Pensa, pensa. Vamos lá, senha: LOBÃO 

CLICA NO ENTER E CONSEGUE ACESSO AO APARELHO 

NATHI               isso!

VASCULHA TODOS OS ARQUIVOS, TUDO. ENCONTRA ALGUNS E-MAILS TROCADOS PELOS DOIS. ESTÁ ENOJADA COM O QUE LER NA TELA DO COMPUTADOR 

NATHI               que nojentos! Piranha, nojenta… 

SOM DE BATIDA DE PORTA EM OFF. NATHI PERCEBE SER A CHEGADA DO IRMÃO. RAPIDAMENTE DESLIGA O COMPUTADOR E SAI DO QUARTO RAPIDINHO 

CORTE RÁPIDO 

CENA 7. APART DE PEDRO. SALA. INTERIOR. DIA 

PEDRO RECÉM CHEGADO. NATHI VEM DO CORREDOR 

NATHI               olá, maninho! Ué, o que é essa caixa? 

PEDRO              minhas coisas lá da delegacia, fui suspenso de minhas obrigações 

NATHI               sério? Mas por quê? 

PEDRO              eu desobedeci às ordens do delegado Parede. Invadi o morro sem sua autorização. Foi isso que aconteceu e cominou para a minha suspensão… 

NATHI               eita! Quanto tempo cê vai ficar afastado?

PEDRO              não faço a mínima ideia! 

NATHI               uma pena, estão perdendo um grande profissional 

PEDRO              pois é. (PÕE A CAIXA SOBRE O SOFÁ) Nathi, vem cá, me responde uma questão: você sabe dizer qual é a relação do seu amiguinho, Samuel, com o Lobão? 

NATHI               não… eu… eu não sei, mas por quê? 

PEDRO              eu o vi ontem lá, no morro, ao lado dele, do Lobão. E esse tiro que ele levou, não foi de um assalto, mas sim, do tiroteio entre nós e os traficantes 

NATHI ENGOLE EM SECO 

NATHI                 é… eu não sei, nem sabia que ele frequentava esse tipo de lugar, frequenta? 

PEDRO                 você está mentindo, Nathi. Eu te conheço. Você e ele estão de conluio. Fui atrás dele, e ele assim como você, mentiu. Mas eu vou descobrir o que vocês escondem, logo, logo. Vou pro meu quarto 

PEDRO PEGA A CAIXA E VAI PRO QUARTO. FECHA EM NATHI PREOCUPADA E AFLITA 

CORTE PARA 

CENA 8. BARRACO DE LOBÃO. INTERIOR. DIA 

LOBÃO E CÉSAR 

LOBÃO              só esse afastamento não é suficiente para aquele filho da puta do Pedro 

CÉSAR               quer que eu dê um chá sumiço nele, chefe? Se quiser, é só falar 

LOBÃO              não, por enquanto, não. Tem que haver outra maneira… 

CÉSAR               morte, talvez. Essa seria uma boa solução, Lobo

LOBÃO              isso será em última instancia

CÉSAR               tudo bem. Acontece que eu tenho uma carta na manga, Lobo 

LOBÃO              como assim, caralho? Desenvolve essa parada aí 

CÉSAR               a Lídia, ela é louca por ele, sempre foi. Tinha inveja da relação dele com a falecida lá, a Alicia

LOBÃO              não estou entendendo. Aonde cê quer chegar? 

CÉSAR               iremos joga-la pra cima dele, e ela poderá despistá-lo, assim como Alicia fazia no passado 

LOBÃO              é, é um bom plano, mas e o professor lá, namorado dela? 

CÉSAR               quanto a ele, não se preocupe, dou um jeito de tira-lo da jogada 

LOBÃO              como? 

CÉSAR               você verá! 

LOBÃO              vou confiar em ti, hein! Não me falha, cacete! 

LOBÃO SAI. CÉSAR O OBSERVA 

CÉSAR               nunca que eu iria decepcioná-lo, meu amor! 

CORTE PARA 

CENA 9. STOCK-SHOTS. ANOITECER. EXTERIOR. NOITE 

CENA 10. CASA DE SAMUEL. QUARTO. INTERIOR. NOITE 

ABRE EM NATHI  

NATHI               amigo, nós temos que contar logo pro meu irmão, quem realmente era aquela vadia 

SAMUEL           eu tenho receio amiga… 

NATHI               receio de quê? nós temos provas concretas, lindo

SAMUEL           como assim, provas? 

NATHI               temos as fotos deles juntos. E isso aqui ó, e-mails deles dois e dela com o cara que repassava as drogas pra ela

ENTREGA CÓPIAS DOS E-MAILS A SAMUEL QUE LÊ TUDO E FICA CHOCADO

SAMUEL           caralho!

NATHI               pois é, é nojento tudo isso 

SAMUEL           quando que contamos pra ele?

NATHI               quando você tiver melhor, mais apto 

SAMUEL           ok. Assim que me recuperar, nós o contamos

NATHI               combinado. Vou indo. Fica bem, tá. Tchau 

SAMUEL           tchau

NATHI SAI. SAMUEL AINDA CHOCADO COM O QUE DESCOBRIU 

CORTE PARA 

CENA 11. STOCK- SHOTS. AMANHECER. EXTERIOR. DIA 

CLIMA TENSO 

CENA 12. MANGUEZAL. BECO. EXTERIOR. DIA 

ABRE EM CÉSAR AO CELULAR COM ALGUÉM MISTERIOSO 

CÉSAR               (AO CEL) é pra fazer conforme combinado! Vê se não vacila, mané. Vou te pagar uma grana preta por isso. falou. (DESLIGA) hora do show! 

CÉSAR SORRI 

CORTE PARA 

CENA 13. APTO DE HUGO. QUARTO CASAL. INTERIOR. DIA 

ABRE EM LÍDIA FALANDO AO CELULAR COM DIEGO 

LÍDIA                 (AO CEL) fala! (P) Me encontrar? Agora? (P) Ok. Vou dar um jeito aqui, e já chego aí, combinado? Tchau, delícia (DESLIGA) 

E SAI PRA SALA

CORTE RÁPIDO 

CENA 14. APTO DE HUGO. SALA. INTERIOR. DIA 

HUGO VENDO TV. LÍDIA VEM DO INTERIOR DO CENÁRIO 

LÍDIA                amor, tô indo encontrar uma amiga aqui perto, numa academia 

HUGO                tá bom, amor. Vai lá!    

LÍDIA                (BEIJO) te amo! Já volto 

LÍDIA SAI. HUGO FICA DESCONFIADO. CHEGA UMA MENSAGEM EM SEU CELULAR. TODAS AS COORDENAS, ONDE ELA ESTARÁ, ROTA, TUDO EM FOTOS 

HUGO                (LENDO) “É nesse lugar que ela irá se encontrar com a “amiga” haha. Bobinho” 

HUGO RAPIDAMENTE PEGA SUAS CHAVES, CARTEIRA E SAI PARA RUA 

CORTE PARA 

CENA 15. CAMPE. EXTERIOR. DIA 

LÍDIA CHEGANDO EM SEU CARRO. DIEGO ESCORADO EM SEU CARRO, A SUA ESPERA. LÍDIA ESTACIONA SEU CARRO. DESCE E VAI ATÉ O MICHÊ 

DIEGO               saudades!

A AGARRA E A BEIJA

LÍDIA                eu também, safado! E esse lugar aqui, hein, por quê? 

DIEGO               quis inovar, quero algo diferente do habitual… quero foder você aqui, ao ar livre! cê já fodeu com alguém assim, ao ar livre? 

LÍDIA                pra tudo tem sua primeira vez, não é mesmo? Delicia! (BEIJA-O) 

DIEGO PASSA A TIRAR A BLUSA DE LÍDIA, VAI BEIJANDO SEU PESCOÇO, DESABOTOA SEU SUTIÃ, O ARRANCA. CHUPA SEU SEIOS FARTOS. ELA GEME DE PRAZER. VOLTA A BEIJA-LA 

DIEGO               (ENTRE BEIJOS) gostosa! 

CORTE PARA CÉSAR QUE OBSERVA TUDO ATRÁS DE UMA ÁRVORE

CÉSAR               que nojo!

ELE LOGO AVISTA O CARRO DE HUGO SE APROXIMANDO

CÉSAR               chegou quem faltava nesse cabaré. Chupa essa manga, vadia 

CÉSAR RI. HUGO SE APROXIMA EM SEU CARRO, LENTAMENTE. AVISTA LÍDIA, COM SUAS PERNAS ENTRELAÇADAS EM VOLTA DA CINTURA DE DIEGO, QUE A FODE MUITO. GEMIDOS ABAFADOS. LÁGRIMAS ESCORRENDO EM SEU ROSTO, DE DECEPÇÃO. PARA O CARRO. DESCE. LIMPA SUAS LÁGRIMAS E SEGUE EM PASSOS RÁPIDOS E CONTÍNUOS ATÉ OS DOIS 

LÍDIA                ah, caralho. Fode… (GEME) Ahhh 

HUGO                então é aqui a academia, e essa é a sua amiga, Lídia?!

DIEGO               eita, caralho. Fodeu! 

LÍDIA                calma, não é nada disso… a gente vai conversar… deixa só 

SE RECOMPÕE, PROCURA SUAS ROUPAS 

HUGO                cala a boca!

LÍDIA SE APROXIMA. TOCA SEU ROSTO 

LÍDIA                meu amor, olha pra mim… 

HUGO                (EMPURRA) sai! Sua vagabunda! 

ELA CAI NO CHÃO. COMEÇA A CHORAR. DIEGO ALI À PARTE 

HUGO                eu nunca te deixe faltar nada, sempre te amei, sempre fui fiel… e você? O que fez? Hum? Fez porra nenhuma, melhor, me recompensou com um belo par de chifres, não é? Cachorra, desgraçada. E não adianta chorar, não. Essas suas lágrimas não me comovem. Burro, burro, como fui burro. Todo esse papo de amigas, era tudo mentira! Tava era dando o rabo pra esse daí, esse puto dos infernos. Olha só, acabou. Acabou! Nem ouse pôr os pés no meu apartamento, tá ouvindo? Não ouse! 

LÍDIA                (CÍNICA) você está sendo muito cruel comigo, Hugo. Não faça isso. Eu errei. Foi um deslize. (SE HUMILHA, DE JOELHOS) Me perdoa, por favor. Eu imploro te imploro, meu amor

HUGO                um deslize? Rá! Eu tenho nojo de ti. Nojo! Depois que eu der as costas, pra mim, cê já vai estar morta, enterrada a sete palmos a baixo da terra. Fica aí, nesse chão, que esse teu lugar, seu verme 

LÍDIA LIMPA SUAS LÁGRIMAS, LEVANTA-SE E O ENCARA

LÍDIA                seu bosta! Eu nunca gostei de ti mesmo, só te aturei todo esse tempo por grana, se não fosse isso, nem depois de morta, eu iria te querer. Seu lixo. Se eu te traio com ele, é porque ele é muito melhor do que você, tem um pau que consegue me levar ao delírio, diferente do teu que nem cócegas faz. você é péssimo de cama. Bem brocha mesmo. Nojo? Nojo tenho eu de ti, seu brocha! 

HUGO                se mostra… mostra a sua verdadeira face

LÍDIA                (LOUCONA) É, é! Essa sou eu, caralho! Vai. Vai embora. Xô, traste. Vaza daqui que eu vou continuar trepando com um homem de verdade, que consegue me fazer gozar  

HUGO                isso, faça isso! vocês dois se merecem! Merdas! 

SE VIRA, VAI ANDANDO, ENTRA EM SEU CARRO E VAI EMBORA 

CÉSAR SAI DE TRÁS DE UMA ÁRVORE APLAUDINDO

CÉSAR               que show! Que atuação! Bravo. O Oscar é todo teu, Lídia 

LÍDIA                (ENCARA-O) foi tu, não foi? Filho da puta! 

CÉSAR               o que cê acha?

LÍDIA DÁ UMA CUSPARADA NA CARA DE CÉSAR E SAI EM SEGUIDA. CÉSAR LIMPA SEU ROSTO, RINDO 

CÉSAR               mal agradecida que fala, né… 

DIEGO               ei, cara, minha grana. Fiz o que tu me pediste 

CÉSAR               sua grana… cara, eu se fosse você, correria… correria e muito 

DIEGO SE VIRA PRA CORRER. CÉSAR RAPIDAMENTE SACA SUA ARMA ATIRA CONTRA AS COSTAS DO MESMO QUE CAI MORTO NO CHÃO 

CÉSAR               tá pago! Dívidas quitadas! Agora parte ‘B’ do plano, dá um fim no Hugo. Tão lindo. Uma pena que irá morrer 

CORTE PARA 

CENA 16. BR. EXTERIOR. DIA 

ABRE EM HUGO QUE SEGUE DIRIGINDO. ESTÁ MAGOADO. DECEPCIONADO. CHORA MUITO AO LEMBRAR-SE DOS BONS MOMENTOS AO LADO DE LÍDIA. TEMPO. CORTE EM DESCONTÍNUI-DADE PARA CÉSAR QUE VEM LOGO ATRÁS DO CARRO DE HUGO EM SUA MOTOCICLETA. SACA SUA ARMA E ATIRA CONTRA UM DOS PNEUS DO VEÍCULO.  O PNEU ESTOURA. HUGO ACABA PERDENDO TOTAL CONTROLE DA DIREÇÃO DO VEÍCULO, QUE SAI DA PISTA E CAPOTA VÁRIAS VEZES. POR FIM, HÁ UMA FORTE EXPLOSÃO. CORTA PARA CÉSAR ALI NA PISTA EM CIMA DE SUA MOTOCICLETA VENDO O VEÍCULO EM CHAMAS 

CÉSAR               desculpa, não é nada pessoal, mas eu tive que fazer isso. descanse em paz, lindo 

CORTE PARA 

FINAL DO CAPÍTULO

 

Atenção: A Widcyber tem a autorização do autor para publicar este conteúdo.

cropped-wid-1.png

NAVEGAR

>
error: Este conteúdo é protegido! A cópia deste conteúdo não é autorizada em virtude da preservação de direitos autorais.
Rolar para o topo